expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Festa na aldeia - Vai passando a procissão em tempos de emigração com o bacalhau quer alho de Saul Ricardo - Só ele podia encher o adro da igreja



video




O mês de Agosto, além de ser o pleno do Verão é também o da emigração: - Muitas das aldeias, praticamente desertas ao longo do ano, renovam-se, voltam animar-se. Já não é a mesma coisa de outros tempos, mas dá para matar as saudades aos que chegam e para alegrar um pouco mais a alma aos que estão. A aldeia de Chãs, do concelho de Vila Nova de Foz Côa, é mais um desses muitos exemplos de um país tolhido e esmagado por severa austeridade - Salvo seja: a banca e amigos, os   de cofres e carteira a transbordar, já que a esmagadora maioria da população portuguesa, toca a  apertar o cinto ou deitar contas à vida.  - Daí que, o 15 de Agosto, tenha vindo a  dar o ar de sua graça - Aproveita-se o tradicional feriado para  a festa. Nomeadamente, onde o feriado se associa à festa religiosa do burgo ou da aldeia

video



Orgulho de ser português  estampado nas ticharts ou o distintivo da seleção nacional, parecem ser os únicos símbolos a que se vão agarrando os emigrantes e os seus filhos - Já que pouco mais haverá em que se sentirão tentados a identificar-se, com país à deriva e sem rumo. Mas valha ao menos a tradicional festinha para que os corações desapontados se animem e façam esquecer, que mais não seja por um dia, o penoso calvário de um ano de sacrifícios e agruras.


E, de facto, só ele, o Saul Ricardo – e como há muito não acontecia -  podia encher o adro da minha aldeia e animar novos e velhos. A história do pequeno garoto, que num ápice se fez homem e artista, é já conhecida. Todavia, não deixa de ser surpreendente que ele mantenha a mesma simplicidade, garra  e autenticidade de quando foi projetado pela SIC - Pelo vistos, o então miúdo soube tirar partido dos mil benefícios do alho - Da eterna juventude - Cujo elixir parece estar contida nas propriedades do prodigioso bolbo que dá gosto ao bacalhau e dá pau pró quer alho!

"Tudo começou...



A história começa com a sua primeira aparição no "Big Show SIC", em 1993, tinha então 6 anos. Depois de em casa mostrar jeito para imitar Quim Barreiros, cantarolando por cima da voz do seu ídolo, Saúl é levado pelos pais ao "Big Show SIC". Não demora muito até conhecer Quim Barreiros e conquistar os portugueses com o seu ar maroto e franzino. De tal maneira que em 1996 surge o convite da Vidisco para gravar o álbum - "O Bacalhau Quer Alho" - que viria a ser tripla platina".- Excerto de

As reviravoltas da vida do Pequeno Saúl... que entretanto cresceu ...




Nenhum comentário: