expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

quarta-feira, 25 de abril de 2012

EDP VENDIDA AOS CHINESES – COM LOGOTIPO A PENSAR NOS PASSES DE FILOSOFIA ORIENTAL E CALCULISMO OCIDENTAL LUSITANO













那么欢迎您到著名的Sagmeister Inc.Wele创意世界

 
O CONCURSO COM OS OUTROS DOIS CANDIDATOS - BRASILEIROS E ALEMÃES - FOI APENAS PARA CHINÊS SE DIVERTIR  - EDP vendida aos chineses por 2,7 mil milhões de euros QUE NÃO TARDARAM A FACTURAR

"Os acordos que concretizam a privatização da EDP e da REN ainda não estão assinados, mas os novos accionistas das duas empresas já têm a receber cerca de 140 milhões de euros em dividendos sobre os lucros de 2011.A Three Gorges, que comprou 21,35% da EDP, poderá receber cerca de 110 milhões de euros, considerando a expectativa de que a EDP venha a acrescentar" Novos accionistas da EDP e REN encaixam 140 milhões
 
O BANCO BRASILEIRO QUE FINANCIAVA A CONSTRUÇÃO DA BARRAGEM DO TUA - AFIRMA QUEM LÁ TRABALHA -  NÃO GOSTOU DA PATIFARIA E RETIROU-LHE O CRÉDITO 

Mesmo assim, quem esfrega as mãos de contentes, é Catroga e Mexia, que dificilmente poderiam ter um soldo tão abastado, que não fosse o presenteado pelos  seus amigos chinocas, cujos capitais não lhes custam a ganhar.  Não terá sido por acaso que o logótipo é o retrato fidedigno da famosa lanterna vermelha - Imaginado muito antes do negócio ser selado

VENDA DA EMPRESA MAIS LUCRATIVA - É  CRIME IMPERDOÁVEL - E LOGO A UMA DITADURA QUE, EM QUALQUER MOMENTO, PODE FAZER A CHANTAGEM QUE QUISER SOBRE PORTUGAL E ABOCANHAR O QUE LHE DER NA REAL GANA




500 Mil Euros pagos pela EDP para lhe copiarem meia lantera de papel!

Welcome ao Mundo Criativo do famoso SagmeisterInc.Wele

Well Welcome to the creative world of the famous Sagmeister Inc.Wele

Disse o sisudo Stefan Sagmeist, ao DN, que "uma empresa não é amigável só porque tem um sorriso" - Encarregado para mudar um sorriso à EDP (para que os chineses não a olhassem de bico) e criar uma nova imagem para a companhia de electricidade presidida por António Mexia - Está-se mesmo a ver onde gráfico queria chegar: optou pelo sorriso da cara metade de uma lanterna chinesa.


PARECE QUE NEM É PRECISO SER-SE BRUXO...

FAMOSA LANTERNA CHINESA TRANSPOSTA PARA NOVO LOGOTIPO DA EDP - Anunciado uns meses antes da venda à Three Gorges

PLÁGIO DESCARADO - SE NÃO É, ENTÃO O QUE É?!...

"O novo logótipo EDP e a nova imagem foram concebidas pelo designer austríaco Stefan Sagmeister, autor da capa do álbumBridges to Babylon, dos Rolling Stones. - In Novo logotipo EDP - maisnet

 O DIRIGENTES DA IDEOLOGIA DA DITADURA CHINESA, APENAS VÊEM OS CIFRÕES

Que ninguém acredite que a ditadura chinesa é socialista ou comunista - Trata-se, tão somente, de  um governo dirigido por uma elite de privilegiados gananciosos - Quem não for do partido, e sobretudo quem não for dirigente, é escravo. Agem com o mais frio calculismo. Estão instalados em todo o mundo, com toda a gama de produtos, destruindo as economias mundiais, à custa de uma mão de obra que mal dá para comprar uma malga de arroz aos milhões de operários - Em Portugal, não há vila ou cidade, onde os melhores espaços comerciais, não sejam disputados pelas suas lojas - Agora voltaram-se para a fruta, que importam de Espanha e até da China a soldo - Depois de destruírem o comércio, agora atingem também os nossos agricultores - O mais grave de tudo isto, é que, quer em Portugal, na Europa e no resto do mundo, não aparecem líderes capazes de os porem na ordem - Pelo contrário, o que há É governantes e altos funcionários da administração pública, que se deixam corromper e ir nas suas untuosas palavras - Mas só fosse através das palavras!...

-OPORTUNISTAS E CALCULISTAS  - NÃO SE ESQUECERAM DE APOIAR O CANDIDATO MAIS BEM COLOCADO.  - NATURALMENTE QUE NÃO TERÁ SIDO  PELOS SEUS LINDOS OLHOS. Chineses apoiam Cavaco Silva, por não ter letra "r" no nome ...


FIZERAM O MESMO QUE NA CAMPANHA DE BILL CLINTON À PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA DOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA, EM 1997 - ATRAVÉS DA QUAL LOGRARAM A ENTRADA DA CHINA NA ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DO COMÉRCIO  COMO MEMBRO DE PLENO DIREITO - Um tal americano democrata, que, depois de abandonar a presidência, se fartou de facturar milhões em Portugal  EUA: Portugal na rota dos milhões ganhos por Bill Clinton

Paula Almeida, no seu livro Textos da Fogueira, refere que "quando estive nos Estados Unidos, em 1997, o grande escândalo político era que os grandes empresários chineses tinham sido os maiores financiadores da campanha da reeleição de Bill Clinton à presidência da República, com a promessa deste contribuir para a entrada na China na OMC. Parece que agora, poucos meses antes das eleições, ele já estava a cumprir o que prometeu.









Mexia pode ganhar até 4,2 milhões de euros na EDP Aí estão eles de braço dado e de faca e garfo nas mãos para comerem, com os chineses, o bolo da EDP - Desde há muito que estava traçado o destino da maior mais rentável empresa pública nas mãos dos chineses - O novo logotipo da EDP foi criado a pensar nos chineses - .Cópia descarada de um dos mais populares símbolos chineses - a famosa lanterna de papel


 
Foi encomendado por António Mexia a um conhecido criativo austríaco, por uma pipa de massa - Ele deu forma e o Mexia o esperma - a guita!

 "Pela primeira vez vamos ter o mesmo logótipo em todas as empresas da companhia" - Depreende-se, pois, que já se sabia quem era o felizardo que era capaz de lhe pagar um milionário ordenado António Mexia justifica remuneração com os objectivos-Isto porque, aos dirigentes chineses, o dinheiro não lhes custa a ganhar .E, por certo, mais deles já estão a pensar em garantir a sua fortuna para a pós-ditadura - que cairá inevitavelmente. Estando certos que serão eles que tomarão depois conta das empresas que compraram à custa do dinheiro do povo chinês.

Em Julho passado, o DN, divulgava a notícia de que "O logótipo quadrado com um sorriso branco sobre um fundo vermelho e o slogan "viva a nossa energia" em baixo deixa de existir e é substituído por um aglomerado de círculos, em vários tons de vermelho, com o nome EDP no centro. "A imagem era o sorriso e agora é o nosso nome" - Nome de Portugal ou dos chineses?!.EDP cria imagem para unificar marca - Bolsa - DN


VENDA DA EDP - O GRANDE NEGÓCIO DA CHINA PARA OS CHINESES

A EDP foi “ “negócio barato” Foi um negócio da China e quem o diz são os próprios. O presidente executivo da China Three Gorges, a empresa que venceu a corrida à privatização da EDP, admitiu ontem que o preço pago pelos 21,35% do Estado na eléctrica nacional foi relativamente baixo.


NESTA LUTA DE GALOS, O NOSSO GALO LEVOU UM GALO DO C... - E quem vai pagar a factura é o Zé Povinho
Substituído o tradicional sorriso português pelo coração da Lanterna Vermelha







E LANTERNA QUE VAI À FRENTE É A QUE ILUMINA MAIS- Por isso, não há como uma boa lanterna chinesa a xispar milhões todos o meses para os bolsos do rapaz mexilhão! Mexia: "Com esta venda, a EDP entra noutro campeonato ..

 

 













MEXIA AINDA VAI SER CONVIDADO PARA DAR AULAS NAS UNIVERSIDADES DE PEQUUIM, TÃO ESTRATEGA ELE É - Chineses são «músculo» para vender EDP lá fora


Mas ainda bem que há vozes no Partido do Governo que reprovam esta conduta - Salário de Catroga na EDP é “mais ou menos pornográfico ... Diz Marques Mendes


"Pequim está a construir uma ponte na Europa ao comprar barato dívida pública e ativos estratégicos chave em países como a Grécia, a Irlanda e Espanha, que estão enfraquecidos com a crise. Mas a sua ambição, a longo prazo, não é apenas ganhar dinheiro – quer ter, também, uma palavra a dizer em Bruxelas." pós compra de dívida europeia, China espera que UE cedaa suas exigências  


AGORA QUEM CANTA DE GALO NÃO É O DE BARCELOS MAS O DE PEQUIM - E mai-los os seus amigos portugueses 


CHINESES NÃO TARDAM A RECUPERAR O CAPITAL - Dá para eles e para dar ainda uns milhões aos amigos, que lhes facilitaram a vida -  

TODOS ANOS A EDP DÁ FABULOSOS LUCROS -EDP atinge lucro recorde de mil milhões de euros Obviamente, também muito à custa dos altos preços da publicidade impostos ao Zé Povinho - Mira Amaral, que já lá esteve, não tem dúvidas - Diz que é à custa" dos consumidores


VENDA DA EDP  PLANEADA AO MILÍMETRO.


Quem conhece estes negócios garante-me que a tão mediatizada deslocação de António Mexia à Alemanha, afinal não passou de um mero expediente chinês - Apenas para mostrar que Mexia não estava nem o governo comprometidos com os Chineses - Mas, os grandes negócios com os chineses nunca são feitos sobre a hora.

O líder da Three Gorges - da empresa chinesa que comprou a EDP, em declarações proferidas, antes de consumada a operação, veio dizer que não detectou qualquer sinal de discriminação por parte do Governo português face ao investimento chinês e espera que Lisboa mantenha a isenção no processo de privatização da eléctrica portuguesa - Obviamente, está seguro de que o negócio lhe caí nas mãos. 

Quer por parte dos Brasileiros, quer alemães, houve interferências ao mais alto nível - que chegaram ao conhecimento público. Dos chineses, nada transbordou uma palavra -Senão a da confiança... Na ditadura chinesa não há liberdade de expressão, pois ali tudo funciona com disciplina espartana (repressão) em que o segredo é a alma do negócio - Quando um chinês é apanhado a roubar, sofre a pena capital - E porquê? - Era incompetente - Os bons ladrões não se deixam apanhar!.

China lidera exportações

Vendem-nos os produtos - agora também a fruta - mais dela vem de Espanha e outra da China - Portugal limita-se a ser o comprador - Todos dias se enceram lojas e fábricas mas o comércio chinês vai de vento em popa. - Que nos resta? - Emigrar para a China?!...

Mas essa possibilidade está apenas confinada às grandes empresas para se aproveitarem da mão-de-obra barata - Até, em Angola, os chineses, na construção de estradas e nas obras onde se metem, levam os desgraçados dos proletários. Todavia, .Portugal, continua a ser prémio cobiçado pelos países emergentes . Claro, com o Estado a desfazer-se do seu mais importante espólio, quem é que não aproveita?!..



QUAL DOS CANDIDATOS O MELHOR: O CONCORRENTE DO MERCADO CHINÊS, DO BRASILEIRO OU DO ALEMÃO?

Com o Brasil, já nos entendemos há vários séculos. E é para onde temos emigrado e continuámos a emigrar. Falamos a mesma língua e somos bem recebidos. Há grandes empresários portugueses no Brasil e brasileiros em Portugal . Para a Alemanha também têm emigrado milhares de portugueses e sentem-se lá bem. E também há algumas centenas de empresas alemãs em Portugal - Veja-se a lista anual publicada pela Câmara de Comércio e Indústria Luso-Alemã - E, lá Alemanha, já por lá existem bons empresários portugueses em vários ramos de actividade - Tanto lá como cá, não consta que se tenham portado mal - . Pelo contrário, são empresas de sucesso e onde os ordenados não são os dos famigerados chineses - São uns forretas, uns sovinas, são escravos do trabalho e escravizam quem trabalha com eles, de um modo geral através de mão-de-obra familiar, quase não empregam estrangeiros ou portugueses. Por isso, no meu modesto ponto de vista, a entrega da EDP à ditadura chinesa, foi de todas a mais devastadora opção. 


Serve apenas as ambições imediatas de administradores  accionistas apátridas e sem escrúpulos mas de modo algum os interesses da população portuguesa - Agora andam para aí já com umas campanhas publicitárias a tentar deitar poeira aos olhos dos portugueses, com direitos a descontos no Continente - Tudo isto é demasiado sórdido e ignóbil para passar despercebido às mentes mais atentas e consciente

 

 








MIGUEL PORTAS - UM CRAVO COM CHEIRO A ROSMANINHO PARA UM ANDARILHO DO CÔA – VEIO AQUI VÁRIAS VEZES PARA DEFENDER AS GRAVURAS RUPESTRES - FALECEU MAS CONTINUARÁ VIVO NA MEMÓRIA DO VALE SAGRADO E DE QUEM O CONHECEU



Uma vida intensa e  dedicada à democracia, à cultura e às causas nobres. Foi um corajoso combatente – Morreu Miguel Portas mas não morre a sua memória. – Faleceu, nas véspera do 25 de Abril, vítima de doença prolongada – Desde 2010, que ele lutava contra um cancro,  ele sabia que a vida lhe podia escapar em qualquer momento – Mesmo assim, nunca abandonou o seu posto, como eurodeputado  - Nunca deixou de intervir e de dizer o que pensava.

Já lá vão uns anos, mas até me parece que ainda o estou a ver, com outros amigos e companheiros das mesmas jornadas no Vale do Côa – No auge da polémicas das Gravuras: - Ele foi um dos que esteve a primeira linha da barricada, em prol da preservação do património milenar das gravuras dos homens do paleolítico – Ele residia em Lisboa e, vir lá de tão longe, só por muito amor à nossa cultura e arte ancestral – Também esteve frente ao Mosteiro dos Jerónimos, num acampamento organizado pelo Movimento da Salvaguarda da Arte Rupestre do Vale do Côa – Onde pontilhava, então, a dinâmica Mila Simões.


Curiosamente, o primeiro dia, coincidiu com o Casamento do Dom Duarte Nuno de Bragança – E não é que lá conseguimos levar, junto dos nossos cartazes, alem do próprio nubente,  personalidades, como Marcelo Rebelo de Sousa, entre outras figuras do PSD, do CDS e do PPM – Foi, de facto, uma excelente oportunidade para se despartidarizar  a causa – Felizmente que, muitos daqueles que, naquela altura se opunham, já reconheceram a sua importância e batem-se pela sua defesa

As nossas sentidas condolências  à família -de Miguel Portas , Filho do arquitecto Nuno Portas e da escritora e jornalista  Sacadura Cabral e irmão de Paulo Portas

domingo, 8 de abril de 2012

FOZCÔA FRIENDES NA ESTAÇÃO DE ALMENDRA –EM DIA DE ABRIL SEM ÁGUAS DE MIL MAS COM MOLINHA PARA QUE O COMBOIO DO DOURO VOLTE APITAR ATÉ BARCA D’ALVA














Quando se deseja a chuva, ela não cai dos céus – E, da maneira que o ano tem ido seco, já que não choveu em Janeiro, Fevereiro e Março, que o Abril traga águas de mil – Mas que dêem para matar a sede dos campos, façam transbordar ribeiros e ribeiras e, contrariando o velho ditado popular, que não caibam todas num barril

Esperava-se uma manhã de sol – aliás, assim prometia a meteorologia – Que o Sábado e o Domingo de Páscoa, iam mostrar um Abril sorridente e banhado de luz – Mas, afinal, só o dia de Páscoa, mereceu de São Pedro essa divina graça – Foi, de facto, um Sábado cinzento e molhado. Ao menos que chovesse a valer, que bem se precisava. Mas a chuva nunca vem quando mais se deseja. E, quando cai miudinha, até existe o perigo acrescido para quem conduz na estrada - e acidentes não faltaram. De tarde o tempo ainda levantou mas a manhã foi realmente cinzenta e com aquele género de aguaceiros que nem dão para regar as hortas nem matam a sede aos campos, mas que toldam os céus e fazem com que os rostos mais contemplativos, se tornem ainda mais pensativos ou até mesmo sorumbáticos e tristes - Além de se molharem as calças nas ervas (e se poderem dar algumas escorregadelas) a quem, nesses dias, se atreva a devassar a natureza. E, então, no trilho de uma antiga linha de caminho de ferro, ainda pior. E foi os riscos que não quis correr centena e meia de amantes da natura, que pugnam pela reabertura da linha do Pocinho a Barca D’Alva. Num passeio pedonal organizado pela Associação Foz Côa Friendes.



































QUEM CORRE POR GOSTO NÃO CANSA - MESMO QUE TENHA DE SE LEVANTAR MAIS CEDO DE QUE O CANTAR DO GALO
.
Sete e meia da manhã na Praça do Município, frente ao Café do Zé Pilério, que se levantara cedinho e fizera questão de dar as boas-vindas a todos os amigos. Dois autocarros, esperavam-nos para nos conduzirem até à velha estação do Côa e, dali, se fazer o percurso a pé à de Almendra. Este era o programa inicial, mas o tempo trocou-nos as voltas e houve que alterá-lo. E, então àquela hora, quem é que era capaz de adivinhar como o dia se iria portar?... Jogou-se pelo seguro. José Ribeiro, João Pala, Lebreiro e José Pilério e outros dirigentes da Foz Côa Friendes, haviam pensado tudo ao pormenor e até num plano b como alternativa, caso o tempo nos pregasse alguma partida – Por isso, ninguém arredou pé - Adiou-se o passeio pela linha para outra oportunidade e lá se rumou em direcção à velha estação de Almendra, em dois autocarros gentilmente postos à disposição pela Câmara Municipal de Vila Nova de Foz Côa.







LÁ ESTAVA A VELHA ESTAÇÃO – A CONTRASTAR O SEU ABANDONO, NUM LOCAL TÃO MARAVILHOSO - QUE NOUTRO TEMPO TIVERA MOVIMENTO E VIDA – E, AGORA, ESVENTRADA, EM RUÍNAS, ALBERGUE DE “ÍNDIOS” LIA-SE LÁ NUMA DAS MUITAS GRAFITES QUE COBREM AS PAREDES.


“Salvé” “Só os teus olhos me fazem sonhar e cagar” – Outra das muitas expressões e desabafos, que a arte dos corações mais sensíveis ou atormentados, não deixaram de ali perpetuar nas paredes brancas das várias instalações que constituíam a velha estação de Almendra – Talvez por isso, mas sobretudo pelo gritante contraste com a beleza envolvente, até parecia que toda a gente, que ali desembocara de autocarro, ia assistir a algum velório. Era difícil ver um sorriso rasgado. Tudo muito concentrado e meditativo. 

Não creio que fosse apenas pela decepção de não se ter feito o passeio previsto, que naturalmente não deixara de se estampar em todos os rostos, mas sobretudo pelas imagens contrastantes que ali se nos deparavam - Era a tranquilidade do leito do rio onde as próprias nuvens se espelhavam, eram as verdes e maravilhosas encostas que ali se abrem, com os seus perfumes inebriantes e onde o lado selvagem coabita em perfeita harmonia com as típicas vinhas do Douro vinhateiro. Tudo isso era gracioso e inspirador de pensamentos poéticos e repousantes – Porém, a par disso, havia ali algo que era quase provocador.O estado de abandono da antiga estação de Almendra.
A do Côa já nem sequer tem telhado: é um autêntico pardieiro. Já ninguém se admira no que vai pelo interior. Mas ali a decepção ainda é maior – Pois, se por fora o edifício ainda apresenta ser habitável e funcional, quando se transpõem as portas (aliás, já arrancadas) o que se nos depara é a verdadeira imagem do desprezo, da incúria e da insensibilidade humana. Autêntico silêncio de sepulcros – Sente-se uma paz podre ao mesmo tempo que a imaginação nos conduz aos tempos em que por ali circulavam comboios: havia gente que esperava a hora da partida ou que acabava de chegar. Havia vida, azáfama e alegria. Agora vê-se o chão sem ladrilho, bocados da caliça das paredes e do tecto espalhados a mostrarem que ali o tempo parou e que a morte há já algum tempo ali começou.. Azulejos arrancados, arcadas sem uma porta. Salvam-se os desenhos e as inscrições dos grafites – Mas também eles o fiel retrato fidedigno de que o pensamento andou por ali atribulado ou a divagar. Daí compreender-se a tristeza que era impossível disfarçar no espírito de muitos daqueles que ali se deslocaram, não apenas como passeio, oportunidade sempre aprazível para espraiarem o olhar pelas belezas naturais das margens do Douro, mas como forma de protesto e de luta para que a velha estação possa vir a ser reparada e o comboio volte, por ali a circular, a entre o Pocinho e Barca D’Alva. - Seguiu-se depois um passeio a pé pela estrada até à ermida de Nossa Senhora do Campo - mesmo com alguma chuva pelo caminho, a estrada sempre nos poupava da molha nos pés e valia a pena a caminhada - A reportagem do programa por Alemendra e Castelo melhor, será apresentada noutro post.
Parabéns pela iniciativa - Venham mais: a par do abandono do património construído ou cultural há ainda outra ameaça não menor: a desertificação das nossas aldeias e centros urbanas do interior. E não podemos esperar que os governos se lembrem de nós: temos nós de lhe lembrar que existe um Portugal esquecido que não pode morrer ou continuar adiado. E nada melhor para o fazer que através do espírito associativo - Que é, no fundo, o trilho que tem tomado a novel Associação Foz Côa Friendes
Jorge Trabulo Marques


terça-feira, 3 de abril de 2012

DOURO ACIMA A PÉ DA VELHA ESTAÇÃO DO CÔA À DE ALMENDRA - PELA LINHA DESACTIVADA DA CP - P'RA QUE O COMBOIO VOLTE APITAR

É JÁ NO PRÓXIMO SÁBADO - 7 DE ABRIL - NÃO PERCA A OPORTUNIDADE DE GOZAR UM PASSEIO INESQUECÍVEL!


O ABRIL PROMETE ÁGUAS DE MIL E DIAS BELOS DE SOL E FLORIDOS DE PRIMAVERA - NÃO FALTE - VEJA O DOURO  SUPERIOR DO VINHO COLHIDO DAS FAMOSAS VINHAS PLANTADAS NAS SUAS MARGENS E MARAVILHE O SEU OLHAR NA BELEZA MAIS SELVAGEM E NATURAL DE UM DOS RIOS MAIS EMBLEMÁTICOS DE PORTUGAL

Aí estão de novo os entusiastas da Foz Côa Friends Associação . nos quais tenho o prazer de me incluir, para mais um passeio pela margem esquerda do Douro Maravilhoso - O ano passado, foi desde a estação do Pocinho à do Côa - Este ano, em 7 de Abril, é desta antiga estação à de Almendra - Objectivo: o contacto com a natureza,que ali é realmente maravilhosa; a fruição do que é belo e está à mercê de quem, ali, a queira contemplar! E, também, uma vez mais, chamar a atenção para o completo abandono em que se encontra o troço desde o Pocinho a Barca D'Alva - Pretende-se, pois, que a linha seja reactivada e volte a conhecer - já não direi os melhores dias, pois os tempos são de crise - mas que volte a dar a possibilidade à região alto duriense, às suas potencialidades turísticas e económica, ,aos seus produtos, únicos no Mundo; à sua riqueza natural, a todos os seus inúmeros recursos, que possam ser devidamente valorizados com a ligação à vizinha Espanha - Que a história retome o fio que lhe é devido e não se perca dele ....Linha do Douro – Wikipédia,....Linha do Douro A Importância dada Interoperabilidade dos Transportes Ferroviário e Fluvial na Estratégia de Desenvolvimento do Turismo do Vale do Douro .



II Passeio Pedonal pela linha do Douro

Estação do Côa - Estação de Almendra
07 de Abril de 2012



PROGRAMA
07.30h – Concentração na Praça do Município de V. N. de Foz Côa

08.00 h – Transporte para a estação do Côa

08.30 h – Início da caminhada

11.00 h – Passagem (prevista) pela estação de Castelo Melhor

12.30 h – Chegada (prevista) à estação de Almendra e transporte para

a Sra. do Campo

13.00 h – Almoço convívio na Sra. do Campo

14.00 h – Tarde recreativo-cultural (jogos tradicionais, danças, etc.)

16.00 h – Transporte para Castelo Melhor

16.30 h – Visitas ao Castelo, à Ala dos Namorados, Igreja Matriz e ao

Centro de Recepção do Parque Arqueológico de C. Melhor

18.00 h – Transporte para Vila Nova de Foz Côa e fim da actividade

Para mais informações, em
Foz Côa Friends: II PASSEIO PEDONAL PELA LINHA DO DOURO