expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

CASO RUI PEDRO - ANTIGO INSPECTOR DA PJ DESCALÇA A BOTA - NÃO FEZ O QUE DEVIA FAZER NA ALTURA, AGORA QUERER DEITAR ÁGUA BENTA PARA DESFAZER O ENGUIÇO



 Esta postagem, inicialmente editada em Desoculto Noturno, mas, tendo sido extinto, foi  transferida para este site 

Inspector da PJ acredita que Rui Pedro ainda está vivo


Vejam bem os argumentos do senhor José Ribeiro dos Santos, o inspector que participou nos primeiros dias da investigação após o desaparecimento de Rui Pedro: diz ele que a sua brigada não conseguiu reunir «provas conclusivas» quanto ao que aconteceu ao menor no dia 4 de Março de 1998, apesar de várias diligências efectuadas: claro, não fez o trabalho que devia ter feito, agora vem com essa rábula: - desvaloriza os testemunhos, que devia ter tomado em conta - Depois, para não fazer ruir as esperanças dos pais do infortunado Rui Pedro, vem numa de moralizador


Mas em que é que, o Sr. Ribeiro, se baseia para afirmar que o Rui Pedro ainda está vivo? - Então que o demonstre! - Pessoalmente, tenho uma opinião, bem contrária à sua. É lamentável que, quando teve o caso nas mãos, não valorizasse os testemunhos que dispunha. Não o fez. Agora é tarde demais. A menos que o criminoso confesse o crime. Longe disso, claro está. Sobre o assunto, já me pronunciei em TRIBUTO AO DESAPARECIDO RUI PEDRO





O Sr. José Ribeiro dos Santos (talvez católico apostólico romano, defensor dos bons costumes) não acredita em testemunhos de meretrizes . Este antigo inspector, que foi arrolado como testemunha pelo Ministério Público, acusou a prostituta Alcina Dias de ter mentido ao tribunal. - Sim, é muito fácil acusar ou desvalorizar o testemunho de uma prostituta 


- É a profissão mais antiga do mundo mas também a mais mal vista (social e religiosamente) e a que mais tem sofrido ao longo dos tempos. . É sobre elas que, toda a espécie de frustrados e tarados sexuais, apontam as suas baterias criminosas. Bom, ele ainda diz que ela mentiu - Pelo menos ainda lhe deu alguma importância, ainda a reconhece como pessoa. 


O pior é que, ainda há mentes (muito catolicistas), que, nos tempos actuais, talvez em vez de afirmarem que ela mentiu, dissessem peremptoriamente: essa mulher é uma pecadora. Nem sequer devia entrar neste tribunal. Se fosse no tempo da inquisição, era imediatamente julgada e queimada viva.

 



UMA PROSTITUTA TEM MAIS PSICOLOGIA DE QUE O MAIS ESPECIALIZADO INSPECTOR DE CRIMINOLOGIA



Elas têm a sensibilidade à flor da pele - São excelentes observadoras . Não apenas para venderem o seu corpo mas para estudarem aqueles que lho querem comprar - E parece que ainda há alguém, nos meios da investigação criminal, que não quer valorizar o testemunho de uma prostituta -
sendo certo que, algumas delas, até se tornaram famosas pela capacidade de sacarem informações, em tempos de guerra. Costuma dizer-se que a fome aguça a inteligência, e, às prostitutas, é a miséria em que vivem muitas delas, os espancamentos de que são vítimas pelos chulos, e a forma agressiva, desumana, selvagem e exploradora como são usadas por muitos dos seus clientes. Uma prostituta é uma psicóloga em potência. Não precisa de compêndios: adquire a experiência no seu dia a dia, nos muitos pontapés que a vida lhe dá. Na guerra colonial (onde foi furriel miliciano dos comandos) tomei conhecimento que era frequente as prostitutas negras serem usadas para denunciarem informações dos guerrilheiros. Mais das vezes, sob torturas e espancamentos.


Nos anos 80 registei longos diálogos com várias prostitutas de Lisboa
- Que foram passadas num certo órgão de C.S. Tal a importância das suas declarações, que a responsável pelo - ‘O Ninho’me pediu essas gravações para serem mostradas ao Sr. Cardeal Patriarca de Lisboa. Foi pena que nunca mais me fosse devolvido o registo. Ao menos tenha servido para alguma coisa. Perguntem ao Ninho, se dão ou não valor às suas queixas ou afirmações - Trata-se de uma instituição particular de segurança social (IPSS) direccionada para a “promoção humana e social de mulheres vítimas de prostituição” com 44 anos de existência O NINHO - Sempre alguém que escuta, compreende e respeita.


POLICIA JUDICIÁRIA TEM BONS PROFISSIONAIS - MAS NÃO AQUELES QUE ENTRAM PELA PORTA DA POLÍTICA - QUE É O QUE TEM ACONTECIDO EM TODA A ADMINISTRAÇÃO PORTUGUESA


Há quem considere a Polícia Judiciária Portuguesa, uma das mais bem cotadas na sua área, a nível internacional - Sim. Não tenho a menor dúvida. Acredito que temos lá profissionais muito competentes mas - tal como em todas as profissões - não aqueles que terão entrado através da cunha política, e que não deviam lá estar: curiosamente, no capitulo das violações, é onde a PJ tem metido mais água. 


CASO DE MADELEINE McCan - UM AUTÊNTICO FIASCO PARA A POLÍCIA JUDICIÁRIA

.



O desaparecimento da menina inglesa, a pequena Madeleine McCann foi uma investigação muito mal conduzida, que apostou mais na mediatização, que nos resultados concretos do seu trabalho - Já exprimi a minha opinião noutro post - Pessoalmente, julgo que foi morta, poucos dias depois - Costuma dizer-se que o criminoso,volta sempre ao local de crime - A PJ do Algarve teve o pássaro na mão e deixou-o fugir. Deixou-se enredar por mil e uma informação(falsas) e não apostou naquilo que ensina, qualquer manual de criminologia - Depois, ainda por cima, um dos seus mais altos responsáveis, em vez de estar solidário com a família, ainda veio atacá-la através de um livro de mais que duvidosas intenções




Estripador de Lisboa confessa-se ao SOL

CASO DO ESTRIPADOR DE LISBOA VAI PELO MESMO CAMINHO - NÃO SABEM COMO SACUDIR A ÁGUA DO CAPOTE - PARA DEFENDER A HONRA DO CONVENTO, PARECE ESTAREM MAIS APOSTADOS EM FAZER PAGAR O JUSTO PELO PECADOR


Mais um caso em que a preocupação é a fome da notoriedade e não os resultados da investigação - Noutro tempo, quase nada transpirava para os jornais - Só passava o que a censura permitisse. Agora, aí temos uns senhores armados em vedetas a cultivar as mais levianas cumplicidades com os jornais e televisões, unicamente prá armar ao penacho: para sua promoção pessoal. Não me admiraria que, o auto-assumido ou auto-confessado estripador de Lisboa, o perturbado José Guedes, ainda venha a ter que pagar, bem cara, por algum tempo, a sua palermice. Neste momento, estou em crer que a preocupação judicial não será tanto provar que ele não é o autor dos crimes, mas transformá-lo no carrasco - entalá-lo.





"Rui Pedro: pais admitem processar o Estado

Nenhum comentário: