expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

terça-feira, 30 de novembro de 2010

BARCELONA 5 REAL MADRID 0 ERRO DE JOSÉ MOURINHO - AGARRADO AO BANCO? E COM A CARA FECHADA? NÃO REPITA! LEVANTE-SE OU CERRE O PUNHO E FAÇA UMA FISGA!



Vale a pena reflectir... Em Janeiro reforçar mais a equipa e não descurar a fisga para afastar o enguiço...Se ainda conservar a pedrinha, que lhe ofereci na noite da inauguração do Estádio do Dragão, pois leve-a na mão. (todas as fotos - à excepção dos vídeos - são do autor deste blogue)


F.C. Barcelona 5 - Real Madrid 0 // 29 Noviembre

O QUE SE PASSOU CONSIGO, JOSÉ?!...SE BEM QUE O FÔLEGO DO BARCELONA, VENHA A CONHECER ALGUNS PERCALÇOS ....AINDA HÁ MUITO JOGO...MAS NUM CLUBE INGLÊS ESTARIA MELHOR - ENTRE OS LATINOS HÁ DEMASIADO MAL DE INVEJA...

"O seu espírito tem sempre que dar nas vistas - até nos momentos mais complicados - Ninguém lhe fica indiferente! Os seus adversários têm essa percepção e, por isso, o temem, admiram e invejam!" - Já o disse em anteriores postagens. Mas agora foi pelas piores razões: a noite, em Barcelona, foi demasiado negra. A recepção foi à pedrada.(
Real Madrid é recebido com pedradas em Barcelona O árbitro também não ajudou e a sorte passou-lhe ao lado. E a melhor arma, não a empregou: a serenidade e a confiança...Não a transmitiu....A equipa do Real Madrid fraquejou...Não conseguiu dar a volta e soçobrou.. E José Mourinho, também esteve muito abaixo dos seus melhores dias....A postura que tomou foi de aceitação e de derrota...Não volte a ficar pregado ao banco e com aquele ar tão carregado... Nem sequer mexeu na equipa, julgo eu. Esteve muito longe de si mesmo...Quando lhe suceder assim (e creio que deve estar preparado para isso, pois saberá que em futebol há muitas surpresas),levante-se.!..Acalme quem está de cabeça perdida... Estrebuche!... Mostre-se até zangado mas não derrotado...

José Mourinho: lance o grito à Tarzan ou do "Ipiranga."...Eu aprendi-o com os magos de África: usei-o numa difícil escalada na floresta e quando andei à deriva sozinho (num tronco escavado, perto de quarenta dias) numa casca de noz e precisei de me impor às ondas e afastar os tubarões: dito de viva voz e bem colocado, senão mata, agita ou desmaia!.. Grite e esbraceje mas não fique estático... Compreendo que tenha ficado afectado pelo ambiente hostil que lhe foi criado, e até da enguiçada à sua volta...Mas os espíritos fortes, sabem defender-se...Compreenderá que os olhos dos jogadores também o vêem e se centram em si...Além disso, há milhões através da televisão que esperam outro sentimento de confiança, outra postura que não a de vencido.Veja que um jogo de futebol, para além de um espectáculo, é também uma comédia. Mesmo que lhe custe: além de treinador faça o papel de actor. Aliás, é também essa a sua função: de encenador e a figura central dos actores. Reconheço que tem o seu estilo e que não goste de ocultar os sentimentos, sim, é dos tais que gosta de assumir: sou o melhor!... E então que mal há nisso?!! Talvez também o reverso da medalha: " Derrotaram-me! O que é que hei-de fazer?!.. Sim, mas não permita que o orgulho alguma vez lhe ensombre ou tolde a inteligência: pois, a serenidade, é das qualidades mais supremas. Depois dela, só a sublimidade e a transcendência...Estamos a entrar no quarto-minguante, é uma chatice, é um tempo depressivo; os espíritos mais sensíveis, por vezes não resistem e são afectados.





TAMBÉM ESTAS PALAVRAS - QUE ESCREVI NOUTRO POSTE - DESTA VEZ NÃO CORRESPONDERAM AO SEU ÂNIMO HABITUAL...
"Repare que você é o homem que se caracteriza pelos derradeiros instantes! Aquele que mais beneficia quando os outros já parecem cantar de galo. E costuma ser bem sucedido. Acho que é nessas alturas que o seu astral, subindo mais alto, estando no auge, consegue dar a volta às contrariedades e às situações adversas. Não cruza os braços! Contrariamente a outros, que, mesmo muito antes do apito final, dobram-se à derrota, dão-se por vencidos e, de semblante carregado, anseiam, já pelo fim da partida, pois já pensam mais em deitar contas à
vida" - Mas agora não foi assim- porquê?.

.

PRESSENTI QUE A NOITE NÃO LHE IA CORRER BEM. PORÉM, O SEU SEMBLANTE DEIXOU-ME AINDA MAIS TRISTE - PORQUÊ AQUELE AR TÃO CARREGADO?....GRASSA ASNEIRA: FEZ MAL NÃO SE TER LEVANTADO OU FEITO UMA FISGA À SUA MANEIRA
Você é um mago por instinto, mas ainda não interiorizou totalmente essa faceta. Quem lha reconhece é quem está de fora. Ainda não prestou a devida atenção ou deu suficiente importância a esses seus dons mediúnicos. Quando faz uma fisga não a faz conscientemente: é uma reacção natural. Mas deve assumi-la mais vezes. Defendo-o das correntes negativas e transmite energia positiva aos seus jogadores - e também a quem o veja e confie no seu talento.

NOITE MEMORÁVEL PARA UNS E PARA OUTROS PARA ESQUECER... E UMA OPORTUNIDADE PARA JOSÉ MOURINHO MEDITAR... POIS, EM FUTEBOL, NEM SEMPRE TUDO SÃO ROSAS - TAMBÉM HÁ ESPINHOS...MOMENTOS ALTOS E BAIXOS - O IMPORTANTE É QUE SEJAM MAIS OS ALTOS...

Disso-lhe na postagem de Sexta-feira, e em anteriores "Claro que, em futebol, há momentos altos e há momentos baixos. Por vezes, até muito baixos...Mourinho, também os vai ter... Mas eu penso que ele está preparado para isso. Mas o meu desejo é que ele fulgure e brilhe tal como os astros mais cintilantes. para alegria de todos nós: os que gostam de bom futebol e os que apreciam as qualidades dos homens que se elevam, por mérito próprio por fruto do seu esforço e talento, aos píncaros da fama..

Vou transcrever alguns dos textos que já editei - e linkes

Quando as coisas lhe não correrem de feição: medite um pouco no seu passado auspicioso, deambule por lá ( o espírito não morre) espaireça até desanuviar - Ou então, reserve uns instantes de religioso e profundo recolhimento, dirigindo umas breves palavras à entidade em quem habitualmente confia. Faz bem, estimula e reforça as defesas anímicas que, por vezes, face a certas adversidades (sobretudo a odiosas correntes fluídicas), toldam-nas , ensombra-nas, tendem a desencadear embaraçosos enguiços e desgostosos constrangimentos...

.
No entanto, a sua estrelinha ainda brilha e continuará a brilhar!... Está certamente compenetrado que haverá os reveses, os momentos difíceis. Mas isso ainda valoriza mais a sua determinação. O importante é manter viva a confiança e acesa a chama! A glória tem destas coisas... o outro lado amargo da medalha... E José até sabe dar-lhe a volta por cima, quando é preciso - Sim, mas é bom não descurar nada... Muita atenção!!...Muita atenção!!..Pois, como reconhecerá, a vida é feita de altos e baixos

.












Espero que ainda conserve a pequena pedrinha que lhe ofereci no Estádio Do Dragão - como singular lembrança - Uma espécie de amuleto de Boa Sorte. Certamente que se lembrará, pois vi no seu rosto alguma surpresa e um sorriso de simpatia. Espero que a tenha guardado.

Naturalmente que o seu mérito e as suas qualidades dispensariam tudo isso. Porém, como compreenderá, no futebol há muito mal de inveja e, para isso, para que nos possamos defender desse poder nefasto, não basta apenas o querer e a inteligência individual de cada um, há que contar também com a protecção de Deus ou com algo que a possa aglutinar - Foi justamente com esse objectivo que eu lhe entreguei essa pequeníssima lembrança
José Mourinho - Wikipédia, a enciclopédia.

Você é um Predestinado! Um abraço de parabéns e Boa Sorte!
Luís de Raziel .


.Que o Grande Foco o abençoe e o ilumine!


26 de Novembro de 2010.....SIC HOMENAGEOU JOSÉ MOURINHO PELOS DEZ ANOS DE CARREIRA....

22 de Maio de 2010.
JOSÉ MOURINHO - UM HOMEM PRENDADO.

19 de maio de 2009.
MOURINHO AINDA É UM ASTRO - ASSIM ESTÁ ESCRITO NO ALTO DOS CÉUS....AGORA VAI TER À PERNA UM CLUBE ESPANHOL - MAS VEJA LÁ ONDE SE METE.

28 de Abril de 2010.
JOSÉ MOURINHO - AINDA É UMA ESTRELA

A ESTRELA DE MOURINHO AINDA É UMA SUPERNOVA E CONTINUA A BRILHAR NO SEIO DAS GRANDES CONSTELAÇÕES - ESTAVA ESCRITO NO FIRMAMENTO QUE ASSIM FOSSE - AGORA VAI TER À PERNA O ASSÉDIO DE UM CLUBE ESPANHOL QUE O DESEJA PARA MAIS OUTRA ALICIANTE AVENTURA!…MAS O SEU DESTINO FALA INGLÊS - É LÁ QUE SE SENTE COMO PEIXE NA ÁGUA - É PARA LÁ QUE, MAIS TARDE OU MAIS CEDO, TERÁ DE VOLTAR . técnico José Mourinho negou que tenha se consultado com bruxos quenianos para trazer sorte em sua empreitada no Real Madrid.

26 de Novembro de 2008...JOSÉ MOURINHO TEM QUE LIVRAR-SE DE UMA CERTA CORRENTE NEGATIVA...

14 de Novembro de 2008.
JOSÉ MOURINHO: E A OFERTA DE UM TALISMÃ ESPECIAL

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

SIC HOMENAGEOU JOSÉ MOURINHO PELOS DEZ ANOS DE CARREIRA – GRANDE MOMENTO TELEVISIVO. VIU-SE O GÉNIO DO TÉCNICO E A DIMENSÃO DO HOMEM




A noticia de que a SIC estava a preparar um programa especial dedicado a José Mourinho, já era do meu conhecimento. Mesmo assim fui apanhado de surpresa: ao ligar o televisor, e , como estava sintonizado na SIC-Notícias, ao deparar-me com o fecho do telejornal, termina o locutor convidando o telespectador para ver de seguida (…) José Mourinho.
Claro, já não despeguei os olhos do ecrã. Confesso que houve momentos em que fiquei emocionado. Nomeadamente quando ele voltou para trás abraçar um jogador que se desfazia em lágrimas, ao vê-lo partir para o outro clube. José Mourinho, sai do carro e dirigi-se ao jogador. Não sei qual o treinador que teria feito aquele gesto. Tão afectuoso, tão carinhoso! Com certeza que ninguém o teria feito. Mas o repórter estava lá e captou o momento. Sem dúvida, só aquele abraço valeu mais de que mil palavras ou mil imagens. Parabéns aos realizadores do programa: os repórteres Nuno Luz e Paulo Cerpa que acompanharam José Mourinho ao longo de vários meses e nos mostraram o seu grande profissionalismo, o saber, a entrega, a forma , como "prepara um jogo e consegue ser adorado por todos os jogadores".

:

Quem diz que, José Mourinho, é vaidoso e arrogante, está profundamente enganado. Ele é assim mesmo. Único! Se calhar se não existisse, teria que ser inventado, pois, de outro modo, haveria uma grande lacuna no mundo do desporto. Espontâneo, frontal, sincero, inteligente e muito corajoso. Todos aqueles depoimentos – desde jogadores, a treinadores, técnicos e Presidentes de Clubes e gente anónima, sem dúvida, todos esses elogios, eram justos e viu-se que ninguém falou para as câmaras da SIC, senão para transmitir o que pensava do grande génio.

.

Até o Diego Maradona, sempre extravagante, mas sempre no seu jeito a dizer o que tem para dizer, foi fantástico nas suas considerações. Momento particularmente interessante de um ídolo – de uma legenda do futebol – a falar de outro ídolo. Ainda por cima a manifestar-se seu grande admirador. Também aprecio muito o argentino. Julgo que é do signo escorpião. Os olhos dele miudinhos vêem muito. Típicos do seu signo. Hábil nos pés e também no drible nas mãos. Bem fintou os ingleses. Mas os nativos de Plutão, são mesmo assim: emotivos e apaixonados . Quem lhas fizer, paga-lhes. Isso faz parte da sua natureza intrínseca e do fundo do seu inconsciente. Vingou-se, pois fez muito bem, com aquele celebre golo, que deu o título à Argentina, fez a vingança à sua maneira do morticínio causado pelos ingleses, na Guerra das Malvinas, que desfizeram em poeira um navio e toda a sua tripulação. Indubitavelmente que o golo foi merecido!

Aquela arrancada fulgurante e depois de tantas fintas, tinha forçosamente de ser coroada de êxito: ou de cabeça, ou de chuto ou com a mão. Calhou que foi com a mão mas não creio que tivesse sido deliberadamente. Foi por instinto, aconteceu. Aliás, tinha mesmo que acontecer, pois assim estava escrito nos astros do céu.

EM FUTEBOL NEM TUDO É UM MAR DE ROSAS - TAMBÉM HÁ ESPINHOS...PENSO QUE MOURINHO ESTÁ PREPARADO PARA ISSO...

Bom, já me estava a desviar do assunto. Mas também já pouco poderei acrescentar. Pois confesso que me faltam as palavras, depois de tanta emoção: depois de revisitar aqueles momentos de gloria de um português, de um filho da nossa terra que projectou o seu nome até à altura das estrelas, sim, que teria eu agora para dizer: desejar que o nosso José Mourinho, o nosso Herói, obtenha mais êxitos! Que continue na trilha do sucesso. C
laro que, em futebol, há momentos altos e há momentos baixos. Por vezes, até muito baixos...Mourinho, também os vai ter... Mas eu penso que ele está preparado para isso. Mas o meu desejo é que ele fulgure e brilhe tal como os astros mais cintilantes. para alegria de todos nós: os que gostam de bom futebol e os que apreciam as qualidades dos homens que se elevam, por mérito próprio por fruto do seu esforço e talento, aos píncaros da fama.

JÁ EDITEI OUTRAS POSTAGENS SOBRE JOSÉ MOUTINHO – VOU AQUI TRANSCREVER ALGUNS EXCERTOS DE UMA DELAS - O QUE DISSE NESTE BLOGUE NA "
Sexta-feira, 14 de Novembro de 2008


JOSÉ MOURINHO: E A OFERTA DE UM TALISMÃ ESPECIAL NA NOITE DA ESTREIA DO ESTÁDIO DO DRAGÃO - ESPERO QUE O TENHA GUARDADO JOSÉ MOURINHO: E A OFERTA DE UM TALISMÃ -

Sexta-feira, 14 de Novembro de 2008





Todas as imagens são do autor deste blog




Estive no interior do relvado na inauguração oficial do Estádio do Dragão, em 16 de Novembro de 2004 - Fiz fotografias e ofereci-lhe uma pedrinha - muito especial - Foi antes de começar o jogo com o Barcelona - Tal como documenta a imagem, estava de pé ao lado da sua equipa técnica - E, ao passar junto à cabine, instantes antes do desafio começar - Disse-lhe: pegue lá esta recordação e guarde-a bem guardada - Boa sorte!. “O quê?!…” Responde Mourinho, surpreendido mas sorrindo - Espero que a tenha guardado - É o amuleto da sorte. Apanhada junto a um dos templos sagrados, herança dos antigos povos que habitaram num dos sítios dos arredores da minha aldeia..
.












José é um lutador! Tem sabedoria e deixa saudades por onde passa - Nasceu em Janeiro - É um aquariano determinado!. Geralmente estes nativos, além de inteligentes, costumam ter a língua sempre afiada. Eu não digo para cortar em casaca alheia ( que também pode dar para isso - e dá) mas para se defenderem das alfinetadas dos adversários. E, creia, nesta fase da sua vida. V. bem precisa: há muito quem queira derrubá-lo ! Há muito mal de inveja pairando à sua volta -

No entanto, a sua estrelinha ainda brilha e continuará a brilhar!... Está certamente compenetrado que haverá os reveses, os momentos difíceis. Mas isso ainda valoriza mais a sua determinação. O importante é manter viva a confiança e acesa a chama! A glória tem destas coisas... o outro lado amargo da medalha... E José até sabe dar-lhe a volta por cima, quando é preciso - Sim, mas é bom não descurar nada... Muita atenção!!...Muita atenção!!..Pois, como reconhecerá, a vida é feita de altos e baixos

.














Espero que ainda conserve a pequena pedrinha que lhe ofereci no Estádio Do Dragão - como singular lembrança - Uma espécie de amuleto de Boa Sorte. Certamente que se lembrará, pois vi no seu rosto alguma surpresa e um sorriso de simpatia. Espero que a tenha guardado.
Naturalmente que o seu mérito e as suas qualidades dispensariam tudo isso. Porém, como compreenderá, no futebol há muito mal de inveja e, para isso, para que nos possamos defender desse poder nefasto, não basta apenas o querer e a inteligência individual de cada um, há que contar também com a protecção de Deus ou com algo que a possa aglutinar - Foi justamente com esse objectivo que eu lhe entreguei essa pequeníssima lembrança.

Você é um Predestinado! Um abraço de parabéns e Boa Sorte!
Luís de Raziel .



.










José Mourinho é hoje um dos portugueses mais falados e conhecidos na actualidade - É natural de Setúbal. O seu pai foi guarda-redes pelo Belenense, nos tempos áureos deste clube, ganhou vários títulos e alcançou a internacionalização.. O filho ainda quis seguir-lhe os passos, jogou nos Juniores do Belenense e como sénior no Rio Aves, mas desistiu. Pelos vistos, o destino impelia-o a voos mais arrojados no futebol .

Outra das postagens que dediquei ao mago José Mourinho MOURINHO AINDA É UM ASTRO - ASSIM ESTÁ ESCRITO N...

técnico José Mourinho negou que tenha se consultado com bruxos quenianos para trazer sorte em sua empreitada no Real Madrid..

.É o melhor ano da minha carreira. Se há que dar uma nota do ponto de vista profissional, de um a 10… dou 11, porque ganhei todas as competições que podia ganhar pelo Inter, e no Real Madrid ainda não desperdiçámos nenhuma oportunidade de ganhar títulos“, disse ontem José Mourinho



domingo, 21 de novembro de 2010

BARACK OBAMA NA CIMEIRA DE LISBOA: UMA POMBA ORIUNDA DUM PÁIS DE FALCÕES. AMÉRICA REPUBLICANA-CONSERVADORA NÃO LHE VAI PERDOAR A CEDÊNCIA À RÚSSIA



O cair da máscara das jogadas fraudulentas dos principais especuladores da bolsa e o despoletar da crise apanhou os americanos desprevenidos, chocou-os, estavam fartos das asneiras de Bush e elegeram Obama

.Portugal acolhe a cimeira de um dos pactos mais agressivos e belicistas da actualidade, sob o Comando do amigo americano. E o mais surpreendente é que, a maior das estrelas presentes, é Barack Obama, laureado com o Prémio Nobel da paz, o ano passado - Sim, não me venham dizer que a Nato é uma organização pacifista!

  O que é que a Europa e os Americanos (pretensos donos do Mundo) têm a ver com a vida interna de outros povos, tal como o Iraque e a o Afeganistão? - Já não era preciso a tragédia que infligiram ao materializado povo iraquiano, ainda se foram meter em mais outro atoleiro. Vão saír de lá sem honra e sem glória. Não resolvem problema algum e vão deixar atrás da precipitada e criminosa invasão, morte, miséria e destruição. Maiores ameaças para as nações beligerantes. E bastante mais instabilidade naquela zona do planeta.

Mas a opinião pública é gerida pela classe dominante e esta, já se recompôs e inverteu a crise a seu favor. - Saíram uns especuladores de cena mas depressa voltaram outros. Os milhões de dólares que foram retirados aos contribuintes e injectados na banca falida e noutros negócios, prosperaram novas e mais arrojadas jogadas.


"Ataques terroristas de natureza química são uma possibilidade para a Cimeira da Nato " - disse, já algum tempo a media. Se é alarme ou alarmismo é a única dúvida. Pelos menos, já deu para ver que se trata de uma cimeira que infunde mais preocupações e terrores de que sentimentos de paz Cimeira da NATO: Portugal em risco de ataque químico >


Se os amigos do Bin Landen nos coçarem a roupa ao pelo, não estranhem: eles não fariam mais do que dar cumprimento a um dos provérbios bíblicos mais antigos: amor com amor se paga

TRAUMAS OU TRAMAS?

O trauma da instalação dos mísseis em Cuba, deixou marcas muito profundas. Hugo Chaves é visto, como um sucessor de Fidel Castro, uma afronta ao capitalismo americano além disso compra armas ao Irão e à Rússia. Barack Obama não é trauliteiro como George Busch mas o que é que pode mudar sem Busch ou sem ele? . Na história dos Presidentes americanos, A Obama,. um dos países europeus deu-lhe o Prémio Nobel da paz,  um presente envenenado - Em que é que ele vai ser diferente?..

.DEMOCRATAS OU REPUBLICNOS - QUE DIFERENÇA?

O sistema político, económico e social americano, assenta fundamentalmente no capitalismo liberal, global e expansionista. Estar no poder o Partido Democrático ou o Partido Republicano, é quase a mesma coisa: o sistema tem de funcionar. E quem o contrariar , arrisca-se a ser eliminado. Exemplos, não faltam. Acompanhei, com alguma atenção, a informação que nos era transmitida pelas televisões. Vi que, exceptuando a china, estavam ali os dirigentes das principais potências do mundo - E também alguns dos países mais pobres, como era o nosso; neste momento, a beneficiar de visibilidade internacional (de bom anfitrião) mas ao mesmo tempo a ser alvo das investidas especulativas da banca capitalista de alguns dos países, ali representados, sobre os empréstimos, de que precisamos para fazer face ao défice : ao garrote imposto pelo euro, do qual, afinal, os que mais lucram, são os países mais ricos.

Os outros servem unicamente de almofada: ou seja, para contrabalançar as importações da alta tecnologia, por parte dos chineses (incluindo aviões) da Alemanha, Inglaterra e França), com a invasão dos seus produtos para o restante mercado europeu.Bom, isto enquanto o gigante amarelo não os ultrapassar: não produzir e fabricar tudo. Pelo menos, as fábricas das multinacionais (na mira da mão-de-obra mais barata), não param de lá se instalar.

MAIS PAZ PARA O MUNDO COM OS TAIS NOVOS CONCEITOS ESTRATÉGICOS QUE FORAM APROVADOS PELA CIMEIRA DA NATO, EM LISBOA?.. É DUVIDOSO QUE UMA ORGANIZAÇÃO, DE CARÁCTER EMINENTEMENTE BELICISTA, VENHA A CONTRIBUIR, ALGUMA VEZ, PARA UMA MAIS FRATERNA E HARMONIOSA CONVIVÊNCIA ENTRE OS DIFERENTES POVOS E CULTURAS.


sexta-feira, 19 de novembro de 2010

FIDEL CASTRO MAIS INTELECTUAL E MENOS REVOLUCIONÁRIO: ABANDONA LIDERNÇA - IDADE E A SAÚDE,AMADURECERAM-NO MAS É TARDE -FARINAS ESPREITA OPORTUNIDADE


Fidel Castro está velho e com a saúde debilitada mas não senil. E, de volta e meia, surpreende o mundo: ou porque elogia as reformas da saúde de Obama (que dificilmente levará a cabo, com a forte oposição e o arrepio entretanto readquirido pelos Republicanos), ou porque faz um acto de contrição pelos erros e exageros cometidos ao longo do seu regime. Lança apelos à crítica e a autocrítica. Tece elogios às reformas implementadas pelo seu irmão Raul. Concorda com o fim dos 500 mil postos de trabalho no sector público, a redução das despesas sociais e o incentivo ao sector privado e aos investimentos estrangeiros

Ele vê que o fim do regime se aproxima...


ESPREITAM COMO CORVOS PELA SUA MORTE - UM DELES É UM TAL DISSIDENTE GUILHERMO FARINAS - O REINADO BRANCO VAI DAR LUGAR AOS AFROS

O jornalista dissidente cubano Guillermo Fariñas, que quase ia morrendo por força da sua prolongada greve de fome, e que, recentemente foi distinguido pelo Parlamento Europeu, com o Prémio Sakharov, espreita com certeza, que os cubanos  (mais liberais) lhe possam confiar a liderança do país, pós irmãos Castro. Claro que, não é pelo facto de um dia vir a desaparecer o pai da revolução cubana, que  poderá acabar. - Se bem que os caminhos descabem, inevitavelmente, para o expansionismo liberal.

.

O bloqueio de que tem sido alvo, agravado com a crise económica, não vão dar grandes ou mesmo nenhumas chances a Raul Castro para impor as suas reformas ou seguir as orientações do seu irmão Fidel. Esteio fundamental para assegurar a confiança na continuidade, mas que não é eterno, obviamente. Ele revela uma extrema lucidez, que lhe permite até saber os dias que tem à sua frente ou para onde escapar, em caso de golpe antecipado. Se bem que ele não seja dos que vira a cara à luta. Mas quem é que quer morrer ingloriamente?...Hugo Chaves, sempre lhe estenderia a mão. Daí já ter assumido publicamente (embora num faz de contas) “não estar em condições para continuar na direcção do Partido Comunista". Por isso, o regime não tarda que caia. Ao enveredar pelos despedimentos, Raul Castro está a cavar a sua própria sepultura e a do socialismo, erguido a pulso - com tanto suor e sacrifícios: era o pior que lhe poderia acontecer. Não tardará muito que a resistência, seja aclamada triunfalmente nas ruas de Havana. Pessoalmente, não acredito que o povo cubano, venha a ganhar muito com isso, senão em liberdade, mas o curso dos tempos vão no sentido do liberalismo selvagem, arreganhar os dentes e o mercado global ganhar terreno: contra isso, ao que parece, paira um sentimento colectivo de declínio e de resignação. Foram eles que provocaram a actual crise, mas são os ricos a ganharem com isso. Claro, até ao dia em que os povos voltarão a acordar das afrontas do monstro.

.cuba corta mais de 500 mil cargos públicos..

.

terça-feira, 9 de novembro de 2010

MANUEL CINTRA FERREIRA,VAI HOJE PARA O ALTO DE SÃO JOÃO: APAGOU-SE A VIDA DUM HOMEM E A MEMÓRIA VIVA DO CINEMA - NÃO VAI HAVER OUTRO CRÍTICO COMO ELE



Ao longo da existência de cada vida, muitas outras vidas se cruzam. Não as da rua, pois essas seriam imensas, mas as que conhecemos, com as quais nos relacionamos, foram companheiras da mesma jornada ou, pelo menos no mesmo local de trabalho, tal foi o meu caso com Manuel Cintra Ferreira. Conheci-o numa destas circunstâncias.

.

Já lá vão quase vinte anos. Mas, obviamente, não posso deixar de me lembrar do homem que, além de colaborador do Expresso, era também crítico de cinema no programa radiofónico Café Concerto, de Maria José Mauperrin. Ainda fui ver alguns filmes graças a convites que lhe eram dirigidos e teve a gentileza de me oferecer. Era realmente uma autêntica enciclopédia viva do cinema. Não havia filme que ele não tivesse visto ou que não conhecesse.

"Então o que é que trazes para o programa de hoje, ó T...?.- perguntava-me., por vezes, quando já se encontrava sentado na sua secretária e eu estava a chegar. Era uma forma de cumprimento e de principiar o diálogo. . E tu, Cintra, que tens para hoje na tua critica de cinema?.... Gostava dos meus apontamentos, pedia-lhe opiniões e eu também apreciava muito os seus comentários. Encontrava-o sempre bem disposto, bem humorado. Era um homem terra terra: o oposto aos que gostam de andar a pavonear-se de lacinho e bem engravatados. De tal modo era esse seu desprendimento que chegava a parecer o típico português do campo. Isso avinhava-se-lhe na fisionomia: muito parecida ao homem comum. De carácter simples mas muito atento, pleno de confiança na sua formação e cultura.
.
Era crítico de cinema mas creio que não lhe interessava apenas o que se passava nas histórias dos filmes; pelo que depreendi, a sua curiosidade estendia-se também às vidas dos "actores "da rua. Era um excelente observador dos comportamentos e dos costumes. Fazia-lhe a radiografia e tirava-lhes a máscara. Não criticava ninguém mas reagia à sua maneira, com um certo sorriso meio matreiro e complacente, logo que sentisse ter logrado "despir" mais um mascarado. Via-se que não cultivava poses para mostrar que era um senhor intelectual Não precisava disso: estava de tal maneira talhado para a actividade que desempenhava, que dir-se-ia absorver a cultura cinematográfica, como a mesma naturalidade e à-vontade como as sanguessugas quando absorvem o sangue. Nada lhes escapava.




Várias vezes tomámos a bica juntos ao balcão do mesmo barzinho: "O Coice" Onde também se juntavam outros profissionais da mesma estação. E, naturalmente, a realizadora do programa - a Maria José - também ela, tal como Cintra, colaboradores do semanário Expresso. Foram bons tempos e bons programas. Mas, agora, mesmo depois de uma longa ausência de convívio e de trabalho, parece-me que o vazio, que já se instalou, ainda é bem maior, pois surge a inesperada notícia de que, afinal, o José Cintra Ferreira, já só poderá esperar por nós, quando também chegar a vez de nós partirmos. Por isso, embora já cheios de saudades da sua partida e expectantes de que possamos vir a viver mais umas quantas estações do ano, temos que nos conformar com as boas recordações que nos deixou: temos que nos render àquela sua expressão risonha e aberta, olhar miudinho sob as lentes graduadas, que, em cada palavra amiga, fazia sobressair ainda mais o seu rosto e o bigode, imagem que já nos era tão familiar, e nele tão natural mas que continuará a ser agora sem sombra de dúvida, a expressão e o rosto inesquecíveis: - na memória de todos quantos com ele trabalharam ou o conheceram e forjaram as melhores recordações e amizades
.Lembro-me de que, às vezes, quando não trazia o aparelho auditivo, era preciso falar-lhe um pouco mais alto ou aproximarmos-nos um pouco dele. A que então correspondia, invariavelmente, com um ainda mais expressivo e largo sorriso, talvez para nos compensar da pequena maçada. Espero que, no Além, ele possa escutar - sem qualquer recurso - a voz do silêncio! E até outras vozes que coabitem com a sua ou - mesmo separadas pela fronteira de outros mundos - conquanto se aproximem da sua e manifestem desejo em comunicar.

.
Meu Caro Cintra Ferreira:

Pois é assim, a vida:
T
u que viste inúmeros filmes , e aqueles não viste, pelo menos tiveste o cuidado de lhes conheceres a trama, os realizadores e o seus actores, terás reconhecido que as fitas de cinema retratam mais ou menos histórias vividas ou ficcionadas com principio, meio e fim: pois, como sabes, é mesmo assim a vida. Ninguém cá fica. E a tua chegou ao fim. Mais cedo que desejavas, pois, aos 68 anos, ainda não se é velho. Desde que não falte a saúde, ainda há muita vida pela frente. Mas a ti, ela faltou-te. - Segundo li nos jornais, bem lutaste ao longo de um ano contra a enfermidade, que dia a dia te minava e causava um grande sofrimento, mas, em vão, infelizmente.

Hoje o teu corpo vai para outra cidadela, a que chamam Alto de São João. Aparentemente, é um nome que nos remete para um lugar próximo dos céus. E eu espero bem que sim. Que, do teu corpo (ao ser cremado ou ao descer à terra, nesse instante de separação definitiva), se eleve nas alturas o teu espírito! - E que este se fixe eternamente no éter: pois, talvez, só lá nos infinitos espaços, te seria possível assistir àquilo a que, ao longo da tua vida, mais te apaixonaste: a sétima arte: aos maiores filmes dos Homens e da Terra; ao espectáculo dos seus prodígios, dos seus horrores e da sua beleza - Espero e faço votos ao Grande Arquitecto Universal para que o teu espírito prossiga e seja prendado no Além com tudo aquilo que aqui mais gostaste de fazer e até com o que ficou por realizar.
.

QUE LÁ NO OUTRO MUNDO O TEU ESPÍRITO ASSISTA AINDA A MUITOS FILMES POR ESTREAR, QUE A TUA ALMA ENCONTRE O REPOUSO, A PAZ E A GRANDE SERENIDADE NA BANCADA CELESTIAL ONDE TE PUDERES SENTAR - E, JÁ AGORA, SE TE SENTIRES TENTADO A COMUNICAR, NÃO HESITES: ESTAREI RECEPTIVO A SER TEU MENSAGEIRO E RECEPTOR. QUE É O QUE TENHO PROCURADO FAZER NAS MINHAS PEREGRINAÇÕES NOCTURNAS, COM OUTRAS ALMAS, ALGURES NOS ARREDORES DA MINHA ALDEIA, LÁ PELO SILÊNCIO MÍSTICO E ACOLHEDOR, DAQUELES NEGROS MAS SAGRADOS ERMOS E CANADAS.

.
.
Luís de Raziel.
Vidente Vara de Deus

Morreu “o sábio da crítica de cinema” - Cultura - PUBLICO.PT...Morreu Manuel Cintra Ferreira - Expresso.pt

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

PARABÉNS RUI VELOSO - EM TERRAS INTEIRAS DE PIMBAS, EM QUE TODOS SE IMITAM, CONTINUAS A SER ÚNICO NA ARTE DE CANTAR E DE SER MÚSICO À TUA MANEIRA


.................
.

O Rui Veloso é único no seu género musical e na sua pessoa. É uma espécie de cometa onde as estrelas se confundem umas com as outras. É este o panorama sob a abóbada do nosso pequeno firmamento que se ergue no estreito rectângulo à beira-mar plantado. Nasceu a 30 de Julho de 1957, em Lisboa, mas ainda foi bebé ( com três meses) para o Porto. Não tem nada de Lisboeta. É um típico tripeiro: no falar e no à-vontade de comunicar: os lisboetas são mais sisudos e convencidos. Não quer dizer que sejam todos assim: mas o faduncho triste e a indolência dos mouros do sul têm bastantes dessemelhanças da garra e vivacidade dos lusitanos ou celtas do Norte. Herda do signo Leão as melhores qualidades e virtudes. A determinação, o talento e a generosidade. Simples e ao mesmo tempo nobre de carácter. Completou agora 30 anos de carreira mas eu desejo-lhe que toque e cante mais trinta. Por muitas Primaveras bonitas que apetecem viver, mesmo dos dias que "tão depressa brilham como depressa estão a chover". Que viva ainda por muitas mais. Não sou um fã da musica rock. Mas gosto de o ouvir cantar e apreciei muito o seu "Chico Fininho," antes de ele ser mais uma "estrela no céu". Claro, das que verdadeiramente cintilam e brilham!

.

Sem dúvida, no começo dos anos 80, foi uma grande pedrada nos convencionalismos do charco. Dos convencidos que inovavam mas repetiam-se e imitavam-se até ao enfado. Era uma música que trazia uma nova lufada e incarnava simultaneamente uma personagem da nova geração, que, desiludida, já dos políticos e, para curtir a falta de guita nas algibeiras, despontava para as "curtes" ou "speeds". Marcou o começo de um período e um outro estilo. E o pronúncio dos shoppings e dos grandes centros comerciais que desertificam a cidade, a massificam e desumanizam ainda mais, os alvores do flagelo dos ácidos que corroem e matam como a "estricnina". E (com a sua "camponesa") até do abandono dos campos. Ele meio agarotado meio romântico de um tempo pós exageros revolucionários, pós mazelas e fascismos da guerra colonial e prenúncio dos democracismos fingidos e hipócritas. Que parece jamais ter sarado. Aliás, se agravaram com a peste dos mercado global e dos liberalismo selvagens. .Que cada vez mais se reflecte nos bairros da fome, da merda, da solidão e da miséria. E que então parecia já rever-se no próprio intérprete. Que o denunciava meio a sério meio a brincar. Talvez com mais eficácia das então já estafadas e comprometidas baladas militantes.

Ele também escorreito e magro, afável e carinhoso, popular e desprendido, simpático e meio matreiro, amigo do seu amigo mas sempre ele mesmo ("por mais amigos que tenha, sinto-me sempre sozinho") com o mesmo olhar e sem vaidades. Hoje está um bocadinho mais cheiinho. Mas é ainda a voz e imagem emblemáticas do eterno Rui das baladas, canções e músicas inimitáveis! O sentir e as preocupações da juventude do pós 25 de Abril e das actuais. gerações. Cujas letras e o canto, vão sendo apreciadas e lembradas pelos que agora - tal como ele - já são pais. Num meio quase submerso e invadido pelo género pimba, cujo amolecimento pseudo-romântico, com resquícios de provincianismo piegas parece difícil de curar, ele aí está, o Rui Veloso, igual a si próprio, ainda a cintilar, tal como dantes, com a mesma alegria e matriz como principiou, tal como a estrela da manhã, ao raiar no horizonte. Igual no seu brilho mas sempre o despontar de uma nova alvorada. Sem porém lograr ocultar as duras realidades sociais da vida que a matizam. Ele continua a ser a estrela brilhante da noite ou da manhã que ao mesmo tempo que traz o brilho, alegria; é ainda aquela que é o bordão do pastor e atenta vigia


Com pena minha, não o tenho acompanhado nos seus concertos mas sei que continua a ser a mesma pessoa. Romântico, risonho, folgazão e desprendido quanto baste. Já não há canções de amor capazes de durarem um dia ou uma noite inteira. Curte uma trip de beijos e depressa fareja outra na esquina. Não vai nos ácidos mas gosta de um bom Porto doce e fininho. E, tal como o chico, conhece à distância os tripados da Ribeira. O seu olhar e o sorriso - onde ainda há muita ternura, bondade e franqueza - não o desmentem. Elevou-se e popularizou-se no panorama musical português - e até já foi distinguido com uma das mais altas condecorações -, no entanto, nem por isso o estrelato lhe subiu à cabeça e lhe modificou a sua maneira de ser. Os egoísmos e a falsa modéstia não moram no rosto dele. O Rui é do melhor que o nosso Genuíno Povo tem.

.

Conheci-o, pela primeira vez, em 1980. Como o tempo passa!… Ainda o estou a ver a chegar a uma estação de rádio, acompanhado do David Ferreira: ia ser entrevistado pelo Júlio Isidro, creio que no programa da Grafonola Ideal. Depois vi-o no programa televisivo “Febre de Sábado de Manhã. Por essa altura, tive oportunidade de falar com ele. E também mais vezes: uma das quais, a poucos dias do seu casamento: encontrei-o, já não sei a onde e teve a amabilidade de me mostrar a sua nova casa: era para os lados da Avenida da República. Ainda a estava por mobilar. Mas agora já há uns anos que não o vejo pessoalmente. Espero que um dia calhe. Para lhe dar um grande abraço: mas que, desde já, aqui já lhe envio, com os desejos de mais canções, de boa música e muitas felicidades e alegrias - para ele, para os que acompanham e os que ouvem e admiram. Que os longínquos astros o continuem a iluminar e a propiciar muitos amigos e admiradores e que nunca se sinta sozinho: senão na letra da canção mas não no sentimento, nas suas qualidades artísticas, nas daqueles que o acompanham, na sua extraordinária sensibilidade e talento, nada falte ao seu generoso coração.

Luís de Raziell



Rui Veloso - Site Oficial - Entrada......Rui Veloso mostrou 30 anos de carreira em concerto.


quarta-feira, 3 de novembro de 2010

HALLOWEEN - MAIS FOLIA QUE MEMÓRIA AOS MILHARES DE VITIMAS QUE SOFRERAM PERSEGUIÇÃO, A TORTURA E A MORTE PELA TENEBROSA INQUISIÇÃO ÀS BRUXAS

.



... .............................. TAMBÉM EU FIZ A MINHA ESCOLHA

Também eu fiz a minha escolha: sou daqueles que, cedo desiludidos dos templos e dos sacrários construídos por mãos profanas, consideram Deus Bíblico uma pura mistificação e um mero fantasma, cedo decidiriam voltar-se para a Mãe-Natureza, ao coração da Terra, à luz que emana da abóbada celeste no coração do dia ou no coração das trevas, contemplar a Lua, as estrelas, os mares que são o azul reflectido dos céus e a origem de todas as espécies , admirar os astros longínquos que irradiam claridade e nos iluminam, são a razão e o sentido da vida, e, por conseguinte, sou dos que aprenderam, desde criança, a ver na beleza dessas imagens a verdadeira presença divina, tornando-se nos seus legítimos apóstolos ou na genuína representação desses deuses, em si próprios.

.
NÃO ME CONSIDERO BRUXO MAS EM CRIANÇA BEBI SANGUE DE GALO E PARTICIPEI EM RITUAIS COM AS FILHAS DO ANJO DA LUZ - VULGO BRUXAS - ADORO AINDA PEREGRINAR POR ESSES TÃO LENDÁRIOS LUGARES.

.Recebi educação católica, foram esses os meus primeiros passos. E até andei dois meses no seminário, em Mogofores, até que fui expulso, devido a uma bebedeira de medronhos e quando, em confissão, revelei os rituais que praticara em criança com bruxas. Admiro Cristo como Homem mas não o imagino um Deus Absoluto. Ou um Seu Enviado à Terra. Filhos de Universo e de um Deus Maior somos todos nós. São os oceanos, os continentes, todos os seus vivos e corpos aparentemente inertes. É, no fim de contas, aquilo a que, no meu modesto ponto de vista, resumo como sendo a Inteligência Universal.

.
Gosto da sua imagem, natural e humana, vestido com as suas lindas túnicas e até de imitá-lo em alguns dos seus gestos quando envergo roupagens mais ou menos semelhantes; porém, desagrada-me e deprime-me vê-lo crucificado e coroado de espinhos, como um penoso castigo para toda a vida. Porém, desde que, ainda rapaz, me iniciei no culto aos deuses mais antigos da humanidade e das suas simbologias - o Sol, a Lua, os Astros, o Mar e as Pedras - sim, no fundo, nos símbolos que mais identificam o homem - o seu lado humano mas também animal(cabeça de bode ou de touro e corpo com a forma vertebral erecta), sinto que sou, por vocação natural e intrínseca, tendencialmente pagão.Outras vezes, no entanto, nem sei bem o que sou: vacilo até à descrença e ao agnosticismo. Gosto de música sagra e de coros religiosos, seja qual for a religião. Respeito, porém, todo os credos e cultos - e tenho, em todos, bons amigos - o que não significa que cerceei a minha liberdade de expressão.


.EM ÁFRICA, CONVIVI E FUI AMIGO DE EXCELENTES CURADEIROS NEGROS E DE SUAS MULHERES - TROCÁMOS CONHECIMENTOS E EXPERIÊNCIAS, CONSIDERO O DIA DAS BRUXAS, MUITO IMPORTANTE MAS NO MEU PONTO DE VISTA O QUE MAIS IMPORTA RECORDAR É O PASSADO TENEBROSO DE QUE FORAM VÍTIMAS.


.
Não pude estar no Vale Cheiroso, com muita pena minha. Vivo em Lisboa e as condições meteorológicas não eram propícias. Mas também vim de lá há poucos dias: estive lá pela última Lua Cheia - Vesti a minha túnica negra. Andei lá pelo terreiro: fiz o meu ritual habitual, ouvindo, até, bem de perto, o piar de um mocho, o restolhar de javalis e, por fim, subi pelo caminho velho que vai dar ao Cabeço Douro. Mas que beleza!.. Ainda não veio o Janeiro mas as raposas, parece que já começam a andar com o cio, ouviam-se latidos que ecoavam até ao Vale da Ribeira.



.

.Que noite mais luminosa e magnífica!... Nem me dava conta do arrefecimento e da geada que caía. Estava eu a chegar à aldeia quando ouço, por ali, naquele santo silêncio e suave amanhecer, um cão a ladrar e um galo no poleiro. Nem de propósito...Senti-me, uma vez mais, transposto àqueles tão risonhos tempos da minha adolescência... Claro, não deixei de me lembrar dos meus companheiros - hoje homens, outros que já morreram - e das filhas do Anjo da Luz ( o nosso airoso Deus Cornudo), tão venerado pelas nossas queridas irmãs, já falecidas. Algumas delas até já podiam ser nossas avós!..Oh, como eram tão alegres e folionas e como nós nos ríamos às gargalhadas das suas galhofas e traquinices, nos divertíamos tanto!...Sobretudo, quando nos beijavam o rabo (claro, de calças vestidas) e, uma das irmãs, a mais velha, depois de dançarmos e de darmos umas quantas voltas à volta do galo, de patas atadas e pousado junto ao defumador das aromáticas essências (alecrim rosmaninho, entre outras ervas ) ali bem no centro do terreiro, sim, se enchia de genica (como a mestra, a grande chefona, a madre-superiora) e se aprestava para torcer e degolar de um só golpe a pobre ave, cujo sangue era vertido imediatamente para uma tigela e dado a beber a todos os participantes. A princípio, não lhe achei piada, mas depois, como se ouviam sempre algumas chalaças, até me pareceu natural e lhe encontrei alguma graça... Mais tarde vim a saber por um dos meus companheiros, que, quando alguma delas andava com a pingadeira, colocava a malga debaixo da mocha para lá verter algumas gotas da escorrência do cio .Pior era a matança do porco na aldeia...Era infernal quando o tiravam do cortelho e o amarravam de patas e focinho sobre o cepo ou em cima do comprido banco de madeira. Depois vinha a faca!... Até as galinhas, que andavam à vontade, se espantavam!...


O ambiente nas ruas enlameadas era verdadeiramente medieval!... Não havia electricidade nem água canalizada... A água era tirada dos poços e transportada em águadeiras ou à cabeça. Jantava-se ou fazia-se serão à luz da candeia de azeite ou de petróleo. O pão era amassado em casa e cozido nos fornos comunitários. A minha mãe, coitada, além de trabalhar no campo ajudar o meu pai na nossa lavoura, de ter que ir à ribeira lavar a roupa, ir buscar a água à fonte de cântaro à cabeça, ainda tinha que cozer as batatas e o caldo e ir amassar o pão... Matava-se a trabalhar: morreu nova... E o meu pai, na casa do sessenta. Também nunca lhe faltaram trabalhos... De uma família de seis, só somos dois; eu agora sou o filho mais velho. No Inverno a garotada andava de tamancos e no Verão descalços. Até aos sete anos, calça ou calção rachado atrás para facilmente se aliviar num canto menos movimentado ou por detrás de um paredeiro. A missa ao domingo era longa e muito chata... Aliás, pouco ou nada mudou... Eu ia... era mais uma. Mas esta, por enquanto, ainda a tomava mais a sério que a das irmãs feiticeiras. A do Solar dos Ventos Uivantes - dizem que é assombrada - e eu ia lá mais em jeito de aventura e para me divertir. Foi um começo, quase a brincar...

.
Claro, quem é que não é marcado pela infância e adolescência?!... Quando ali vou, ao Vale Cheínho ou Vale Cheiroso, e como a paisagem não mudou e o chilrear dos pássaros na Primavera ainda é o mesmo, entre outros bichos e aves, que ali param todo o ano, por vezes, até me parece que ainda me soam aos ouvidos os coros e a voz de comando da nossa irmã mais velha... "Meninas" e meninos! Vamos lá à dança e à contradança!!... Três voltas para a frente e três voltas para trás!... Viva! Viva Barrabás!... Viva! Viva viva Satanás!... Tempos que não voltam e não se repetem!... Que saudades dessa liberdade e dessa misteriosa aventura nocturna.!... Voltar lá, é como se ainda fosse garoto e estivesse a reviver os anos da inocência: a ida à meia-noite e a hora do regresso a casa...Quando nos aproximávamos da Rua Roda D'Àlém, toca a dispersar!... cada um ia ao seu destino... Sempre, muito antes da alvorada e do nascer do sol. Para ninguém correr o risco de ser visto... E sem os pais saberem, pois então!... Nessa noite a porta ficava só encostada;havia o cuidado de não a deixar fechar à chave...

.
Ninguém dizia nada a ninguém... O culto era secretíssimo. Nem as moscas podiam saber.... Cada irmã levava o seu rapaz, o seu menino: eram as nossas madrinhas. A do baptismo era para esquecer... Diziam-nos que era uma barbaridade deitar água gelada da pia baptismal na cabeça dos bebés... Eram contrárias a essas práticas cristãs.... E também não se casavam nem iam à missa... O seu noivo era o Senhor Deus Luz Belo: o Anjo da Luz! Deus Cornudo.. E a melhor missa era ao ar livre, repetiam-nos... A nossa!... Era tudo muito em segredo... Quando bebíamos o sangue de galo era precisamente também para nos lembrarmos de que a morte do galo significava calar o pio e que a vida de cada um era a vida de todos... Tinha que haver muitas cautelas!... Não se faziam confissões a quem quer que fosse.... E muito menos aos padres... Pela quadra da Páscoa.

.
Uma vez o meu pai (que madrugou mais cedo para ir vender uns machos e umas vacas a uma feira) , apanhou-me à entrada de casa... Foi numa noite gélida de Inverno. Era quando mais saímos, visto as noites serem mais longas... Perguntou-me donde é que eu vinha àquelas horas... Eu disse que tinha andado a jogar o tiroliro com os outros rapazes no adro... Ele achou que era muito tarde e deu-me uma valente sova com a cilha da albarda.. Sim, foram tempos difíceis mas trazem-me saudades quando ali vou... A recordar o nosso ritual no vetusto solar... Por isso, vale a pena lá voltar e dar uns toques de búzio e de jambé, agitar umas sinetas, uns guizos ou uns chocalhos....Não há passeio mais agradável e espiritual que descer e subir aquela calçada romana pela calada da noite e respirar os alvores e os perfumes de uma fresca e orvalhada madrugada.Aliás, é um forte apelo a que não resisto, sinto essa intrínseca necessidade. Está-me no sangue...

.

Que me perdoem os meus amigos católicos... Se os melindro com esse meu duplo carácter... Sobretudo se algum dos que me conhece me vier a reconhecer neste blogue. Mas é um fado que me ficou de criança e de que me sinto incapaz de abandonar...Até já o fiz no mar... Preciso desse isolamento e desse recolhimento, tal como o pão para a boca ...

É uma espécie de alimento purificador do meu corpo e da minha alma... Faço essas peregrinações desde há vários anos. E então, agora, à medida que os anos passam... Mais tentadora é a atracção por aqueles tão belos rituais da minha adolescência.... Em recuar aos joviais tempos do pé descalço pelos carreiros e caminhos das fragas... nos penhascos e quebradas do maciço planáltico, onde termina o granito e começa o xisto, noutra área diferente dos arredores da minha aldeia. E onde faço um misto de investigação, devaneio e peregrinação espiritual mas também artística: registos nas pedras (esculpo) e fotografo (fotografo-me) na sítios onde me sinto melhor e mais identificado com o meu passado e as minhas ancestrais raízes.

Halloween é um termo importado dos países anglo-saxônicos, É uma festa pagã que pretende relembrar e festejar antigos cultos pagãos. Só que, lá tal como cá, é praticamente mero folclore, uma espécie de diversão carnavalesca. E poucos se lembrarão de que, embora seja uma festa associada a momentos de prazer e de misticismo, traz atrás de si memórias de tenebrosos tempos, em que milhares de vidas foram torturadas, enforcadas ou queimadas, por não seguirem os ditames do ocultismo católico, acusadas de práticas hereges.

.
No antigo solar do Vale Cheínho ou Vale Cheiroso, também ainda por lá perpassa o espírito de algumas dessas vítimas. Pois a igreja nunca compreendeu, nem perdoou que, uma tal quinta, centenária, onde não faltava nada - desde o forno, ao lagar de vinho e de azeite, cabanal para gado, fonte e caminho romano -, não existisse uma capela. E a razão era simples: é porque, ali, quem vivia naquele tão frondoso e fértil vale ou canada, não queria saber do Cristo crucificado; festejava o espírito da Terra, a Mãe-Natureza e as suas divindades. Tal tradição - mesmo depois da quinta cair no esquecimento e em ruínas - persistiu até aos anos 60. Passou a ser um local de culto e de peregrinação por membros das várias irmandades existentes nas freguesias vizinhas.




Tomei parte nesses cultos e guardo as mais belas recordações. Aprendi a gostar da noite (claro, no campo), a contemplar a sua beleza nocturna e o seu silêncio. Por isso, e na medida do possível, não deixo de lá me deslocar, entre outras peregrinações que costumo fazer ao Monte dos Tambores. Há, no entanto, quem , depois do pôr-do-sol, nem sequer ouse passar fronte ao enorme portal que dá acesso ao terreiro amuralhado, receoso de que por lá lhe apareça o homem do gorro vermelho.

.

Sereia do Mediterrâneo
Irmã do nenúfar, da hiena da aranha
Vês lá longe
Judas enforcado?
Escuta o dobre da Riviera
Os paroquianos do Mónaco
Cantam “Cristãos da Meia-Noite”
No Casino os velhos mundanos
Dançam o tango
O cadáver do cura
Baloiçando na palmeira
Tal qual o pêndulo
Do sonâmbulo
Bate o compasso à orquestra infernal
Vem, vampiro ao meu baile diabólico
Satã que toca a rebate
Não tem nada de assassino
Vem, irmã do chacal
Vem, Flory, cheirar
O abade macabro
Antes que o enterrem no palácio papal

Ernest Gengenbach

“O pequeno planeta terra, minúsculo na imensidade dos astros, perdidos nos espaços infinitos, prossegue o seu trajecto para o abismo. Os seus habitantes, os humanos, orgulhosos das suas descobertas, comportam-se como pequenos deuses e quebram as asas. Monstros aéreos violam o silêncio das noites e vão espalhar bombas incendiárias, torpedos mortíferos, sobre as cidades. As populações, despertadas pelo sinistro bramido dos alarmes, precipitam-se, alarmadas, para os abrigos, que são frequentemente covas provisórias, e os abutres metálicos de asas gigantescas tudo arrasam, deixando apenas ruínas e cadáveres. Monstros marítimos, violam o misterioso segredo dos oceanos, e esses tubarões metálicos, vampiros submarinos, engolem e devoram o fruto do trabalho dos homens, o pão dos homens. Tudo isso se cifra por hecatombes, fome, miséria e loucura propagadas. Que restará da humanidade, se o coração do homem só for animado por motivos de vingança e despique, e que esperança podemos ainda ter neste último?"



É o hábito do horror » que nos impede de captar o sentido desses «indícios do tempo». Já não sabemos o que é a compaixão. Para nos compadecermos com o sofrimento do próximo, seria preciso senti-lo na nossa alma, na nossa carne e nos nossos nervos."

.

«A descoberta científica da desintegração do átomo, que levou à fabricação da bomba atómica, surge com a mesma importância da do fogo. Toda a gente conhece os terríficos efeitos dessa invenção: a bomba pulverizou, ou carbonizou, todo o ser vivo e as casas literalmente despedaçadas. Contam-se mais de cem mil vidas e o seu número vai aumentando, com os raios ultravioletas da bomba a exercerem os seus estragos a posteriori.”
Excerto - Ernest Gengenbach

.



.

"O Homem, no mundo, profana a criação.
Profana os gestos, os sons, as cores, profana sobretudo as palavras que usa, levianamente, na tagarelice ou com perversidade, na mentira, no ódio ou na calúnia. Profana os números, os sinais matemáticos, ao utilizá-los em operações diabólicas de magia negra científica (fabrico de instrumentos de morte, de engenhos de destruição, de explosão). Profana o trabalho ao transformar o que fazia participar o homem, com entusiasmo e alegria, na actividade criadora de Deus, numa tarefa de escravo condenado aos gestos mecânicos do trabalho, à sujeição, na sinistra atmosfera das nossas fábricas. O homem profana os meios de expressão, a palavra, a literatura, a arte, a música, a pintura, as ciências, já não servem para dignificar o ser interior, para elevar o pensamento, para conservar a alma numa atmosfera idealizada de beleza e sabedoria, mas para procurar prazeres vulgares, para alimentar polémicas cheias de rancor"


.

(..)"O homem profana o ritmo da vida… Nas nossas modernas cidades tudo se transformou num gesticular desordenado, perda de ritmo, velocidade histérica, trepidação louca, numa doida correia de “robosts”, em direcção à monotonia da sua existência grisalha, ou de mundanos, em direcção à inutilidade dos seus prazeres enganadores. O homem moderno profana o silêncio: já não pode mais estar só, face a si e a Deus, e entontece, numa atmosfera barulhenta de arraial. O homem perdeu o sentido do mistério, da grandiosidade, da importância do seu papel humano na criação. Perdeu o sentido do sagrado."

Ernest Gengenbach


.
MILÉNIOS DE ATRASO, DE SOFRIMENTO E DE OBSCURANTISMO.... O RESSENTIMENTO NÃO É BOM CONSELHEIRO MAS A IGNORÂNCIA OU O ESQUECIMENTO, TAMBÉM NÃO NOS CONDUZEM À CLARIDADE E AO ESCLARECIMENTO...

Nota - Não se autorizam transcrições dos textos nem reproduções das fotografias do autor