expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

EUSÉBIO – 70 ANOS! PARABÉNS! - O QUE SERIA O PASSADO DO BENFICA E SELECÇÃO NACIONAL SEM OS GOLOS DO GENIAL FUTEBOLISTA MOÇAMBICANO?! - BEM DIFERENTE





 

"Recebi um convite para a celebração dos 50 anos de vida artística de Amália, ou seja do seu fado a cantar o fado. Por singular coincidência, também eu este ano faço 50 anos com o meu fado, que é só letra sem música possível. Sim, sim, foi em 1939 que eu escrevi O Caminho Fica Longe. Singular profecia. Tão longe, que nunca cheguei a encontrá-lo. Amália sim. Ela é, com Eusébio no Futebol, a nossa única imagem de marca de internacionalidade. Ah, e o Pessoa. Estamos perfeitamente representados. Dos pés à garganta e da garganta aos pés. O resto que não está resolve-se razoavelmente com água de Fátima ou uma feijoada à moda do Porto - 17 -Junho(sábado) 1989. - Vergílo Ferreira - In Conta-Corrente - Nesta data, Eusébio tinha 47, Cristiano, ainda era criança de berço, com três anos de idade


Nasceu no dia 25 de Janeiro de 1942, na então cidade de Lourenço Marques, hoje Maputo– A lua estava em quarto crescente e com esta imagem no hemisfério sul - Eusébio declarou ao DN que não esperava chegar aos 70 anos Nunca pensei em chegar aos 70 anos– Mas ele nasceu sob a influência de Cavalo, no Zodíaco chinês (que viria a ser conhecido de Pantera Negra) e deu-lhe a força e agilidade bastante – não só para se tornar no genial jogador de arte e corredor de fundo, à velocidade de cruzeiro, em conduzir a bola, driblar e fintar os adversários e marcar os golos, enquanto o diabo esfregava um olho e como só ele sabia fazer – como ter a resistência necessária para enfrentar as maiores adversidades para o resto da sua vida.


É é, de facto, o que tem acontecido. Espero que assim continue a suceder - claro, sem ter que ir parar ao hospital. O que eu lhe desejo, com sinceridade, nesta data, é que seja festejada com muita alegria, que a saúde não lhe falte e continue a ser a inesquecível legenda, o grande embaixador do futebol Português


OS SEUS CHUTOS À BALIZA ERAM INDEFENSÁVEIS - TINHAM A FORÇA DE UM PETARDO! - MAS TAMBÉM FALHOU EM MOMENTOS DECISIVOS - ESTAVA LESIONADO - E CHOROU!..

Tal como Cristiano Ronaldo, que faz 27 anos, no próximo dia 5 de Fevereiro, segundo decanato de aquário, e que toda a gente sabe que, além de genial nas jogadas, é sempre, entre os onze em campo, o que dá o litro até ao fim, o atleta mais esforçado, que corre o campo de baliza a baliza, que chora se a vitória não lhe sorri, sobretudo merecendo-a, pois, também Eusébio, era assim: o jogador mais interventivo e inconformado, até às lágrimas - isso aconteceu em Londres, no estádio de Wembley, no qual o Benfica acabaria por perder com o famoso Manchester por 4-1, após prolongamento - Lembro-me, perfeitamente como se fosse hoje - Era comovente... No final do Jogo, não escondia a sua profunda tristeza....Chorava!... Dizia-se que Eusébio estava lesionado e falhou o golo do último minuto. «Se tivesse rematado com o pé direito, entrava a bola e entrava eu...» refere a Bola, em Eusébio fez parar Londres - A Bola





 
Estudava eu na Escola Agrícola, em Santo Tirso – Víamos os jogos numa televisão no refeitório - Claro, ainda a preto e branco. Sou um pouco mais novo que Eusébio, mas tenho bem presente na memória a sua fulgurante carreira. Nomeadamente, em 1962, nos memoráveis jogos para a conquista da segunda Taça dos Campeões Europeus. Sobretudo, naquela célebre final com o Real Madrid, em que, a equipa do Benfica, depois de ter estado a perder por dois golos de desvantagem, eis que, a inspiração do Pantera Negra, vem ao de cima, fuzila as redes dos madrilenos com dois golos, cifrando-se o resultado num sensacional 5-3 - Que daria o mote para uma nova canção benfiquista: cinco a três, foi a conta que Deus fez!


Sou do Alto Douro e sempre me inclinei para o Futebol Clube do Porto - de resto, foi a primeira equipa que eu vi jogar. Mas, naquela altura, quando o Benfica jogava com as equipas estrangeiras, quem não era benfiquista?! - Foi realmente um período áureo, que, dificilmente, com a actual direcção, poderá lograr. 


