expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

domingo, 5 de junho de 2016

Caixa Geral de Depósitos – Afundada em milhões de prejuízo – De novo com os “Sábios” da Maçonaria ao ataque” - Rui Vilar – Um dos “notáveis” que traiu a memória do fundador da Gulbenkian, em Paris, de novo na equipa dos parasitas e controladores

Passam de uns tachos para outros

A Caixa Geral de Depósitos, com um enorme buracão de milhões, ainda não foi à falência porque tem a almofada do Estado – paga pelos contribuintes   - Isto porque o  banco do Estado, tem sido  gerido por gestores escolhidos por critérios de ordem politica e não pela sua competência e honestidade  - Pelas  mesmas sinistras caras ligadas aos Partidos do Poder. -Caixa. Injeção pública pode chegar aos quatro mil milhões de euros ...  


DESVIO DE 3 MILHÕES – PARA ONDE FORAM PARAR?


“O Presidente da República tem uma leitura mais seca do “desvio enormíssimo” referido pelo responsável das Finanças. Em declarações aos jornalistas, no Alto Douro, Marcelo Rebelo de Sousa disse que “já toda a gente tinha noção de que, quando se falava da reestruturação e da capitalização da CGD, é porque havia falta de capital”. - Centeno. Há um desvio de 3 mil milhões na CGD que vem do tempo

JTM - Jornalista 


NÃO NOS ENGANÁMOS NAS NOSSAS PREVISÕES - NÃO TARDA QUE O BANCO DO ESTADO ESTEJA TRANSFORMADO NUM GIGANTESCO BURACÃO


2013/05 - Era previsível que isto acontecesse. Tal como dissemos neste site, saída da Madeira para Offshores, tinha de acabar mal - Mas não apenas por esse fato – Trata-se, com efeito, do primeiro sinal de fuga de um banqueiro às suas responsabilidades, de uma gestão desastrosa que agora se complicou, ainda mais, com a fuga dos capitais com destino a  paraísos fiscais, dado a propagação do vírus de chipre, ser incontornávelhttp://www.vida-e-tempos.com/2013/05/faria-de-oliveira-deixa-presidencia-da.html…..http://www.vida-e-tempos.com/2011/12/caixa-geral-de-depositos-fuga-e-vida.html

CGD sai da Zona Franca da Madeira e vai para o offshore das ilhas Caimão


Dizíamos nós, neste site, em 22 DE DEZEMBRO 2011

Lá que um banco privado, se entregue à fuga ao fisco e às maravilhas fraudulentas do capital, ainda vá que não vá - Agora um banco do Estado!! - Mas, afinal, quem é que lucra com os depósitos das reformas dos portugueses, que, de um modo geral, ali são obrigados a depositar?!... Obviamente, meia dúzia de oportunistas (para não lhe chamar gatunos) que auferem bonomias de milhões. - Fala-se que a querem privatizar - Claro, qual não é o interessado que não espreita por tão tentadora oportunidade. É, por isso mesmo, que os administradores, gozam do privilégio de poderem estar com um pé no público e outro no privado sto ultrapassa a vidência e a própria imaginação - É demasiado surreal para ser verdadeiro - Mas é real, descarada e subversivamente real para passar despercebido. Que a Caixa Geral de Depósitos, há muito está totalmente nas mãos da bicharada, isso não constitui qualquer novidade - Pelo menos para quem não se entorpeça com drogas ou álcoois, mantenha a mente livre e solta ou não perca o seu tempo a olhar para o balão - Até Sócrates foi compelido a meter lá um maçon da confiança de Cavaco Silva, senão, em vez de uma Face Oculta, apanhava com meia dúzia - O banco do Estado é um autêntico ninho de víboras. Onde se movimentam umas trutas e uns tubarões, em negociatas, sem o menor pudor e vergonha - Ainda não lhe aconteceu o mesmo que o BPN porque engorda à custa das poupanças que são lá depositadas, com proventos milionários para os administradores e quase a custo zero.

ESTE HOMEM DEVIA SER PRESO POR SER UM PERIGOSO MENTIROSO COMPULSIVO



Em Dezembro de 2012 - Faria de Oliveira garante "boa saúde" da CGD - Ouvido na comissão de Economia e Obras Públicas, em Dezembro, a pedido da oposição para esclarecer política de concessão de crédito, o presidente não executivo da Caixa Geral de Depósitos (CGD), Faria de Oliveira, declarou que depois de alguns problemas em 2011, o banco está agora de boa saúde e em condições de ajudar a economia.


(Atualização) PÚBLICO - 25-08-2016 -A nova administração da Caixa Geral de Depósitos vai entrar em funções no dia 31 deste mês e vai começar a trabalhar para pôr em prática o plano de negócios do banco público. Certo é que, tendo em conta que é preciso fazer um investimento público para a recapitalização da Caixa Geral de Depósitos, se ela acontecer ainda este ano, vai ser preciso um Orçamento Rectificativo. Recapitalização da CGD vai obrigar a Orçamento Rectificativo - Público


AÍ ESTÃO OS GALIFÕES - NA  LINHA  AVANÇADA DOS CIFRÕES

Não é propriamente intenção deste site envolver-se em polémicas políticas - Já perdemos muito do nosso tempo noutro site  -que encerramos, pese a larga audiência. Na Caixa apenas recebemos a  modesta pensão   -  Mesmo assim, força-nos um dever cívico a dizer qualquer coisa - Pois, por este andar estamos  a ver que qualquer dia o melhor é fazer como antigamente:  meter as parcas economias debaixo do colchão ou então fazer como um cidadão lá da aldeia, que, por não confiar na banca, enterrava o dinheiro em garrafões.  -  Coitado!... Como o dinheiro não se come; quando morreu, os herdeiros (terceiros) vasculharam-lhe palmo a palmo uma das vinhas, mas em vão, para seu desespero - Será mesmo esta a solução que espera o cidadão no futuro?


Dizem as últimas noticias que os Administradores da CGD apresentaram a demissão e batem com a porta?! – Mas há muito o deviam ter sido corridos  - Julgados e engaiolados!  - Agora, que vêm que lhe estão a fazer o cerco, sacodem a água do capote, depois de centenas de milhões de desastrosa gestão  – Se não fosse o dinheiro dos contribuintes, a tapar os enormes buracos, era mais um caso BPN  - Refere o Económico que  a liderança de José de Matos bateu com a porta ainda antes de ser nomeada uma nova equipa de gestão para o banco público – Obviamente, que é a fuga às responsabilidades de incompetentes oportunistas. Administradores da CGD apresentaram a demissão

O QUE ESPERARAVAM? Ministro das Finanças revela que há "um desvio enormíssimo" no plano de negócios da Caixa Geral de Depósitos, que é da ordem dos três mil milhões de euros. É preciso reforçar o capital, garante. Centeno revela desvio de 3 mil milhões na Caixa

Portugal recebeu 9 milhões por dia durante 25 anos

Engordaram a CGD com gestores da confiança politica, auferindo ordenados pornográficos, com um pé no público e outro no privado  - Chefe da quadrilha Faria de Oliveira, depois de dizer que a Caixa ia de boa saúde,  Faria de Oliveira garante "boa saúde" da CGD  afinal está cheia de rombos  - Quando é que este oportunistas são responsabilizados e postos atrás das grades?.. Mentirosos - Em 10 de Fevereiro o prejuízo era de -CGD com prejuízos de quase 500 milhões de euros - Visao.pt Como passou depois para Caixa Geral de Depósitos apresenta prejuízos de 394,7 milhões



Eles que já têm idade para estarem reformados, com as suas milionárias pensões, aí estão de novo  de dentuça afiada, os mesmos lobos à solta vestidos de cordeiros: - os testas de ferro do ultra-liberalismo, despudorado e selvagem, com um pé no Público e outro no Privado - Mas quem perde é o contribuinte.

Rui Vilar – Um dos  coveiros engravatados  que  traiu a memória do fundador da Gulbenkian, de novo na ribalta dos Chulos VIPs do Estado - É   um dos notáveis nomeados para  controlarem e dominarem a Caixa Geral de Depósitos – afundada  por  milhões de prejuízo  por gestores políticos  - ambiciosos e incompetentes – Ele vai fazer parte do grupo dos mesmos “magníficos de sempre”,  parasitas e galifões, que agora surgem com a pomposa designação de "sábios"  - só se for dos expedientes e dos tachos que têm protagonizado: uns atrás dos outros; tacho a tacho!

AS ÚLTIMAS 
Referem as notícias que  "uma espécie de conselho de sábios composto por pessoas das mais diferentes áreas da sociedade civil que vão ajudar a pensar o banco público. E que tem à frente, no lugar de vice-presidentes, Leonor Beleza e Rui Vilar. Leonor Beleza e Rui Vilar vão ser vices da Caixa Geral de Depósitos ...António Costa confirma que Bruxelas vai avaliar Caixa Geral de Depósitos

Rui Vilar, um dos velhos quadros da maçonaria, aí está ele de novo de vento em popa: o mesmo figurante,  que, enquanto Presidente da Fundação Gulbenkian,  vendeu ao desbarato o emblemático e histórico Palacete da Gulbenkian, em Paris – o mentor do negócio - ao que consta, ainda hoje a justificar aprofundada investigação - que alijou, do Patrmónio da Fundação, uma das mais belas obras arquitetónicas, que servira de escritórios ao grande fundador e, durante tantos anos, também  o mais belo e prestigiado Centro Cultural,  no coração da  mítica capital – Desrespeitando a memória de Calouste Gulbenkian  e a já consumada afirmação  internacional da mais importante e prestigiada fundação portuguesa  - A pretexto  de dar uma orientação "mais internacional à ação da Fundação Gulbenkian", quando, afinal, desde que morreu Azeredo Perdigão, cada vez mais a sua ação se transformou numa pirâmide invertida (recheada de altos tachos) e  menos interventiva e menos eficaz da génese dos fins para que foi fundada  - Mais os altos quadros e menos os operacionais - Além da brutal redução de muitas das suas intervenções diretas de âmbito artístico e cultural  - Isto porque, que na calha das prioridades, estão as extravagâncias e os  ordenados milionários dos seus gestores e da corte que lhes presta vassalagem militante.

Outro de vários exemplos foi a polémica extinção da  Companhia de Dança criada há 40 anos e a pretexto  da esfarrapada desculpa de se "adaptar a intervenção nesta área às novas realidades, com o mesmo esfarrapado motivo de um novo no quadro de reestruturação Companhia foi criada há 40 anos: Fundação Gulbenkian extingue Balle - Pormenores mais à frente
 -
 CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS - UM SORVEDOURO DE DINHEIROS PÚBLICOS

Este ano vai pelo mesmo caminho – Referem noticias  que A Caixa Geral de Depósitos (CGD) precisa de cerca de 600 milhões em capital até ao final do ano para elevar o rácio core tier 1 em 1%, tal como exige o Banco de Portugal (BdP) – este rácio representa o nível mínimo de capital que as instituições devem ter em função dos requisitos de fundos próprios da atividade financeira. Caixa Geral de Depósitos tem de ter lucros para escapar a Bruxelas

O Banco do Estado é indispensável mas não tem necessariamente de ser gerido por políticos – Admitidos, não pelo que valem  mas pela sua subserviência partidária. . Caixa Geral de Depósitos com prejuízos de 172 milhões de euros 

 OS MELHORES NEGÓCIOS SÃO DESVIADOS PARA O PRIVADO – DIFICILMENTE A CGD DEIXA DE DAR AVULTADOS PREJUÍZOS

  ROMBOS ATRÁS DE ROMBOS
Nomeações para a CGD continuam a dar que falar -... Nomeações para a EDP ou CGD 'minam confiança dos cidadãos ......Passos não vê incompatibilidade na ida de Faria de Oliveira paracargo de "chairman" da Caixa Geral de Depósitos (CGD) e presidente da Associação Portuguesa de Bancos (APB).


"O PSD congratulou-se com a escolha de Faria de Oliveira para presidente da Caixa Geral de Depósitos (CGD), reclamando ter travado a escolha para o cargo de "uma pessoa" ligada ao Partido Socialista CGDPSD de ter travado nomeação de socialista e aplaude ...Sociais democratas aplaudem nomeação de Faria de Oliveira ...Governo prepara privatização da Caixa - Correio da Manhã 


Para tapar o saque  - Veja isto: CGD concedeu crédito a fundação que não existe  - Na mira da justiça está o Sindicato dos Quadros dos Técnicos Bancários e, mais propriamente, o seu presidente, Afonso Diz que, segundo a RTP, é suspeito de ter desviado cerca de 38 milhões de euros dos cofres do sindicato. CGD concedeu crédito a fundação que não existe | 

Muitos dos gestores, estão lá com um pé no publico e outro no privado mas para defenderem os interesses privados e não do Estado  - No que pensam é privatizá-la aos amigos por uma bagatela, tal como fizeram aos hospitais e clinicas, que lhe pertenciam – De recordar que, em Agosto de 2015, antes das eleições, já se lançavam alertas, referindo que  “O sindicato de funcionários da CGD defende que o Governo parece estar à “procura de um contexto para pôr a Caixa na agenda das privatizações”, . Trabalhadores da Caixa criticam Passos Coelho


UM PAÍS À DERIVA NA MIRA DE LADRÕES E OPORTUNISTAS 





17/10/2013 JN -  “Novos pobres comem com os sem-abrigo” –  Não é realidade que não salte à vista dos olhos – A pobreza está estampada por todo o lado – Não apenas na rua, com os sem abrigo a dormirem ao relento,  como nas lojas, no minipreço e noutras superfícies. Vêm-se pessoas a comprar, simples carcaças,  pouco mais de um iogurte e a contar os centavos com minuciosa atenção.



Refere o JN  que a “população dos sem-abrigo passou a integrar ex-operários da construção e um ou outro idoso, dizem os técnicos no terreno. Nas filas para as ceias sociais, assiste-se hoje a uma invasão de famílias famintas.

"Há um fenómeno a crescer em Portugal, protagonizado por famílias que subsistem graças às refeições distribuídas diariamente por associações solidárias, um sistema criado originariamente para socorrer sem-abrigo. Novos pobres comem com os sem-abrigo - Jornal de Notícias


EDP: Chineses ofereceram menos pelos 4,14% do que o Estado fez no mercado - Quem se aproveitou dessa comissão ? - Dessas facilidades concedidas à máfia chinesa?! - Quem julga esta canalha que se vendeu aos interesses dos ditadores corruptos?!
"O valor oferecido pela Three Gorges para ficar com os 4,14% que o Estado ainda detinha na EDP “foi muito inferior” aos valor conseguido a semana passada na venda feita no mercado, disse ao DN/Dinheiro Vivo, o presidente da Parpública, Joaquim Jorge, à margem do evento de admissão destas ações na bolsa. Chineses deram muito menos pela EDP do que o Estado consegu

O QUE DISSEMOS HÁ TRÊS ANOS  (noutro site) - VALE A PENA SER LEMBRADO





.
Em 2012 CGD deu prejuizo de milhões -  E o ano 2013, também não começou bem  - Diziam eles que "A Caixa Geral de Depósitos (CGD) irá voltar a dar prejuízos em 2013. A afirmação foi feita pelo presidente da instituição, José de Matos, na apresentação dos prémios da revista da Exame "As 1000 maiores PME" "Continuamos com uma rendibilidade negativa e continuamos a ser afetados pela situação económica. Por isso, tivemos e vamos continuar a ter em 2013 resultados líquidos negativos", adiantou o presidente da Caixa.CGD vai continuar a ter resultados negativos em 2013

Caixa Geral de Depósitos - à grande e à francesa - Desde há vários anos

Mais de que previsível: CGD vai continuar a ter resultados negativos em 2013 - Nos «offshore» e com ordenados milionários e mais administradores  com negócios privados - Aberto o caminho à privatização, depois de venderem hospitais e clinicas por uma mão cheia de nada - Dissemo-lo noutro site em 2011


 Hospitais da Caixa Geral de Depósitos despachados  através do Brasil

 Venderam os hospitais da CGD, através de intermediários brasileiros, que, dois dias depois, acabaram por ir parar a um grupo americano – campeão de fraudes -, instalado em Angola, o qual, desde há alguns meses, vem recrutando mão-de-obra escrava através de vídeos e anúncios em inglês, na Internet 

O  Novo Hospital de Cascais  inaugurado em 2010 – Para abranger uma população de cerca de 300 mil pessoas dos concelhos de Cascais e Sintra, - Cuja construção orçou em 50 milhões de euros; com equipamento no valor de 10 milhões de euros, gerido pela pela HPP Saúde, do Grupo Caixa Geral de Depósitos.
Considerado de extrema importância para a população, com  novos meios complementares de diagnóstico e terapêutica, como a mamografia, TAC, ecografia, implantes de pacemakers provisórios, entre outros, na área da medicina física e reabilitação, como a terapia ocupacional e terapia da voz e fala, exames de neurologia, oftalmologia e otorrinolaringologia, etc.TUDO ISTO POR UMA BAGATELA  Hpp Cascais....... HPP F o....... HPP Boavista........ HPP Sangalhos....HPP Lagos.... HPP Clínica Infante ..... HPP Lusíadas... HPP Clínica Forum Algarve -....HPP Albufeira ...... HPP Clínica Infante ..... HPP Lusíadas... HPP Clínica Forum Algarve -....HPP Albufeira - UnitedHealth Jobs grupo perto de Angola, Nova Iorque.....UnitedHealth Group Jobs near AngolaNY


(últimas) Fisco deixou escapar quase €10 mil milhões para paraísos fiscais em quatro an http://expresso.sapo.pt/revista-de-imprensa/2017-02-21-Fisco-deixou-escapar quase-10-mil-milhoes-para-paraisos-fiscais-em-quatro-anosos

Em tudo o Fisco perdeu. Entre 2011 e 2014, a Autoridade Tributária deixou sair de Portugal quase 10.000 milhões de euros para paraísos fiscais (offshores), sem que grande parte dessas transferências fossem escrutinadas, conta o “Público” esta terça-feira. O Ministério das Finanças já deu ordem à Inspeção Geral de Finanças (IGF) para investigar o caso.

Nenhum comentário: