expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Sporting vence Maribor -3-1 em noite europeia e garante passagem à Liga Europa – Num dos intervalos mais longos dos últimos anos por falha elétrica sobre o relvado.

Foto Jornalismo - Jorge T. Marques


Noite própria de um quase fim de Novembro, um pouco fria mas limpa. Além do brilhante resultado de 3-1. tudo teria sido normalíssimo para a equipa anfitriã,  num jogo praticamente sem história, não fosse o facto de,  durante o intervalo, uma parte dos holofotes, terem-se apagado por muito tempo. 

Ao aperceber-me, ainda pensei que fosse por razões de austeridade, por uma medida económica,  abrandamento da luminusidade para redução  do consumo de eletricidade, porém,  como o reenício do jogo, começasse a tardar, então lá soube que  a causa se ficava a dever a uma qualquer avaria. O Estádio não ficou às escuras mas a luminosidade passou para níveis que não permitiam o recomeço do jogo - A equipa de arbitragem ainda veio ao campo a fazer os seus testes mas, realmente, a decisão só foi tomada, 40 minutos depois, quando a situação  se normalizou.




CASA MAIS OU MENOS COMPOSTA - ONDE A VITÓRIA CEDO DESPERTOU O ENTUSIASMO DAS CLAQUES  

Em noite europeia, em Alvalade, Sporting vence o  Maribor por 3-1, guindando-se, assim,   ao  segundo lugar do grupo – Se  o que mais  interessa são os pontos e não propriamente a exibição, direi que os leões alcançaram o que pretendiam, que era a continuidade nas competições europeias. 
Quando à qualificação para os oitavos de final da Liga dos Campeões, o próximo jogo é a 10 de Dezembro, em Londres, tendo como adversário, de cinco estrelas, o Chelsea, de Mourinho, euipa  já apurada.  – O Sporting também pode lograr o apuramento, já que não dependente de terceiros mas do seu próprio mérito. 

 
Arbitragem – 

Foi por várias vezes brindada com ruidosos coros de assobiadelas mas creio que sem grande justificação, já que me pareceu ter estado à altura do acontecimento desportivo – De se nome Craig Thomson, escocês  . Referia o jornal, A BOLA, foi a “primeira vez que os leões se cruzam com Craig Thompson, árbitro conhecido de outras equipas portuguesas: apitou três jogos do FC Porto na fase de grupos da Liga dos Campeões e um nos 16 avos de final da Liga Europa; apitou a meia-final Benfica-SC Braga da Liga Europa, em 2010; e, mais recentemente, dirigiu uma partida do Estoril na fase de grupos da Liga Europa.”
 

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

"solsticio de verano en Penas de Rodas" - Espanha - Os calendários solares pré-históricos continuam a ser tema da atualidade



Depois de um interregno de  quase três semanas, na maravilhosa Ilha de São Tomé, numa romagem de saudade,   volto de novo a este meu site - Nos comentários, da minha postagem referente à celebração do solstício do Verão, o Ivan Blanco, investigador e entusiasta da astro-arqueologia, solicitava-me que "gostaria de incluir uma das fotos no meu site: www.penasderodas.com" - Só agora tomei conhecimento do seu pedido - Obviamente, com muito prazer - Tal como o faço ao reproduzir uma das suas imagens e o seu vídeo acerca de uma reportagem passada pela TVE, no programa " Aqui la Tierra"





"As Penas de Rodas son dos grandes moles de granito a varios metros de distancia una de otra, asentadas en una pequeña base de piedra de doscientos metros cuadrados y todo esto sobre un túmulo de dos mil metros cuadrados aproximadamente

Los vecinos, o quienes saben de su existencia, lo usan como zona de ocio los fines de semana. Ningún organismo oficial se molesta en tratar de investigar, o conservar, uno de los calendarios solares más antiguos de la humanidad y permite a cualquier persona deteriorar y estropear la zona a su antojo.

Para aquellos que solo quieran ver rocas, aunque se trate de un lugar lleno de signos y señales, solo verán piedras. No quiero convencer a nadie, solo poner mis ideas por escrito e invitar a todo el mundo que lo compruebe por sí mismo"
- Mais pormenores em
Penas de Rodas - - Nearbing - Conocimiento Social






Eu gostaria de incluir uma dessas fotos no meu site: www.penasderodas.com muito obrigado em Celebração do Solstício do Verão - 21 de junho 2013 - Na Pedra do Sol - Aldeia de Chãs - de Foz Côa - Monte dos Tambores










Pormenores da Celebração do Equinócio do Outono 2014, em
http://www.vida-e-tempos.com/2014/09/dia-23-celebramos-o-equinocio-do-outono.html

 Este é o "stonehenge Português" - Dois Calendários pré-históricos: um alinhado com o Solstício  do Verão e outro com os Equinócios da Primavera e do Outono, descobertos pelo autor deste site  - Mas também existem mais dois  alinhados com o Solstício do Inverno, um dos quais descoberto e já investigado  por Albano Chaves 







O SOLSTÍCIO DO INVERNO - NAS PORTAS DOS TEMPLOS DO SOL - NO PLANALTO DOS TAMBORES - DESCOBERTO, OBSERVADO E ESTUDADO POR ALBANO CHAVES - Já conhecíamos os alinhamentos com os Equinócios da Primavera e do Outono e o Solstício do Inverno - única dúvida que havia, finalmente foi desfeita.- Pormenores em (1) solstício do inverno nos templos do sol – albano chaves em (2solstício do inverno nos templos do sol





A MAIS RECENTE DESCOBERTA

Dezembro 2013 - Solsticial Invernal - calendário pré-histórico - O stonehenge português existe é no Monte dos Tambores e Mancheia - Já conhecido por Templos do Sol - A descoberta de mais um novo calendário ocorreu na manhã do passado dia 22 e passou a ter o nome de Phallus Impudicus


Este é o quarto alinhamento dos Templos do Sol - que tomou o nome de "Phallus Impudicus" em homenagem ao fantásticos cogumelos Stinkhorn Phallus Impoudicus"  que nesse dia pude descobrir nalguns sítios do Monte dos Tambores-Mancheia 



Os raios solares do nascer do sol, ficam em perfeito alinhamento com o horizonte, a crista da pedra (de forma fálica) e o centro do recinto circular . Porém, à medida que nos aproximamos do menir, naturalmente que vemos o ângulo altear-se. É possível que existisse ali  uma  ou mais pedras  a balizar o centro do terreiro e que tivessem sido retiradas para junto do muro, uma vez que todos os bocados deste maciço, até há uns anos atrás, eram cultivados de centeio: onde não podia entrar o arado com o macho, ia a enxada . Ainda é uma questão a pesquisar - Pois existem pedras compridas, deitadas junto  ao amuralhamento, com características de menir. Mesmo assim, o que tive a alegria de testemunhar, creio que é bastante convincente.

Mais pormenores em