expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

sábado, 29 de dezembro de 2012

Sporting enguiçado "abandona Vila do Conde com mais um prego no caixão" - enguiço persegue os leões - Uma ferradura no centro de Alvalade ou um dente de leão

Jorge Luís de Raziel

HALLOWEN!  Sporting  precisa  exorcizar-se no seu Hallowen - Enguiço leonino só sai quando o Estádio de Alvalade for transformado num grande sabbath de bruxas - Em vez de se vestirem de verde, enfiem a farpela negra e ponham umas máscaras com juba de leão http://www.vida-e-tempos.com/2012/10/hallowen-sporting-precisa-exorcizar-se.html


 Luís de Raziell (autor deste site) em contemplação: virá o da em  que o mundo, solto das garras do mal, acordará virgem

OS CLUBES DE FUTEBOL NÃO PRECISAM APENAS DE TREINADORES MAS DE MENTALIZADORES - NÃO DE ZANDIGAS, ALEXANDRINOS OU PSICÓLOGOS FRUSTRADOS MAS DE AUTÊNTICOS ESPÍRITAS CAPAZES DE LHE ELEVAREM A MORAL E LHE AFASTAREM OS ENGUIÇOS


Sobre o problema do Sporting, já me pronunciei noutra postagem Sportinguem precisa de exorcizar-se  .De facto, o Sporting ao ser derrotado por três golos com o Rio Ave, não é que seja um resultado inédito, mas transmite o que vai no espírito da equipa sportinguista: uma enorme perturbação  - O belga Franky Vercauteren  nem é de todo mau  treinador, mas não será, com certeza ele que levará  o clube de Alvalade ao firmamento das grandes glórias - O problema dele, julgo que não será tanto técnico, mas de comunicação - Hoje, aplica-se muito este chavão: Até o German Efromovich veio agora dizer para a SIC que, a razão do negócio da TAP, ter abortado foi devido a um problema de comunicação - Bom, neste caso, as razões são outras - apenas questões de calendarização: não foi desta mas será doutra. A situação do Sporting não é uma questão de calendário mas de fadário - Assim estava escrito que o ano 2012 ia começar mal e acabar mal - Vamos acreditar no 2013? Porque não?: Peçam ao treinador que vá para um estágio de ferias, aprender falar fluentemente o português, depois então que volte, pois o nosso país, gosta de receber bem quem nos visita e  até é bom hospitaleiro. 


CORRAM COM O HOMEM! - MAS ELE TAMBÉM NÃO VAI PARAR POR LÁ MUITO TEMPO

 SPORTING ABANDONA VILA DO CONDE COM MAIS UM PREGO NO CAIXAO"  MAS QUE TÍTULO MAIS BEM INSPIRADO! - MAS NÃO DESESPEREM QUE NÃO É CASO PARA ISSO - UM SNÃO SERÃO OS MELHORES DIAS, MAS LÁ VIRÃO OUTROS DIAS - O MAU É SE ATRÁS DE UM PREGO VEM A MARTELADA

 
David Andrade do jornal PÚBLICO não podia ter escolhido melhor título para caracterizar o momento do Sporting - Caixão é uma palavra altamente fúnebre mas de forte pendor iniciático: significa que a morte  não é o fim mas  o principio para outra fase da vida - Muito usada no rituais do Wiccan - Acertou em cheio O Sporting desceu à  tumba mas tem que ressuscitar e uivar. Porém, agora, em boa  verdade, o que  está sucedendo ao Sporting, não é tanto o leão que  jaz moribundo num caixão  mas um leão que, depois de tanto o maltratarem, estrebuchando, pode virar o feitiço contra o feiticeiro - Ou haverá algum sportinguista que se preze (atenção, eu não sou adepto) que não ande neste momento com ganas de leão?!

ALÉM DISSO - HÁ TAMBÉM UMA QUESTÃO DE ENGUIÇO




 Temos de começar do zero"?  Essa é boa!..Vercauteren: “Temos de começar do zero em alguns aspectos” .  Começar  da estaca zero?.. Isso já não se usa no futebol de alta competição - Dizer que "Foi um mau resultado" - Não foi mau, foi péssimo. Dizer que  "Há coisas que acontecem no jogo e de que nos podemos queixar" - Essa rábula também já não pega, por demasiado estafada. Ou se começa a meio gás e se acelera pela estrada fora (neste caso na relva) ou então não há embraiagem que baste e perde-se a meta e a jornada. O que se passa actualmente com o Sporting não é propriamente do treinador mas das más línguas que vibram como vespas em torno do clube e que só trazem enguiços e maus agoiros. Quando essas aves de rapina forem afastadas, o que é de todo impossível, pois já fazem parte dos trastes da casa, então outros sons tocariam os novos violinos!  Assim, só a memória de um tempo que já foi - Quem não se lembra deles? Dos tais cinco violinos?!...


Por outro lado, também é verdade que, em casa onde não há pão, todos ralham e ninguém tem razão. O Sporting está falido, como estão muitos outros clubes, como também está este país, onde todos dias vão à falência mais de duas dezenas de empresas. Não havendo guita, não se podem comprar bons jogadores - Mas a culpa não é só da crise, vem de muito atrás. É já antiga. Quando os clubes portugueses, apostarem seriamente  na prata nacional, então sim, teremos outro futebol e perceptivas mais  risonhas.

Alguma vez o balão  tinha de estoirar Agora foi com o Sporting mas, em futebol, não é o primeiro caso, nem vai ser o último: a procissão ainda agora vai no adro  Pois, nem podendo vender (Ronaldos)  nem podendo comprá-los, que fazer?! - Ir buscá-los lá fora a peso de ouro?!... Onde está o dinheiro?..Invistam nos novos talentos. Na  minha aldeia. dois irmãos gémeos estão a fazer as delícias doSporting Clube de Mêda  - Chamam-lhe "os gémeos maravilha"! - Algum clube, acima da media, se lembrará deles ou de outros tantos prodígios que há por esse Portugal de Algarve ao Minho? -  Que esperam a sua oportunidade mas que não lhe é dada, visto não se olhar para o nosso alfobre, senão apenas para os craques que dão nas vistas lá fora e que são depois comprados por  milhões. Mais das vezes para afundarem ainda os clubes





AGORA LUTEM AO MENOS POR LUGAR AO SOL NO 3º ou 4º LUGAR - MANDAR PARA ESTÁGIO VERCAUTEREN E DAR AS BOAS VINDAS AJesualdo Ferreira?!....

- NUNCA ACREDITEI NEM ACREDITO  QUE O JESUALDO SEJA UMA INTELIGÊNCIA BRILHANTE MAS SEMPRE SERÁ UM MAL MENOR 

Já o vi de cascol encarnado, azul e agora de verde - e tantas outras cores- Vida de treinador é isso mesmo - Mas eu não me considero um grande admirador pelo transmontano mirandelense.  Gosto da terra transmontana e dos livros de Torga mas não da arte do Jesua -Confesso que este nome me soa a judaísmo arcaico.  No entanto, tem a mais valia de ser um treinador português, com alguns palmarés e  conhecer melhor o nosso futebol de que o belga.Não ponham é um nativo do sagitário ao lado de um do signo gémeos - Não bate certo: só se for para enxotar o belga com luvas de peluche. Digam ao homem que, este ano, vai haver muita neve mas só lá lá para o fim deste mês ou para Fevereiro. Na Serra da estrela, para se fazer esqui, só com neve artificial - Há-de vir... Mas, nos países nórdicos,  já existe em abundância. Que vá para lá a dar umas cambalhotas, porque aqui a relva por estar demasiado escorregadia, só se for para quedas de caixão à cova. No anterior post que dediquei ao Sporting, eu sugeria que pusessem uma máscara de leão (máscara africana) e fizessem a dança das bruxas em pleno Estádio de Alvalade, mas agora eu recomendo uma solução mais prática  e menos incómoda: coloquem uma ferradura de macho ou de cavalo por baixo da relva no centro do campo ou um dente de leão, talvez  assim consiga afastar o enguiço - Pelo menos em Alvalade.



 Luís de Raziell (autor deste site) em contemplação: virá o da em  que o mundo, solto das garras do mal, acordará virgem




Diz o PÚBLICO que "o ano de 2012 não terminou e faltam quase cinco meses para acabar a época, mas para este Sporting já não há esperança. Em mais uma prestação deprimente, os “leões” foram humilhados pelo Rio Ave (3-0) e apenas um milagre permitirá aos “verdes e brancos” conseguir o apuramento para as meias-finais da Taça da Liga, a única prova que o Sporting ainda tinha hipóteses reais de vencer. O poço parece não ter fundo em Alvalade.


Acrescenta ainda  que "Na antevisão do jogo, Vercauteren confidenciou que encontrou no regresso das miniférias um plantel “faminto”. O treinador elogiou os jogadores, que foram “agressivos no treino”. “Joga-se como se treina”. Apesar do optimismo do belga, o que se viu em Vila do Conde foi mais do mesmo: jogadores do Sporting.....Sporting abandona Vila do Conde com mais um prego no caixão.

Adeptos do Sporting precisam de estar à altura do momento "Então, o que pode suceder agora no Sporting?" - Escreve Louis Sobral - O que pode agora acontecer com o Sporting - respondo eu -  é que  a equipa bateu no fundo e há que levantar-lhe a moral. E como?... Pelos vistos, degradou-se tudo - Degradou-se a equipa e deixou-se também degradar a direcção do Clube. Não digo que arranjem melhor - Vai ser muito difícil. Mas há uma facto incontornável: perdeu a confiança da massa associativa. Claro, que, a partir de agora, se o tema eleições até agora foi polémico, daqui em diante está continuamente em aberto  Mas, seja como for, não se deixem conspurcar com dinheiro chinês ou angolano. Então aí é que nem Satanás perdoaria a heresia. Não é que o dinheiro estrangeiro seja maldito, a questão não é essa, pois, em Inglaterra, temos vários exemplos e com algum sucesso, mas nunca com dinheiro chinês ou angolano - Dinheiro mal ganhado água o deu água o levou - A China e Angola são geridas por governos piratas.Claro que a Rússia do patrão do Chelsea, não é um jardim das delícias - Venha o diabo e escolha

.


Com as minhas amorosas irmãs africanas - Veneráveis sabedoras de antiquíssimos cultos da Mãe-África


Não sendo benfiquista, lá tive que fazer esse frete (esse exorcismo)  no antigo Estádio da Luz - Hoje, é impensável - Não faço comércio destas minhas faculdades  - Faço arte (centenas de imagens) e espiritualidade





Comecei por me exercitar em garoto  nos rituais nocturnos, do velho solar(em ruínas) da Quinta do Vale Cheiroso (ou Vale Cheínho),nas práticas pagãs com as minhas amigas, as filhas do Anjo Luz , nos sabatts ao Magnífico Anjo da Estrela da Manhã - a que eu me refiro noutras postagens.
.
 .
Em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, o Sporting informa que “a partir da presente data Fr





Bruno de Carvalho pede esclarecimentos em relação às listas adversárias



sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

30 gestores tiveram ganhos anuais acima de um milhão em 2011- Filho do dono da SIC (Impresa) Francisco Maria Supico Pinto Balsemão: - Dê-me um tachozinho! Só numa empresa facturou 89.250 euros - Tem uma autêntica cozinha de panelas e tachos!







A crise não parece ter atingido os gestores das empresas portuguesas cotadas na Bolsa  - Diz o Diário de Noticias, na sua ediçao de hoje, que "30 gestores tiveram ganhos acima de um milhão  de euros de salário.E houve um quem ganhasse ganhou 2,7 milhões.

  O MUNDO PRECISA DE MUDAR - E VAI MUDAR: OS ARREBENTAS AINDA SE VÃO LIXAR

  A Classe média, em Portugal, está em vias de extinção: os ricos cada vez são mais ricos. Mas o panorama é mundial . Depois da queda da chamada cortina de ferro, que dividia o mundo em dois blocos, deixou de haver qualquer cortina: a única existente é a que esmaga milhões de seres humanos, com salários de miséria, transformando-os em bestas de carga, com a possibilidade dos patrões os despedirem em qualquer altura. Mas a situação agravou-se ainda mais a partir do momento em que a invasão amarela se espalhou por todos os continentes, enxameando os países com as suas lojas, comprando as empresas mais lucrativas, que é o que está acontecendo em Portugal, ao mesmo tempo  outras  se deslocam para  o oriente, China e Índia, com o fito de se aproveitarem da mão de obra escrava 







- E o resultado está à vista: em vez de serem os governos indianos e chineses a nivelarem os salários (e direitos laborais) com a  Europa (ou mesmo com  a América), sucede justamente o contrário. E,  com baixos salários  ou não havendo empregos, não há poder de compra - Este um dos aspectos da crise . O capitalismo, em vez de se humanizar, no afã de se tornar mais competitivo, associa-se a agressivos grupos económicos, empresariais e financeiros, absorvendo empresa sobre emprsea, como a gula insaciável dos crocodilos  ou dos  ruminantes - Os administradores, presidentes e, directores,  seguem pela mesma escola, fazem a mesma coisa: não se contentam com um tacho,  têm que meter o garfo em dezenas ou centenas - Em muitos dos quais apenas para lá irem buscar a milionária  mesada. -  Por este andar, com o capitalismo ao ataque em todo o mundo, com a  Europa nas mãos dos neoliberais e a maior parte dos países a exigirem na ONU que a Internet possa ser censurada por acção directa dos governos locais, há mesmo necessidade imperiosa do mundo dar uma cambalhota ou uma reviravolta - Assim o espero: - O ano que aí vem, vai ser   um ano de grandes complicações sociais: mais desemprego mas também vai dar grandes desgostos  chatices aos governantes(e aos grande patrões) que pensam que têm o mundo nas mãos - Vai-lhes sair o tiro pela colatra - Muitos deles, para defenderem o pelo,  ainda se hão-de esconder como os ratos nos buracos.





Francisco Maria Supico Pinto Balsemão, 41 anos, é apenas um dos exemplos de nova classe dos Yuppies 

"A escolha de Pedro Norton por Francisco Pinto Balsemão para assumir a presidência executiva da Impresa já começa a fazer os seus efeitos com Francisco Maria, o filho ilegítimo de Balsas, como protagonista" - referia  " MERDIA DE VIDA", no passado dia 7 de Stetembro


Como conta o DN, “de um relacionamento com Isabel Supico Pinto, nasceu Francisco Maria. A criança só foi reconhecida pelo pai após ordem de tribunal. Hoje, já adulto, é vice-presidente da Impresa e muito próximo de Balsemão”, mas nem essa proximidade evitou que agora se recusasse a alinhar na nova equipa de gestão, depois de ter sido preterido pelo pai no cargo de CEO. O “sucessor natural”  não quis agora ter qualquer papel na gestão executiva do grupo, o que se entende… pois passou, na prática, de nº 2 a nº3 e ainda teria de actuar sob as ordens de Norton, que anteriormente era seu subordinado.Rififi na Família Balsemão « MERDiA DE VIDA



  Luis de Raziel - Auto-retrato num dos seus santuários nas habituais peregrinações

SÓ NUMA EMPRESA FACTURA UM PIPOZINHO DE BAGO

 Isto foi o que facturam os Administradores da Compta

Em 2011 as remunerações atribuídas aos membros dos órgãos sociais da Compta ascenderam a cerca de 361.500 euros, assim distribuídas:
 Armindo Lourenço Monteiro - Presidente José Eugénio Soares Vinagre 35.000
 João Arnaldo Rodrigues de Sousa 26.250
 Francisco Maria Supico Pinto Balsemão89.250
 Jorge Manuel Martins Delgado 89.250

 Administrador da Fábrica Lusitana – Produtos Alimentares, S.A
Francisco Maria Supico Pinto Balsemão [41 anos] Vogal do C.A.
É accionista dominante, vogal do Conselho de Administração onde exerce funções executi-vas; foi eleito pela primeira vez em Novembro de 2005.
É licenciado em Engenharia Electrotécnica e de Computadores, Ramo de Telecomunicações e Electrónica, do Instituto Superior Técnico (I.S.T.), Universidade Técnica de Lisboa. Tem, ainda, Curso de Pós-Graduação em “Gestão de Empresas de Telecomunicações” (1998/99) do ISTP – Instituto Superior de Transportes, organizado pelo ISTP, pela APDC – Associação Portuguesa para o Desenvolvimento das Comunicações, e pelo Instituto de Empresa de Ma-drid. Participou, tendo-o concluído, o Programa EJE - Engenheiro Jovem Empresário (1993/1994), promovido pela Secretaria de Estado da Juventude, pela Junitec (Júnior Em-presas do Instituto Superior Técnico) e pelo ITEC (Instituto Tecnológico para a Europa Co-munitária).
Desempenhou, exerceu cargos ou colaborou nas situações a seguir indicadas.

 Administrador executivo da Imprejornal (Sociedade de Impressão, S.A.) de Março de 2002 a Setembro de 2006, e da Controljornal, S.G.P.S., S.A. de Março de 2000 a Fevereiro de 2001.
Presidente do Conselho de Administração da PortaisVerticais.com, S.G.P.S., S.A. (a «joint-venture» entre a IMPRESA e a SONAE.com para projectos temáticos na In-ternet) de Novembro de 2002 a Dezembro de 2003, tendo sido o seu CEO de No-vembro de 2001 a Outubro de 2002.
Director de Negócios Internacionais e Roaming da TMN - Telecomunicações Mó-veis Nacionais, S.A., de Outubro de 1997 a Março de 2000, tendo iniciado a sua carreira profissional nesta empresa em 1995 como Gestor de Projecto no Depar-tamento de Inovação e Desenvolvimento de Produtos e Serviços (IDP) da Direcção de Comunicação e Marketing (DMK).
Participou na elaboração do projecto de televisão privada SIC na fase de candida-tura ao 3º canal de televisão (Abril de 1991).
Comissário de empreendedorismo e director da revista “Comunicações” da APDC – Associação Portuguesa para o Desenvolvimento das Comunicações (tem sido vogal da sua Direção durante 10 anos – de 2001 a 2011).
Presidente da Direcção Nacional da ANJE (Associação Nacional de Jovens Empresá-rios) desde 2009, tendo sido Vice-Presidente de 2003 a 2009

 Administrador executivo da Imprejornal (Sociedade de Impressão, S.A.) de Março de 2002 a Setembro de 2006, e da Controljornal, S.G.P.S., S.A. de Março de 2000 a Fevereiro de 2001.
Presidente do Conselho de Administração da PortaisVerticais.com, S.G.P.S., S.A. (a «joint-venture» entre a IMPRESA e a SONAE.com para projectos temáticos na In-ternet) de Novembro de 2002 a Dezembro de 2003, tendo sido o seu CEO de No-vembro de 2001 a Outubro de 2002.
Director de Negócios Internacionais e Roaming da TMN - Telecomunicações Mó-veis Nacionais, S.A., de Outubro de 1997 a Março de 2000, tendo iniciado a sua carreira profissional nesta empresa em 1995 como Gestor de Projecto no Depar-tamento de Inovação e Desenvolvimento de Produtos e Serviços (IDP) da Direcção de Comunicação e Marketing (DMK).
Participou na elaboração do projecto de televisão privada SIC na fase de candida-tura ao 3º canal de televisão (Abril de 1991).
Comissário de empreendedorismo e director da revista “Comunicações” da APDC – Associação Portuguesa para o Desenvolvimento das Comunicações (tem sido vogal da sua Direção durante 10 anos – de 2001 a 2011).
Presidente da Direcção Nacional da ANJE (Associação Nacional de Jovens Empresá-rios) desde 2009, tendo sido Vice-Presidente de 2003 a 2009


 Membro da Direcção da ACEPI (Associação do Comércio Electrónico e da Publici-dade Interactiva) desde Novembro de 2005, tendo sido Director do seu Grupo Es-pecializado B2C («Business to Consumer») de 2001 a 2005.
Vice-presidente do Conselho Geral da AIP/CE – Associação Industrial Portugue-sa/Confederação Empresarial desde 2011 (tendo sido vice-presidente da sua Di-recção de 2007 a 2011).
Vogal suplente da Direcção da API – Associação Portuguesa de Imprensa desde 2007.
Vice-presidente do Conselho Geral da CIP - Confederação da Indústria Portuguesa desde 2011 (tendo sido vogal da sua Direcção em 2010).
Membro do Conselho Geral da APDSI (Associação para a Promoção e Desenvolvi-mento da Sociedade de Informação).
Elemento de ligação da Impresa, S.G.P.S., S.A. à COTEC Portugal (Associação Em-presarial para a Inovação).
Membro da Direcção Nacional (Região Sul/Ilhas) da APIGRAF (Associação Portu-guesa das Indústrias Gráficas, de Comunicação Visual e Transformadoras do Papel) no biénio 2005/2007, em representação da Imprejornal, Sociedade de Impressão, S.A..
Relatório sobre o governo da sociedade Exercício de 2011 - Co