expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Peste e Guerra - Ébola sem controle: a peste do século alastra de África prá América, Ásia, Arábia e Europa Em marcha, o prelúdio da nova Apocalipse da Humanidade – Presidente Obama na cruzada da guerra em vez de travar a praga que acabará por atingir os americanos - Honre o Prémio Nobel e os seus ancestrais.





VIRUS DA ÉBOLA FORA DE CONTROL - Dizem as últimas notícias, que, apesar dos melhores esforços dos trabalhadores de saúde de emergência, admite.se que o vírus já esteja  fora da África e tenha passado para  a Europa.

É já público que  “o surto do vírus de Ébola em sete países africanos do Oeste rompeu todos os esforços de contenção e está-se espalhando como um incêndio. De acordo com Grupos de ajuda humanitária cristã, que trabalha na Guiné e Libéria, o número de infeções confirmadas saltou de 15% apenas nos últimos 24 horas. De acordo com a Organização Mundial de Saúde, esta estirpe do vírus Ébola é inteiramente nova ebola quebra contenção e alcança a itália. europa em risco.

  O combate à peste negra é urgente

A Organização Mundial da Saúde afirmou que a epidemia de ebola na Libéria está aumentando de forma descontrolada, e que milhares de casos novos serão registrados nas próximas três semanas. A Libéria é o país mais afetado pela doença. OMS afirma que epidemia de ebola está sem controle na ...

Tal como antigamente, nos tempos do obscurantismo, não falta quem atribua a Ébola a profecias ou conjeturas astrais nefastas ou a castigos divinos. 

Certo que não existem acasos e estes acabam sempre por ter a sua explicação. Certo que os astros influenciam mas não determinam a vida das pessoas e dos animais. A origem e causa das doenças, mais das vezes, continua por ser um mistério – Contudo, na base das doenças estão sobretudos os fatores da subalimentação, falta de higiene, as más condições de habitação e a coabitação promíscua com animais aves ou animais domésticos ou o aproveitamento da carne de alguma espécies selvagens infetadas. 

Diz um estudo que, “Hoje em dia parece bastante lógico que higiene e saúde sejam indissociáveis, e que a segunda não possa existir sem a primeira. Entretanto, há poucos séculos atrás tal relação tão elementar não só não havia sido descoberta como era até considerada exótica. Durante a Idade Média, um dos aspetos mais fundamentais da higiene, o banho, era considerado prejudicial se tomado em excesso. E "banhar-se em excesso" geralmente significava fazê-lo mais de duas ou três vezes por ano. O cheiro de corpos não lavados impregnava todas as casas. Mesmo os monges da abadia de Cluny, a mais opulenta da Europa, banhavam-se apenas duas vezes por ano, antes da páscoa e antes do natal. Nas áreas urbanas, o esgoto e a água usada eram simplesmente atirados pela janela, muitas vezes na cabeça do transeunte que tivesse a infelicidade de estar no lugar e hora errados.. A pandemia de Peste Negra do século XIV

OBAMA FAZ A GUERRA, APOIADO PELA NATO E  SOB A CAPA DA BURGUESIA ÁRABE – BILIÕES EXTORQUIDOS AO POVO AMERICANO PARA ALIMENTAR A INDÚSTRIA DOS FALCÕES BELICISTAS

Biliões que bem podiam ser empregues na investigação científica em prol da saúde e no combate às doenças. Tal como, Bush, que procurou envolver a ONU no ataque ao Iraque, porém, não o tendo conseguido partiu à aventura. O mesmo sucede agora com o pistoleiro Obama, além da Nato, quer também escudar-se  com o apoio político  dos países dominados pela burguesia árabe,  sem credos e sem ideários, que não seja a rapina do seu povo -   


Noticia-se que  A guerra contra o Estado Islâmico poderá durar três anos. E a operação militar que vai ser revelada na quarta-feira por Barack Obama só deverá ser concluída pelo próximo Presidente dos Estados Unidos, revelou uma fonte do Governo de Washington ao jornal The New York Times.

Segundo esta fonte, Obama vai anunciar um tipo de intervenção militar inédita, que não se limitará ao uso de drones (como no Paquistão e Iémen), que não incluirá tropas no terreno (como no Iraque quando Saddam Hussein foi derrubado), mas em que os EUA assumirão plenamente o comando da operação militar (não será um decisor de bastidores, como fez na Líbia quando Muammar Khadafi foi deposto). Obama vai anunciar a guerra contra o Estado Islâmico mas




Pai, afasta de mim esse cálice
Pai, afasta de mim esse cálice
Pai, afasta de mim esse cálice
De vinho tinto de sangue



OBAMA: ABANDONE A GUERRA E PROMOVA A PAZ - COMBATA A ÉBOLA E NÃO ACRESCENTE MAIS MORTE À CATÁSTROFE 

Concentre os seus esforços em prol da paz, no combate à irradicação do Ébola. No combate porfiado àquela que poderá vir a ser a maior epidemia dos novos tempos – Ou apenas espera que entre em força nos Estados Unidos?. Honre ao menos as origens dos seus ancestrais, onde a doença mata indiscriminadamente, não escolhendo raças, nem cores, nem idades ou condições sociais.  Deixe a guerra e promova a paz. Quem faz os extremismos é a guerra  e não a paz. É o ódio e a revolta, que a morte a destruição desencadeiam.

SALVE O CONTINENTE DAS SUAS ORIGENS E  A PRÓPRIA HUMANIDADE

Esta é  a oportunidade da sua vida e do seu mandato para justificar, de algum modo, o Prémio Nobel da Paz  que lhe foi injustamente atribuído – Por respeito a todos aqueles a quem receberam esse alto galardão, abandone a sua cruzada belicista, pare de  ordenar que milhares de bombas sejam despejadas sobre populações indefesas – É que, as suas poderosas cargas explosivas, quando  lançadas do alto dos céus ou enviadas por poderosos foguetões, além de cegas, são altamente mortíferas, matam tudo em redor; não escolhem pessoas – Não querem saber se são crianças ou adultos.


ENVIO DE FORÇAS MILITARES NO COMBATE À ÉBOLA  - ANTES NESTA LUTA DE QUE  EM OPERAÇÕES DE GUERRA - MESMO ASSIM É UMA GOTA NUM IMENSO DESERTO

Vale mais tarde de que nunca mas já é demasiado tarde. Depois de casa incendiada, aí estão a enviar a tropa, até porque, quem é que agora é capaz de mobilizar pessoal médico ou paramédico, suficiente? Quem é que se arrisca a pôr a vida em perigo - se muitos deles morrem ou regressam, infetados ao seu país. 
 

Claro que   as forças militares não substituem os médicos e enfermeiros. Não estão preparadas para operações de assistência médica. Mesmo para imporem a autoridade serão sempre recebidas como forças repressoras - Contudo, o importante é fazer  alguma coisa.  Antes o envio de militares no controlo da ébola de que  em operações de guerra. O  Presidente Obama, já veio declarar que vai envolver o exército norte-americano no fornecimento de equipamentos e outras formas de assistência para os trabalhadores de saúde internacionais, reconhecendo  que a resposta caótica é ineficaz para combater epidemia da Ébola, na África Ocidental, argumentando que ela representa um grave problema de segurança nacional. EUA vão enviar ajuda militar para combate doEbola na África

 MIGALHAS PARA DEFENDER O PLANETA DA HECATOMBE

Por seu turno, a  Comissão Europeia anunciou oapoio de 140 milhões de euros na luta contra o vírus ébola na Guiné-Conacri, em Serra Leoa, na Libéria e Nigéria, quatro dos cinco países africanos afetados pela doença. Bruxelas anuncia apoio de 140 milhões de euros a países .

ÉBOLA SURGIU EM ÁFRICA  - QUE A LUZ ILUMINE A HUMANIDADE


A peste negra, é  negra não por agora afetar os africanos, o  coração de África, mas porque é negra no seus sintomas e nos seus horríveis efeitos e mata indiscriminadamente, todas as raças, seja a negra, a branca ou amarela – E, o que há uns dois meses atrás, era tido como uma probabilidade de poder vir a espalhar-se para fora da África Ocidental, hoje dir-se-á que é uma certeza: não é preciso ser especialista mas um simples observador atento para constatar que está fora de controlo. Ainda não se sabe as dimensões que possa vir a ter à escala planetária mas, avaliar pelas  imagens que nos chegam pela televisão, embora muito longe de nos transmitirem a realidade, sim, por mais que se impeçam as populações de sair à rua e de obrigar a ficar em suas casas, perdeu-se a grande oportunidade de impedir o seu alastramento.

O mundo, hoje em dia, é uma aldeia global – A mobilidade das pessoas e dos transportes à velocidade de cruzeiro, longe dos tempos em que as comunidades viviam isoladas, se traz algumas vantagens pela facilidade de comunicação e de intercâmbio cultural e económico, acarreta também sérios riscos: um dos principais é o de propiciar a disseminação de doenças altamente contagiosas. 
A TRAGÉDIA TRANSFORMADA EM POEISA

A peste bubónica  inspirou poetas e escritores. Um dos quais,  foi Gomes Leal, que transformaria “um pavor horrível, mas saboroso, e até esquisito, como lotos, o fruto proibido dos deuses da Índia,  que sepulta o espírito nas extravagâncias da doidice. Era uma coisa vaga como o rasto de uma saudade  e de uma estrela, e terrível como aquele fruto dos imortais, que extasia e faz perder a razão.
Passei vagarosamente no meu quarto, o eco dos meus passos eram abafados pelo tapete, e os meus gemidos dolorosos não chegavam até ao coração de Cristo.”

(…) Era prodigiosamente bela! Imortalmente casta!
Sentei-me ao pé do leito. A respiração era ténue, os olhos nadavam num fluido luminoso. Tinham o brilho estranho dos tísicos irremediáveis, e das pessoas desvairadas da febre.
Olhei-a por muito tempo, escutei-a, e no auge do delírio senti entre as minhas mãos o seu braço melhor modelado do que uma estátua, tremer, às vezes roxeado de frio.
Tinha uma febre intensa, devoradora, e por vezes os dentes batiam-lhe. Um frio sepulcral, sinistro, percorria-lhe a espinha dorsal.
Estava só, as velas deitavam uma claridade vaga, como crepuscular, e as emanações das flores penetravam o cérebro.
Tinham mandado chamar um médico ao acaso.
Julgaram-na, talvez, ferida de uma doença nervosa, passageira como uma nuvem, e ao fim de três dias, ela bela, rica, ideal, fascinadora - estaria morta.
Estava atacada de Peste Negra; - uma epidemia singular que na China outrora, cm tempos remotos, devorou cidades inteiras, e que em Florença, nos tempos de Bocácio, entrava sinistra nas vilas e nos palácios de mármore e ia sentar-se nas vertigens dos festins, entre as musicas e os vinhos, e as brancas e  magníficas duquesas vestidas de joias.”

Atualização

O papa Francisco afirmou que os conflitos ao redor do mundo começam a equivaler a uma Terceira Guerra Mundial – que ocorreria aos poucos por meios de crimes, massacre e destruição.
O pontífice fez a afirmação durante uma visita ao maior cemitério militar da Itália, em uma cerimônia em memória ao centenário da Primeira Guerra Mundial. Papa Francisco diz que Terceira Guerra já pode ter começado


Nenhum comentário: