expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Seleção de angolana de futebol em maré de azar - Comitiva assaltada na África do Sul e a equipa empata no Lesotho – Comprometendo as aspirações da presença no Campeonato Africano das Nações (CAN2015), a disputar em Marrocos. - Enquanto a Ébola se espalha desde o coração de Àfrica à América e por toda a Terra


A insegurança na África do Sul, já nem sequer poupa as comitivas de futebol –   

A selecção nacional de futebol de Angola, que antecipou o jogo a disputar com a seleção do Lesohto, com um estágio  em Joanesburgo, acabou por não trazer nem boas recordações da sua estadia nem da capital da África do Sul, nem de um dos países mais  pobres e pequenos  da África Austral. Um enclave montanhoso e sem saída para o mar, que outrora pertencera ao antigo reino da Basutolândia mas considerado um dos países etnicamente mais homogêneos da África, com 99% de sua população é da etnia .

JÁ SE FALA EM VASSOURADAS  - A equipa dos palancas negras, ainda não marcou nenhum golo e já sofreu quatro, ocupando o último lugar da tabela das seleções africanas, apenas com um ponto, comprometendo as suas aspirações para estar na final  do Campeonato Africano das Nações (CAN2015), a disputar-se  em Marrocos, em 2015.

 A sua prestação gera acesa  polémica nos bastidores do futebol de Angola  – A opinião pública está desiludida e os comentadores da televisão pública já falam em mudanças radicais na Federação e na condução da equipa técnica.

Até agora, a equipa perdeu dois jogos, um com o Gabão e o outro em Luanda  com o Burkina Faso, pelo que este empate deixa os Palancas Negras com poucas hipóteses de lutarem por um lugar na fase final da Taça das Nações Africanas.

COMITIVA ASSALATADA

Já aconteceu com seleção egípcia, agora foi a vez da seleção  de angola ser assaltada, junto do hotel onde ficou hospedada  –A noticia não fez manchetes nos jornais (talvez pelo incómodo político) mas foi objeto de comentário, esta noite num programa da TV, onde foram relatados os lamentáveis episódios, que mereceram um protesto do embaixador angolano, junto das entidades sul africanas.  

- Pelo que se pode depreender, o assalto é quase tirado a papel químico do assalto perpetrado, em 2009, à seleção egípcia, em que os ladrões  roubaram avultadas somas de dinheiro e bens. Selecção egípcia assaltada em Joanesburgo -

 Onde, também, em 2010, até as próprias instalações da FIFA em Joanesburgo foram alvo de um assalto, durante o qual foram furtadas sete réplicas da Taça do Mundo de futebol e várias camisolas. Sede da FIFA em Joanesburgo foi assaltada  De recordar que, na mesma altura, em que,  grupo de jornalistas portugueses que se encontrava  a acompanhar os trabalhos da selecção nacional em Magaliesburg, na África do Sul, também foi assaltado  madrugada no interior das próprias instalações Jornalistas portugueses assaltados na África do Sul –  

E assim vai a África, onde não faltam episódios – Além da Ébola  que parece imparável, rouba vidas, sem olhar a estatuto social  e está a espalhar-se por outros continentes, como autêntica peste  – O que não admira – Não foi este o caminho escolhido pela liberalização selvagem? -  Que, em vez de olhar para as carências sociais, olha para os cifrões? – Pois aí temos a sua perversidade a espalhar-se por todos os cantos da terra, o apregoado modelo económico egoísta da sociedade  capitalista com os seus perversos  tentáculos, cada vez mais  desumanos e cruéis. 

OBAMA FAZ A GUERRA, APOIADO PELA NATO E  SOB A CAPA DA BURGUESIA ÁRABE – BILIÕES EXTORQUIDOS AO POVO AMERICANO PARA ALIMENTAR A INDÚSTRIA DOS FALCÕES BELICISTAS
Biliões que bem podiam ser empregues na investigação científica em prol da saúde e no combate às doenças. Tal como, Bush, que procurou envolver a ONU no ataque ao Iraque, porém, não o tendo conseguido partiu à aventura. O mesmo sucede agora com o pistoleiro Obama, além da Nato, quer também escudar-se  com o apoio político  dos países dominados pela burguesia árabe,  sem credos e sem ideários, que não seja a rapina do seu povo

"O Hospital de São João, no Porto, anunciou hoje, em comunicado, que deu entrada esta noite naquela unidade hospitalar "um doente com critérios de caso suspeito de Doença por Vírus Ébola (DVE)". Doente com sintomas suspeitos de ébola internado no Hospital de São João, no Porto

Nenhum comentário: