expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Renato Seabra Deus Sabe o que aconteceu naquele dia - condenado a pena pesada - 25 anos de cadeia - Arrependido pelo crime do seu amante Carlos Castro - Agora há que pensar numa nova vida e acreditar que nem tudo está perdido quando a fé supera as adversidades.


. Renato Seabra -  Condenado  a uma pena de 25 anos de cadeia - Depois de julgado culpado de castrar e matar Carlos Castro, em 30  de Novembro

 
25 ANOS  - PESADA PENA - MESMO ASSIM AINDA O PODERÁ SALVAR DE UM LONGO CATIVEIRO -

Estamos convictos  que, daqui a dez  quinze  anos, Renato poderá estar de volta a Portugal - Ainda bem que teve um gesto de arrependimento no momento da sentença - E não foi  por aí que a sua defesa enveredou - Mas pela sua perturbação mental - Esse é o velho estratagema que raramente resulta em casos de criminalidade violenta - Sobretudo, depois do criminoso confessar-se culpado.

Obviamente que o seu ato foi de uma brutalidade, sem limites, com requintes de malvadez - Todavia, já o dissemos aqui, que, Carlos Castro, de algum modo também contribuiu para esse infeliz desfecho.


 Não é que o facto de um homem mais velho se não possa apaixonar por um jovem ou vice-versa - Mas dificilmente deixará de ser por razões materiais e não propriamente por um amor sincero e verdadeiro - Havia de parte a parte interesses antagónicos: um porque queria lograr a fama. através de uma promotor de estrelas; outro porque queria gulosar mais um  franguinho esbelto e fotogénico - E deu no que deu -  À mínima chispa entraram em polvorosa, em endiabrada rota de colisão 

-
RENATO ARREPENDIDO

Renato Seabra assumiu a culpa pelo homicídio de Carlos Castro, cometido na suite de luxo de um hotel de Nova Iorque a 7 de Janeiro de 2011, antes de ouvir que ia cumprir entre 25 anos e prisão perpétua. "Algo se apoderou de mim quando entrei no quarto. Não percebo como tudo aconteceu e nem sequer a razão. Só Deus sabe o que aconteceu naquele dia", - estas as palavras, em português, com as mãos algemadas atrás das costas e sem conseguir encarar o juiz Daniel FitzGerald do Tribunal Superior de Manhattan" - Revela a imprensa


 

CONHECERAM-SE ATRAVÉS DO FACEBOOK – CARLOS CASTRO FOI PARA CURTIR MAIS UM ENGATE E RENATO SEABRA– PROSTITUINDO-SE – PARA MAIS FACILMENTE ASCENDER AO MUNDO DA MODA, À FAMA E NOTORIEDADE.

SÓ QUE O RENATO TRAZIA COM ELE, NO SEU CORPO, OS DEMÓNIOS DE UMA SEXUALIDADE REPRIMIDA E MAL RESOLVIDA – E ANDAVA POSSESSO POR ESSES DEMÓNIOS QUE A FÉ CATÓLICA CRISTALIZOU, ENQUANTO ACÓLITO, LÁ DA IGREJA DA SUA PARÓQUIA - E mais uns poucos que lhe foram acrescentados - e são a perdição de muita da juventude.



O modelo português Renato Seabra, de 23 anos, foi condenado nesta sexta-feira a uma pena mínima de 25 anos de prisão e a uma máxima de prisão perpétua por assassinar seu amante, o conhecido jornalista luso Carlos Castro, em um quarto de um hotel de Nova York em 2011
.
(...) Seabra, natural da cidade portuguesa de Cantanhede, reconheceu que estrangulou Castro, bateu fortemente em sua cabeça com um televisor e o apunhalou com um saca-rolhas, que depois usou para cortar os testículos de seu amante.

O médico legista determinou que a morte de Castro foi causada por diversos ferimentos no pescoço e na cabeça causados por um objeto específico.

(...) Após ser detido, o condenado ficou preso na unidade psiquiátrica do hospital Bellevue de Manhattan e durante o julgamento, o advogado de defesa, David Touger, alegou ao júri que Seabra assassinou Castro, de 65 anos, por conta de sua "loucura".

No entanto, a promotoria assinalou que no julgamento ficou provado que Seabra agrediu violentamente Castro porque estava "zangado" porque a vítima tinha colocar um ponto final na relação. - Excerto de Modelo português que matou amante é condenado a 25 anos de prisão


ADVOGADO DE DEFESA VAI RECORRER


O advogado de defesa, David Touger, que se esforçara por ilibar o seu seu cliente,  com o argumento de que não era responsável pela morte, porque ele não sabia o que ele estava fazendo era errado,acreditando  que ele estava em uma missão ordenada por Deus para matar o "demónio" da homossexualidade que  viu em Castro, anunciou posteriormente ir  interpor recuso da  decisão de condenação de Renato Seabra,

CRIME MACABRO? - SEM DÚVIDA - 

MAS PARA SE ATINGIR TAL BRUTAL SORDIDEZ É PORQUE HAVIA ALI GRANDES DEMÓNIOS RELIGIOSOS E PSICOLÓGICOS - Tal como já referimos em anteriores postagens

De recordar que o corpo espancado e mutilado Carlos Casto, foi encontrado em seu quarto no 34 º andar do Hotel InterContinental em 7 de janeiro de 2011.

 Seabra,  20 anos de idade, foi acusado de espancar seu amante  com um monitor de computador e  uma garrafa de vinho, tendo usado um saca-rolhas para lhe cortar os testículos. Após o ataque prolongado, Seabra tomou banho, levou cerca de 1.600 dólares da carteira de Castro, e pendurou um "Não perturbe" placa na porta, disseram os promotores.

Nenhum comentário: