expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

sábado, 19 de janeiro de 2019

Poeta Fernando Pessoa -Agora mais acessível a todos - Aproximadamente 1200 livros da biblioteca particular de Fernando Pessoa disponíveis para consulta on-line - O GENIAL POETA DA MENSAGEM VISTO PELO CLASSICISMO DO PINTOR JOÃO NEVES DE Ó - - TENDINITE FORÇOU-O A USAR A MÃO ESQUERDA – MAS O GÉNIO SUPEROU A DEFICIÊNCIA -

Desenhos do Pintor João Neves de ´Ó  - pseudónimo de João Bento Neves  - Meu distinto amigo  - O seu grande sonho é um dia poder pintar a rota de Fernão Magalhães-  Quando o conhecemos, nos anos 80, liderava uma equipa para trabalhar a arte final de letras e capas das publicações da  Walt Disney, entre as quais o Tio Painhas, Pato Donald, Pateta, Disney-Extra, Rato Mickey, entre outras - O esforço excessivo para respeitar compromissos e com perfeição , traiu-o  - Teve de deixar a sua empresa mas  nem por isso se deu por vencido - Adaptou-se a pintar com a esquerda

Fernando Pessoa - por João Neves de Ó - João Bento Neves

OPORTUNIDADE A NÃO PERDER 
 Aproximadamente 1200 livros da biblioteca particular de Fernando Pessoa estão disponíveis na internet para consulta on-line. A digitalização do acervo foi feita pelo Centro de Linguística da Universidade de Lisboa. Os livros de vários gêneros e idiomas, no formato PDF e JPG, trazem dedicatórias, anotações, assinaturas, notas, diagramas e poemas do maior poeta de língua portuguesa da história.

João Neves do ò - Na sua oficina de artista - A paixão por Fernando Pessoa
Entendemos que uma biblioteca desta importância devia tornar-se património da humanidade — e não apenas dos que podem deslocar-se a esta Casa onde Fernando Pessoa viveu os últimos 15 anos da sua vida. Graças à dedicação de uma equipa internacional de investigadores foi possível digitalizar, na íntegra, toda a biblioteca. Deste encontro de entusiasmos generosos resultou a disponibilização gratuita da preciosa biblioteca do autor de ‘O Livro do Desassossego’, que agora pertence aos leitores em qualquer parte do globo”. Procuramos tornar acessível e simples a compreensão da biblioteca no seu todo — que está classificada por categorias temáticas — e a consulta de cada livro. Destacamos páginas que incluem manuscritos do próprio Pessoa — ensaios e poemas escritos nas páginas de guarda dos livros. Trata-se de uma biblioteca aberta ao infinito da interpretação — bela, surpreendente e instigante, como tudo o que Fernando Pessoa criou. Usufruam-na, afirmam os curadores do projeto”.
Clique aqui para acessar: A biblioteca pessoal de Fernando Pessoa disponível para consulta on-line


A boa informação é partilhada pelos grupo "Amigos do LUGAR AO SUL" que defende o regresso do programa da RDP - LUGAR AO SUL, de autoria de  Rafael Correia, programa  caracterizado pela divulgação da melhor da música e da poesia de Portugal!
Importa continuar a lutar pela reposição do programa na Antena 1 e – não menos importante – pela disponibilização do acervo completo na internet.

Mini-arquivo online (streaming):
http://www.rtp.pt/play/p650/lugar-ao-sul-reedicao







O  virtuosismo de José Manuel Monteiro y Costa - Outro nosso estimado amigo, que chegou a tocar  nos mais famosos hotéis londrinos e poderia ser hoje um nome reconhecido nos pianistas portugueses, mas onde é que estão as oportunidades para os pianistas a solo? - Quantos bares e hotéis dão prioridade à música clássica? - Até os concertos  nas instituições públicas, vão-se tornando uma raridade. 

"Fernando António Nogueira Pessoa (Lisboa, 13 de junho de 1888 — Lisboa, 30 de novembro de 1935) foi um poeta, filósofo, dramaturgo, ensaísta, tradutor, publicitário, astrólogo, inventor, empresário, correspondente comercial, crítico literário e comentarista político português.


Fernando Pessoa é o mais universal poeta português. Por ter sido educado na África do Sul, numa escola católica irlandesa, chegou a ter maior familiaridade com o idioma inglês do que com o português ao escrever os seus primeiros poemas nesse idioma. O crítico literário Harold Bloom considerou Pessoa como "Whitman renascido",[4] e o incluiu no seu cânone entre os 26 melhores escritores da civilização ocidental,[5] não apenas da literatura portuguesa mas também da inglesa.[5]


Das quatro obras que publicou em vida, três são na língua inglesa. Fernando Pessoa traduziu várias obras em inglês (e.g., de Shakespeare e Edgar Allan Poe) para o português, e obras portuguesas (nomeadamente de António Botto[6] e Almada Negreiros) para o inglês.[7]


Enquanto poeta, escreveu sob diversas personalidades – heterónimos, como Ricardo Reis, Álvaro de Campos e Alberto Caeiro –, sendo estes últimos objeto da maior parte dos estudos sobre a sua vida e obra. Robert Hass, poeta americano, diz: "outros modernistas como Yeats, Pound, Elliot inventaram máscaras pelas quais falavam ocasionalmente... Pessoa inventaa poetas inteiros."    https://pt.wikipedia.org/wiki/Fernando_Pessoa

OUTROS QUADROS A ÓLEO DA ADMIRÁVEL OBRA DO ARTISTA JOÃO NEVES DE Ó - UM DOS QUAIS - O RAMO DE CEBOLAS - FOI CLASSIFICADO NO CERTAME EM LONDRES, EM 7º DE ENTRE 30 MIL CONCORRENTES  - Parecem imagens fotográficas mas na tela só houve a intervenção do pincel e tintas, com a composição ao seu lado e  longas horas gastas - 
Pois, embora a sua escola académica lhe ensinasse a enveredar por outros estilos, que também o sabe fazer, prefere, no entanto, jogar com as formas, as cores e a luz, tornando o real ainda mais efabulado e fantástico. Pelo que é frequente sair de casa para ir ao encontro dos mais surpreendentes recantos do litoral marinho e lá se perfilar o dia inteiro com o olhar repartido na panorâmica e na sua paleta.








Contam-se pelos dedos das mãos os pintores que executam obras com este primor técnico e artístico de João Neves

O pintor João Manuel de Ó Pereira das Neves - mais conhecido por João Neves - nasceu em 10 de Agosto, é natural de Santiago do Cacém, a vila alentejana onde também nasceu Manuel da Fonseca -  Aliás, foi na companhia dele que, uns meses antes da sua morte,  pude ir a  casa do autor da "Rosa dos Ventos"e fazer-lhe uma entrevista, em directo,  para um programa da noite, da Rádio Comercial, realizado por Rui Castelar 

João,  tem o  culto pela Natureza e dos nossos poetas e navegadores portugueses - 

O seu grande sonho é um dia poder pintar a rota de Fernão Magalhães- Entretanto, vai pintando maravilhosos trechos da nossa costa marítima, belíssimas composições naturais e alguns abastratos - Um dos seus  quadros já lhe valeu  ser distinguido nos primeiros, entre milhares de concorrentes num concurso em Londres - É meu grande amigo, praticamente desde que regressei a Portugal,  depois de uma das minhas odisseias nos Mares do Golfo da Guiné. A sua paixão pelo mar, fê-lo ir ao meu encontro. Uma entrevista da rádio, despertara-lhe a curiosidade em conhecer-me.. Encantado com as minhas aventura solitárias, em pirogas - uma das quais 38 dias - viera procurar-me à Rádio Comercial para fazer  uma banda desenhada das minhas façanhas. 

NÃO SE DEIXOU  VENCER PELA DEFICIÊNCIA FÍSICA DA MÃO DIREITA

Naquela altura, trabalhava para a arte final de letras e capas das publicações da  Walt Disney, entre as quais o Tio Painhas, Pato Donald, Pateta, Disney-Extra, Rato Mickey, entre outras  - Era o responsável por um Estúdio de Arte- Final - Publicidade e ilustração - com uma dúzia de colaboradores, que se encarregavam de traduções, revisão e adaptações de textos para oito editoras - Entre as quais a Colecção de Cromos Panini, Gradiva, Meribérica-Liber, Nobar, Edições Asa, Editores Arial, Lisboa Editora,  Freaqui e vários jornais e revistas.  A vida sorria-lhe. Porém, o excesso de trabalho, fê-lo contrair uma tendinite na mão direita, pelo que, forçado a suspender a sua actividade, muitos dos seus sonhos, sofreram um duro revês. Mas, querer é poder, e, pese todo o esforço hercúleo, que lhe é exigido, nem mesmo assim ele se  deu por vencido. E desabafa: "Jorge" E, então, aquele o pintor que dizia: não tenho braços mas pinto com o pincele na boca! - Felizmente, tenho as duas mãos: não posso pintar com a direita, tenho que me habituar com a esquerda" - E, na verdade, embora não sendo esquerdino, é o que tem feito. 

BISNETO DO CONDE DE AVILEZ 


Diminuído, fisicamente, da mão direita, claro que lhe é exigido um duplo esforço. Sim,  mas o génese da pintura está-lhe nas veias! -  Que fazer senão continuar abraçar a sua maior paixão. Até porque, além de sua mãe, a única família são os bons amigos. Não tem outros familiares mais próximos ou afastados. Bisneto - sem herança - do Conde de Avilez : o  homem que introduziu o  automóvel em portugal.  A bisavó era criada do Sr. Conde, engravidou-a  e arranjou-lhe uma filha, que foi pari-la em casa dos pais,, em Ferreira do Alentejo, em obediência aos bons costumes da época. - Sobrinho da Geny de Brito, a primeira missa de Portugal, cuja herança foi parar, muito oportunisticamente,  ao seu médico pessoal e à Câmara Municipal do Entrocamento - O qual, Sr. Doutor, apesar de já ter a herança garantida, ainda lhe cobrava as consultas.  E aí temos, assim o pintor João Neves, sem heranças mas também sem herdeiros, dependente unicamente dos maravilhosos quadros que vai pintando. 




João Neves, já esteve no Maciço dos Tambores. Foi a primeira pessoa a quem confidenciei a descoberta da Pedra do Solstício. Nesse dia, encontrava-se em Coimbra, onde tinha ido para mais um tratamento inútil à tendinite que lhe tolhe os movimentos da sua mão direita. 

Aceitou deslocar-se no dia seguinte à minha aldeia. Ficou maravilhado pelo que viu. Estávamos em 2003. Naquela altura, nem ele nem eu sabíamos, que, Miguel Torga, também, já noutros tempos,  já tinha  andado por aqui. 


Miguel Torga, nasceu a 12 de Agosto de 1907, na aldeia de S. Martinho de Anta, concelho de Saborosa, deixou-nos, a 17 de Janeiro de 1995, perfaz  hoje 19 anos. Partiu para o Reino do Invisível mas deixou-nos o legado poético do Reino Maravilhoso de Trás-os- Montes e Alto Douro, a sua região natal, cuja paisagem e gentes, com os seus hábitos e costumes, comportamentos e modos de estar e olhar o mundo, as riquezas e as pobrezas da terra, além de lhe moldarem o seu carácter e a sua sensibilidade, serviriam de fonte de inspiração para a sua vasta obra poética, ficcionista e diarística. 








sexta-feira, 18 de janeiro de 2019

PINTOR COLUMBANO BORDALO PINHEIRO 1857-1929 - O PRAZER DE ADMIRAR A OBRA DE UM DOS MAIS GENIAIS E FAMOSOS ARTISTAS PORTUGUESES – Recordando, nomeadamente, alguns quadros que dedicou à pintura feminina - Entre os quais de sua esposa Emília Bordalo Pinheiro

Jorge Trabulo Marques 

HOJE VOU AQUI RECORDAR O CÉLEBRE PINTOR COLUMBANO BORDALO PINHEIRO – NOMEADAMENTE ALGUNS DOS RETRATOS QUE DEDICOU À PINTURA FEMININA 

"Columbano Bordalo Pinheiro (1857-1929) o mais destacado pintor português do século XIX, é o artista que melhor expressa valores de modernidade, numa situação única na arte nacional. O Museu Nacional de Arte Contemporânea-Museu do Chiado possui na sua coleção cerca de 200 peças deste autor, que foi diretor do museu de 1914 a 1927, entre elas obras tão fundamentais como o O Grupo do Leão, o Retrato de Antero de Quental, Concerto de Amadores, ou a Luva Cinzenta. Este retrato da mulher do artista inscreve-se numa reduzida série de retratos no feminino muito raros na obra de Columbano. Assim, o carácter quase exclusivo deste retrato de Emília Bordalo Pinheiro, normalmente representada em temáticas associadas a naturezas-mortas ou espaços de intimismo, revela uma frontalidade singular, a par de uma excelente técnica que valoriza o expressivo rosto da figura, recortado sob um fundo de pintura em mancha, habitual nos seus retratos"

"O Retrato da mulher do artista (Emília Bordalo Pinheiro)da autoria de Columbano, é a mais recente aquisição do MNAC - Museu do Chiado e poderá ser visto, a partir de sexta-feira, dia 20 de fevereiro, e pela primeira vez, na exposição permanente deste museu, ao lado de A chávena de chá do mesmo autor.
Distintos momentos de intimismo em cenas de um quotidiano banal, que Columbano sempre gostou de explorar, registam uma sensibilidade cúmplice na sugestão do sentimento pelo gesto feminino e pelo detalhe do retrato, aqui na representação da sua mulher. Em ambas as obras permanece a emoção, mas o mistério de um esclarece-se no outro, através de um tratamento diferenciado da luz.
Pintado possivelmente nos primeiros anos da década de 1900, relaciona-se com um outro retrato de Emília, de 1903, da coleção do Museu de Grão Vasco. Parece tratar-se de instantâneos, apreciações do modelo em movimento, com igual chapéu que se torna num ponto de referência. Pontuado de pequenas flores brancas, em breves pinceladas impressivas, o chapéu cria uma propositada tensão entre a indefinição deste motivo e o realismo da face, criando assim um apontamento de modernidade. O rosto iluminado evidencia-se e transmite a tranquilidade do olhar. O fundo, pintura em mancha que revela o seu puro prazer de pintar, recebe uma luz difusa, como em muitas outras pinturas desta fase. http://www.museuartecontemporanea.gov.pt/pt/artistas/ver/14/artists

"UM MONGE PINTOR"


"Em Portugal , Columbano vai aumentar o número dos seus admiradores, criando-se uma mitificação em torno da sua personalidade que era alimentada pela crítica. O seu nome era associado com vocábulo religioso, relacionado com a natureza monacal da sua vida (18/3/1912)". – Análise editada no bogue
(In)Cultura: Um Retrato

Que diz  ainda, que,  O Retrato de Maria Cristina Bordalo Pinheiro corresponde a uma tentativa de Columbano conferir maior claridade à sua paleta e maior graciosidade aos seus modelos, seguindo o conselho de Batalha Reis de dar mais "variedade à sua obra variando nos retratos". A alusão ao lento ritual do chá bem como à sereniddade da pose constituem valores estáticos que contrastam com certos elementos do trajo que indiciam a sua ruptura iminente. Com efeito, o chapéu sobre a cabeça e a sombrinha na mão indicam que ela estava entre dois tempos, tendo acabado de entrar ou estando prestes a sair, sendo que o pintor a cristalizou num momento de fruição doméstica, anterior ou posterior a uma experiência de mundanidade".
.
Depois de ler este trecho compreendi melhor Columbano. Viajei num período da História portuguesa conturbado e pude apreciar a evolução cromática do pintor.
Há uma tela deColumbano de que gosto especialmente: Inês de Castro, de 1902, que está no Museu Militar. Um dia destes colocá-la-ei.
 A  TEMÁTICA FEMININA É ESCASSA NA SUA VASTA OBRA PICTÓRICA

Inédito - 
Noutra analise, comenta-se  que “foram raros os retratos de mulheres na obra de Columbano, com excepção daqueles que pintou de Maria Augusta, a irmã que foi a sua mãe protectora. Já velha e cansada, Maria Augusta casou convenientemente Columbano com uma discreta senhora que a substituiu na vida prática, modelo também de outros retratos e, sobretudo, de infelizes composições de pintura histórica e alegórica, desprovidas de sensualidade ou sentido decorativo. Mas foi no círculo íntimo das suas cumplicidades intelectuais e afectivas que Columbano encontrou a excepção para esta quase misógina ausência de modelos femininos. A sua família, sobretudo, proporcionou a colmatação temática desta lacuna, em pequenas séries que traduzem o recato burguês da vida familiar. Neste duplo retrato das suas sobrinhas favoritas, Columbano atinge uma qualidade mundana muito rara na sua obra. A pincelada é rápida, num virtuoso esboçar de mancha pictórica que lembra a pintura de um Boldini.

A temática e composição são elegantes, no assumir da forma oval de um tondo que se repete picturalmente no espaldar do cadeirão, onde se senta uma rapariga que lê e sobre o qual a outra se debruça ternamente, em reforço intimista. A luz incide e irradia das páginas do álbum e repercute-se em virtuoso contre-plongée sobre o rosto da leitora, realçando uma atmosfera de recato crepuscular.
A nota mundana é reforçada pelo próprio trajar das figuras, ricamente vestidas, com os rostos moldurados por grandes chapéus emplumados de aba larga, na definição de um arquétipo feminino.  Rui Afonso Santos
http://www.museuartecontemporanea.gov.pt/pt/pecas/ver/394/artist



A sua formação artística desenvolveu-se num ambiente familiar, entre os estudos de pintura holandesa e flamenga, exigidos pelo pai, o artista Manuel Maria Bordalo Pinheiro e o contacto com o realismo, sob influência do seu irmão mais velho, Rafael Bordalo Pinheiro. Aluno pouco assíduo da Academia de Belas-Artes de Lisboa, Columbano estreou-se nas exposições da Sociedade Promotora das Belas-Artes com pequenos quadros de género, na década de 70. Em 1880 obtém o pensionato particular da Condessa d’Edla para uma estada em Paris, depois de ser preterido em dois concursos do Estado. Antes de partir, realiza um conjunto de pinturas, importantes pela observação crítica e irónica de ambientes burgueses portugueses e realiza, já em Paris, Concerto de Amadores, obra intimista de grandes dimensões, recusada no salão da Promotora de 1883 e mal entendida por uma crítica artisticamente pouco preparada. Em Lisboa, regista a camaradagem do Grupo do Leão, 1885, num grande retrato colectivo, centrado na figura do mestre da geração naturalista, Silva Porto. Realiza várias decorações em palacetes particulares, como o Valenças, Museu de Artilharia e sala dos Passos Perdidos da Assembleia da República, onde regista, em vastos painéis, um interessante conjunto de políticos contemporâneos que associa a figuras marcantes da História de Portugal.
Dedica-se preferencialmente ao retrato de amigos e familiares, nos anos 80, numa paleta de tonalidades claras, que posteriormente escurece, nos retratos de intelectuais portugueses, já na viragem do século, numa característica pintura em mancha e tonalidades, terminando numa obsessiva preocupação pelo tratamento da luz que desmaterializa a figura. Pioneiro do realismo, as suas obras referenciam artistas como Velázquez, Rembrandt, Manet, Degas, Courbet, Fantin-Latour. Amigo de Sargent, próximo da estética do alemão Leibl, Columbano constrói uma original modernidade.

A VASTA OBRA DE COLUMBANO  PODE SER VISTA EM https://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_de_pinturas_de_Columbano_Bordalo_Pinheiro

O MUNDO VAI CONFUSO E EGOÍSTA, MAS UM DIA SE FARÁ LUZ



DIA VIRÁ QUE O MUNDO HÁ-DE VIRAR VIRGEM E MAIS ESPIRITUALISTA - Todavia, até lá, há que esperar que o Deus Omnipresente 
fulgure das trevas que ensombram e turvam a humanidade 
e, da gloriosa aurora renascente do seu esplendor, a luz fertilize 
e ilumine a mente do sacerdote e do Governante 
- E tranquilize o coração de toda a gente


SOU EU SOZINHO E À MINHA FRENTE,
ALGO COM APARÊNCIA
DE UM BRANCO ESPECTRO DIVINO ,
ENVOLVIDO NUMA MANHÃ DE INVERNO
DENSO NEVOEIRO GÉLIDO E FINO

Oh, tu divino profeta que segues os meus passos,
mesmo nestes dias de cinzenta névoa e duro frio! -
Juntai-vos ao meu retiro, debruçai-vos comigo
sobre estes verdes musgos, erva curativa
que cobre antiquíssimos castelos graníticos
solitários, informes e escorregadios
Quero plantar num vaso vivo
um ramo de seiva de erva
ou simples íman de névoa
e chamar-lhe se pudesse
o mistério que se revela
de viçoso gérmen de argila



terça-feira, 15 de janeiro de 2019

“Subida das emissões de clorofórmio na China pode atrasar a recuperação da camada de ozono -ATMOSFERA EM PEQUIM ESTÁ IRRESPIRÁVEL, MATA MILHÕES DE CIDADÃOS NA CHINA E NOS OUTROS CONTINENTES – SOFREGUIDÃO DOS MILIONÁRIOS CHINESES ESTÁ ALTERAR O CLIMA E A VIDA NO PLANETA COM NEVÕES EXTREMOS E VERÕES ESCALDANTES

JORGE TRABULO MARQUES - JORNALISTA - INFORMAÇÃO E ANÁLISE 

 
AMEAÇA SILENCIOSA MAS PERSISTENTE - A GANÂNCIA DO ENRIQUECIMENTO DOS MULTIMILIONÁRIOS CHINESES, NÃO ENCONTRA BARREIRAS NEM ENTRAVES 


Corrompem a classe politica dos países ocidentais, usando a tradicional ténica de matar a serpente pela cabeça para entrarem livremente, se implantarem e expandirem sofregadora e impunemente



A China está a aproveitar para comprar países inteiros e, nalguns casos, a preço de saldo. Portugal é um bom exemplo desse investimento" http://visao.sapo.pt/atualidade/entrevistas-visao/2018-08-12-A-China-esta-a-aproveitar-para-comprar-paises-inteiros-e-nalguns-casos-a-preco--de-saldo.-Portugal-e-um-bom-exemplo-desse-investimento~


A Zâmbia corre o risco de perder a sua soberania devido à enorme dívida externa que tem com a China.
O país poderá ser obrigado a entregar a Pequim a propriedade das suas principais infraestruturas de transporte e energia, assim como algumas promissoras indústrias de extração, inclusive de diamantes.

Segundo a revista Africa Confidential, a atual crise no país africano deve-se à enorme dívida perante empresas e fundos chineses que não é capaz de pagar. https://zap.aeiou.pt/china-esta-prestes-a-dominar-zambia-219573

CAPITALISTAS CHINESES MATAM A POPULAÇÃO COM ATMOSFERA OS RIOS E OS SOLOS POLUÍDOS E DESESTABILIZAM O RESTO DO PLANETA 

Diz a edição de hoje do jornal PÚBLICO, que as emissões de clorofórmio para a atmosfera aumentaram entre 2010 e 2015 e tiveram origem sobretudo na China. Esta é a principal conclusão de um estudo publicado na revista cientifica Nature Geoscience. Os cientistas alertam ainda que, se as emissões de clorofórmio continuarem a subir até meados deste século, a recuperação da camada de ozono pode atrasar-se entre quatro e oito anos.

Geralmente, pensava-se que o clorofórmio atmosférico tinha principalmente uma origem natural (por exemplo, 90% vinha sobretudo de processos no oceano e no solo), apenas com uma pequena contribuição antropogénica”, lê-se no artigo científico. “Contudo, estudos recentes sugerem que as emissões antropogénicas possam estar a ser subestimadas e que cerca de 50% das emissões de clorofórmio possam ser atribuídas a essas fontes.”

Agora, a equipa de Xuekun Fang – do Instituto de Tecnologia do Massachusetts (MIT), nos EUA, e líder do trabalho – monitorizou este composto (e outros) através da Experiência Avançada de Gases Atmosféricos Globais (AGAGE), uma rede de estações à volta do mundo que tem medido a composição da atmosfera desde 1978. Ao longo do estudo, os cientistas analisaram as concentrações atmosféricas de mais de 50 gases com efeito de estufa ou que empobrecem a camada de ozono.
https://www.publico.pt/2019/01/14/ciencia/noticia/subida-emissoes-cloroformio-china-atrasar-recuperacao-camada-ozono-1857509

ESTÃO TOMAR CONTA DO RESTO DO MUNDO – SEM TEREM QUE USAR PORTA-AVIÕES OU SUBMARINOS NUCLEARES


E, quando o dia, alguém quiser impor alguma ordem nesta rapina desenvergonhada, é tarde demais: então aí, sim, bastará ancorarem algumas dessas poderosas máquinas de guerra nos portos ocidentais, que também já são seus para intimidarem os mais afoitos.




ENQUANTO O NEGÓCIO CHINÊS PROSPERA -Quase 6.700 empresas foram à falência em Portugal em 2012 Mas, afinal, o que o que é que estão os chineses a fazer em Portugal senão a fazer o seu negócio? Contribuindo para  o encerrando lojas e fábricas e o desemprego - O grave de tudo isto é haver portugueses que não se importam de entrar no mesmo jogo.


A venda da EDP aos chineses da THREE GORGES - ficou prevista desde o momento em que a máfia chinesa se envolveu nas eleições presidências - Ou não é sabido quem apoiaram?!...   Os dirigentes chineses atuam com a maior frieza espartana - O comunismo neles é apenas um rótulo - É senão a capa do Capitalismo do Estado que explora as fraquezas do capitalismo liberal. 29/12/2010  Liga dos Chineses em Portugal anuncia apoio a Cavaco Silva - Destak



ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS PIORAM GRAVIDADE DA POLUIÇÃO NA CHINA O aquecimento global aumentou a frequência e a gravidade dos picos de poluição do ar no norte da China, segundo alguns cientistas. Partículas tóxicas no ar provocam quase um milhão de mortes prematuras no país todos os anos, de acordo com pesquisas anteriores. “As alterações climáticas aumentam as ocorrências de condições climáticas favoráveis ao nevoeiro severo do inverno de Pequim”, revela uma equipa de pesquisadores na revista científica Nature Climate Change.

Em Pequim e em outras grandes cidades do norte, o número de dias por ano com o clima propício a nevoeiros extremos subiu de 45 para 50 no período de 1982 a 2015, em comparação com as três décadas anteriores, um salto de 10%. A tendência deve piorar se o aquecimento continuar a aumentar.

Os episódios persistentes de neblina prejudicial à saúde devem tornar-se 50% mais frequentes e durar quase o dobro do tempo durante a segunda metade deste século, apontaram os cientistas. E concordam que o maior perigo é a poluição de partículas microscópicas, com menos de 2,5 micrómetros de diâmetro. https://www.ambientemagazine.com/alteracoes-climaticas-pioram-gravidade-da-poluicao-na-china/



Poluição gerada pelas fábricas mata mais de 100.000 chineses por ano  -Estudo calcula pela primeira vez o impacto do comércio internacional sobre a saúde dos cidadãos
Comprar produtos feitos na China sai muito barato para moradores dos países ricos e terrivelmente caro para os chineses. A enorme poluição atmosférica gerada pela indústria chinesa, e deslocada pelo vento, está associada a mais de 3.100 mortes prematuras por ano na EuropaOcidental e nos Estados Unidos, de acordo com um novo estudo internacional. No entanto, o consumo voraz de produtos chineses na UE e nos EUA está ligado a cerca de quase 110.000 mortes prematuras por ano na China pela poluição do ar causada pela produção. Os moradores dos países ricos têm computadorescelulares e brinquedos baratos, e as multinacionais ganham mais dinheiro, mas em troca de centenas de milhares de mortes prematuras na China.O novo estudo, liderado pelo economista Dabo Guan, é o primeiro a calcular os impactos na saúde transfronteiriça do comércio internacional e da poluição atmosférica deslocada. O trabalho, publicado na quarta-feira na revista Nature, utiliza dados de poluição por partículas finas (PM2,5), tomados em 2007 em todo o mundo. Essas partículas, com menos de 2,5 milésimos de milímetro, penetram no mais profundo dos pulmões, os alvéolos, e podem atingir a corrente sanguínea, provocando doenças respiratórias e cardiovasculares.

Dos 3,45 milhões de mortes prematuras relacionadas com esse tipo de poluição naquele ano, cerca de 12% (411.000) estavam relacionadas com poluentes atmosféricos emitidos em outra região do planeta. E os autores vinculam 22% das mortes (762.400) à produção de bens e serviços em uma região para serem consumidos em outra. https://brasil.elpais.com/brasil/2017/03/29/ciencia/1490806329_742990.html

segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

“Bombeiros sapadores tentaram forçar entrada no Ministério do Trabalho" – Soldados da Paz? –.. Extrema agressividade de quem se esperava o mínimo de serenidade. Querem reformar-se ao 50 – Mas quem os força a ser bombeiros profissionais?... Correrão eles mais riscos ou sacrifícios de que os professores ou médicos, sujeitos a sofrerem contágios ou de quem anda a dobrar a espinha oito horas a cavar uma vinha ou a lavrar com um trator numa encosta ingrime? - Isto só reflete o egoísmo e a permissividade das admissões, em vários sectores, através da politica e não da competência.

MAIS PARECIA UM DUELO DAS CLAQUES MAIS EXTREMISTAS DE FUTEBOL- SIM, PARA QUEM VISSE AS IMAGENS ESTAMPADAS NUM ECRÃ DE TELEVISÃO, NA QUIETUDE DE SUA MODESTA CASA – SOBRETUDO PARA QUEM - COMO NÓS - VIVE NUM FRIORENTO  E DESCONFORTÁVEL DESVÃO DE ÁGUAS FURTADAS, DIFICILMENTE DEIXARIA DE FICAR CHOCADO COM TÃO DESTEMPERADO  ESTENDAL DE AGRESSIVIDADE  - 

O ESTADO, EM TEMPO DE PAZ deveria aproveitar o serviço militar para tarefas exercidas por este tipo de insurretos, incentivar mais o voluntariado, com melhores gratificações e acabar com este descarado parasitismo profissionalista. 

Foto DN

BOMBEIROS, DESORDEIROS OU  ARRUACEIROS QUE SE ATROPELAM UNS AOS OUTROS?  

 - Este o título e a imagem de um espetáculo. “A nova festa secreta de Lisboa é só para arruaceiros (mas dos bons)12/5/2018,  

Arruaçar é divertir-se ao máximo, mas sempre com respeito pelo outro. Conheça o movimento que quer revolucionar a cidade. Muito mais do que uma festa, são “um conceito, uma tribo”: é assim que se apresenta a nova geração de Arruaceiros.https://magg.pt/2018/05/12/a-nova-festa-secreta-de-lisboa-e-so-para-arruaceiros-mas-dos-bons/ 

Naturalmente que bem diferente daquele que vimos esta noite pela televisão, onde não faltou grosso ruído, apitaria estridente e ostentada pirotecnia, com tochas incendiárias, vomitando fogo,  bem vermelhas  em muitas mãos.   

Vários tem sido os apontamentos que tenho publicado nos meus sites, reportando e enaltecendo, nomeadamente,  o abnegado e arriscado trabalho dos bombeiros voluntários - Mas longe de imaginar, de poder ver -  nos chamados bombeiros sapadores ou profissionais -, cenas de tão destemperada  e grotesca  incivilidade  -

Confesso, pois, o meu espanto, ao ligar a televisão, agora à noite ( pouco vejo, senão alguns minutos de escassos telejornais,)  mais de que chocado e estarrecido, fiquei extremamente preocupado, ao ver tão agressivo aparato: 

As fardas e os capacetes, que já por si, refletem a imagem da sinistralidade, ainda para mais ostentando tochas incendiárias, fogo pirotécnico, gritaria, apitos que nem as claques mais extremistas do futebol  -Talvez até nem seja por acaso, que, um dos mais notórios dirigentes, associa uma coisa à outra. 

 MOTIVO PARA QUESTIONAR. O que seria a extinção dos incêndios e de prontos socorros, se não fosse o abnegado esforço do voluntarismo? – Sim, creio que é, ainda, nas cooperações dos bombeiros voluntários,   que se encontra o verdadeiro espírito, de solidariedade e de abnegação,  pese as manobras políticas, a que se tem assistido,  por parte de certos caudilhos, usando as corporações como instrumento partidário.

Imagem divulgada em vários sites
Mas quem é que pode acreditar que, pessoas, que se manifestam com tal violência, sejam capazes de se prestarem a atos de humanidade e de solidariedade, com total espírito de entrega e de generosidade?  

- E, analisando    o que é dito pelos promotores da manifestação, ,  quem é que acredita que lhe vão reduzir os ordenados? Ou até a idade da reforma? – Tudo chavões de quem os manobra.

Estes alguns excertos do teor de uma das noticias: Bombeiros sapadores tentaram forçar entrada no Ministério do Trabalho

Estatuto e normas de aposentação levam Sapadores de Lisboa a protesto ruidoso junto ao Ministério do Trabalho. Bombeiros vão entrar em greve a 22 de janeiro.

Com mangueiras e apitos cerca de 150 bombeiros sapadores mostram o seu descontentamento com o aumento para os 60 anos do limite de idade para a reforma e a redução do salário-base. Um grupo destes profissionais tentou forçar a entrada no ministério liderado por Vieira da Silva mas a intervenção da PSP evitou essa invasão. Nesta ação, estão a ser exibidas faixas onde se pode ler "Bombeiros com 60 anos! Quem salva quem?" ou "Sapadores bombeiros dizem não à destruição da carreira e da aposentação". https://www.dn.pt/pais/interior/bombeiros-sapadores-tentaram-forcar-entrada-no-ministerio-do-trabalho-10437218.html

Os bombeiros contestam propostas como o aumento para os 60 anos do limite de idade para a reforma e a redução do salário-base destes profissionais.
Entre buzinas, apitos e sirenes, exibiram faixas que diziam "Bombeiros com 60 anos! Quem salva quem?" ou "Sapadores bombeiros dizem não à destruição da carreira e da aposentação".
Apesar de ser uma manifestação dos sapadores de Lisboa, os profissionais tiveram o apoio de um grupo de bombeiros de Setúbal e um outro de Tavira (distrito de Faro).