OTO GLÓRIA ADMIRAVA MUITO EUSÉBIO - NAS SUAS MEMÓRIAS (QUE NÃO CHEGOU A PUBLICAR) DISSE-ME QUE FALAVA MUITO DELE

Quem admirava muito o Eusébio era o treinador brasileiro Oto Glória Tinha uma admiração muito especial por ele - Contou-me alguns episódicos e fez-me essa revelação na sala de jantar do Hotel Altis. Estava ele, eu, o Presidente Fernando Martins e creio que o Director do Hotel - Às tantas perguntou-me se eu não queria publicar as suas memórias - Andava já a queixar-se de problemas de saúde e não queria morrer sem publicar os seus diários. Infelizmente, acabaria por morrer nesse mesmo ano. Manifestei-lhe a minha simpatia por tão honrosa proposta mas respondi-lhe que não tinha tempo, como repórter de rádio, andava sempre com o tempo muito ocupado. Foi pena... Espero que um dia a família o faça.


Nesse longo convívio, quer ele, quer Fernando Martins, contaram-se muitas histórias do futebol - Coisas até de árbitros... Que não se podiam contar!... Claro, nem tudo foi gravado - Sim, tanto mais que as mais interessantes, seriam contadas, descontraidamente, e sem o microfone.


Oto Glória foi o grande pioneiro e revolucionário do futebol Português - Foi do Brasil que ele trouxe a grande inspiração e os novos métodos. Deu títulos ao Benfica, ao Sporting, ao Belenense e ao Porto e ainda treinou a selecção nacional - Apesar disso, nem sempre compreendido. É-lhe atribuída a expressão sobre o trabalho de treinador em Portugal: «Naquele país, quando se perde o treinador é chamado de "Besta". Quando vence, de "Bestial"».


Blog_2

Mas foi com o treinador húngaro Béla Guttmann. que o Benfica conquistaria os dois títulos de campeão nacional em 1959/60 e 1960/61, e, pela primeira vez na sua História, duas Taças dos Campeões Europeus Que, pelos vistos, tanto deu ao Benfica de promissor, como de agouro - Mas também a ele - porque, depois dessas gloriosas conquistas, também ele nunca mais foi o mesmo... Emproado pela fama, exige mais dinheiro, o Benfica não podendo satisfazer as suas exigências, deixa inopinadamente o clube da luz, após o jogo com o Real Madrid, com a famosa maldição: "Nos próximos 100 anos, o Benfica não voltará a ser campeão europeu". - La maldición de Bela Guttman- Mas, pelo que se depreende, também ele acabaria por ser contagiado e vitima da sua má língua...Nunca mais conheceu o sabor das mesmas vitórias.



NOS ANOS 80 - PUDE CONHECER PESSOALMENTE EUSÉBIO - E ATÉ ME DEU UMA BOLEIA NO SEU CARRO - POIS ESTIVE DOZE ANOS EM SÃO TOMÉ - PARA ONDE PARTI AOS 18 DE IDADE


Eu tinha-o entrevistado para uma estação de rádio e, no final da entrevista, querendo continuar o diálogo - pois Eusébio sempre foi(é) uma pessoa muito humana, afável, dialogante e simpática - perguntei-lhe se não se importava de me deixar no Hotel Sheraton Lisboa - Eu estava lá hospedado com uma amiga a passar a lua de mel - dois meses(quase três - conto isso em ROMANCE NO SHERATON ... ) e dava-me jeito que lá me deixasse - Mas era sobretudo pelo prazer de falar um pouco mais com ele . E lá fomos os dois. Ele tinha uma bocado de pressa: ia ter com a mulher ou a buscar a filha. Já não me lembra a marca do seu carro. Mas era de boa marca, desportivo, vermelho e de dois lugares. Creio que ainda devo ter a gravação das suas declarações no meu arquivo de mais 300 cassetes. Um dia destes vou ver se a localizo.


Pois bem, quero aqui, neste meu site, de forma singela manifestar a minha homenagem ao nosso mais admirado e querido jogador Português - Hoje, pensamos em Ronaldo - mas cada um no seu género: ambos são fenomenais e grandes figuras do futebol português - indubitavelmente, e a par do Figo, as nossas maiores estrelas futebolísticas até hoje.

«Se não fosse jogador da bola, era o maior bailarino do mundo»

Benfica - Eusébio celebra 70 anos - RTP



Nenhum comentário: