expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

domingo, 10 de julho de 2016

Goldman Sachs – Um Banco generoso para com os seus – José Luis Arnaut deu-lhe a maior fatia dos CTT, nomeando-o membro do Conselho Consultivo, depois de por lá ter passado, como Diretor–Geral, António Borges, o homem das privatizações e do FMI - Agora eleva Durão Barroso a Presidente, pelos relevantes serviços na confraria liberal da União.


Assim vai a promiscuidade dos apátridas e testas de ferro do liberalismo selvagem despudorado – sem ética, sem vergonha  e sem pudor.  O grupo Goldman Sachs International (GSI) anunciou, na sexta-feira, a nomeação de José Manuel Durão Barroso para seu presidente não executivo e consultor do banco de investimento

mais um exemplo da União Europeia que temos hoje, neste corrupio em que um grande grupo económico envia quadros para a União Europeia e a União Europeia depois devolve quadros para esse grupo económico. Jerónimo de Sousa e Catarina Martins criticam nomeação de Barroso


Mas de que serve a indignação, quando quem manda é a banca ladra e corrupta - França indignada com nomeação de Durão Barroso para o Goldman Sachs - PÚBLICO e LUSA 09/07/2016 - 14:42 Vários líderes políticos franceses criticaram este sábado a nomeação de Durão Barroso para presidente não-executivo do banco norte-americano, considerando que há “conflito de interesses” e que é uma “indecência”. – Refere o PÙBLICO França indignada com nomeação de Durão Barroso para o Goldman Sachs







ANTÓNIO BORGES – OUTRA DAS  GRANDES ALAVANCAS DA ALTA FINANÇA MUNDIAL - De que serve a ganância - Já lá está do outro lado...

Foi vice-presidente e director-geral do Goldman entre 2000 e 2008. Após sair do banco foi da associação que delineia a regulação dos ‘hedge funds'. Em Outubro de 2010, foi nomeado director do FMI para a Europa – E, em 2012, .nomeado responsável das privatizações, acumulando com o cargo na Jerónimo Martins António Borges acumula privatizações com cargo na Jerónimo Martins

António Borges saiu do Goldman Sachs por não ser bom no que fazia, diz Marc Roche  - O jornalista financeiro e autor do livro "O Banco - como o Goldman Sachs dirige o mundo" avisa que António Borges, nomeado pelo Governo para gerir o programa de privatizações, tem de explicar que tarefas tinha no banco norte-americano e não poderá entregar o mandato de privatizar as empresas públicas portuguesas ao Goldman Sachs. Na Última Hora, Marc Roche garantiu ainda que António Borges saiu da instituição porque não era bom no que fazia. António Borges saiu do Goldman Sachs por não ser bom no que fazia ...

NÃO FOI POR ACASO QUE  A MAIOR FATIA DO CTT FOI PARAR AO GRUPO Goldman Sachs –

Goldman Sachs é o maior dono privado dos CTT

O banco norte-americano Goldman Sachs é o maior acionista privado dos CTT, com 5% do capital da empresa, depois de ter investido 41,38 milhões de euros na compra de quase 7,5 milhões de ações na privatização, informaram os CTT em comunicado.

(..) Os CTT sublinham que a data da operação e a data em que o limiar dos 2% (participação qualificada) foi ultrapassado ou alcançado foi a 5 de Dezembro de 2013 (dia em que a empresa se estreou em bolsa). Tendo em conta o preço a que as acções foram vendidas na privatização, ou seja 5,52 euros, isto representa um investimento de 41,4 milhões de euros. Goldman Sachs e Deutsche Bank com 7% dos CTT (act.) - 

 Privatização dos CTT: a anatomia de um crime (..) boys políticos tomam conta das empresas públicas, gerem-nas mal, para, usando como argumento a sua própria incompetência, virem, eles mesmos, sem qualquer pudor ou vergonha, defender a sua privatização. Porque o Estado (eles próprios) é mau gestor. Mas, nem com este fado se conseguiu que os CTT fossem uma empresa deficitária. O que não impede que o mesmo argumento volte a ser usado. Expresso | Privatização dos CTT: a anatomia de um crime
 .
FAVORES DA MESMA QUADRILHA - É BOM NÃO ESQUECER

Goldman Sachs agradece a José Luís Arnaut, bolo dos CTT - Advogado das privatizações tinha de ser compensado pelo Banco envolvido nos maiores escândalos da banca na América, em Angola, em vários países - EUA investigam participações opacas da Goldman com  “ três altos dirigentes angolanos – Nos amigos dos liberais e da banca ninguém fica desempregado - Álvaro Santos Pereira vai para a OCDE; Paulo Portas e Vitor Gaspar na calha para comissários europeus pelos relevantes serviços prestados ao FMI

10/01/2014 -José Luís Arnaut, comentador na antena 1, ministro do PSD nos governos de Durão Barroso e Santana Lopes, e responsável pelas privatizações, nomeado para o conselho consultivo internacional do Goldman Sachs, um dos maiores bancos do mundo – O mesmo banco que comprou 4,998% , a maior fatia do CTT – Por sinal, o banco envolvido nas mais escandalosas polémicas. 

Aí estão eles a reconhecerem aos seus testas de ferro, os relevantes serviços prestados à causa nostra, agraciando-o para continuar a  “fornecer conselhos estratégicos sobre uma série de negócios, regiões, políticas públicas e questões económicas, em particular sobre Portugal e os países africanos de língua portuguesa”, revela o comunicado emitido José Luis Arnaut nomeado para o conselho consultivo internacional do Goldman Sachs.

O escritório de advogados CSM Ruy Pena & Arnaut - de que José Luís Arnaut é sócio - tem como cliente a Rede Elétrica Nacional (REN), ou seja, a mesma empresa onde o ex-secretário-geral ocupará o cargo de membro não executivo da administração. Arnaut nomeado para empresa cliente do seu escritório

Sociedade de advogados de que Arnaut é sócio assumiu que teve intervenção privilegiada na legislação do sector energético - O escritório de advogados CSM Rui Pena & Arnaut – de que é sócio José Luís Arnaut – tem como cliente a Rede Eléctrica Nacional (REN), ou seja, a mesma empresa onde o ex-secretário-geral do PSD ocupará o cargo de membro não executivo do conselho de administração. Contactado pelo i, José Luís Arnaut não quis fazer qualquer comentário sobre esta situação. REN. Arnaut nomeado para empresa que é cliente do seu escritório

O que Marcelo  - comentador - dizia  da ida de Arnaut para a Goldman Sachs
2014-01-12 22:48 Comentário de Marcelo Rebelo de Sousa no Jornal das 8 da TVI

POIS CLARO - NORMAL NO PONTO DE VISTA LIBERAL. Dir-me-á que é uma mistura entre poder económico e político. Mas esses bancos, quando escolhem algumas figuras (ex-governadores, ex-ministros), são pessoas que lá estão porque os bancos pensam que podem abrir portas ou, pelo menos, esclarecer o que se passa nesses países”, justificou o comentador conectado ao PSD.O que é que o ex-ministro português tem?

CONTROLO BANCÁRIO  À ESCALA PLANETÁRIA - RECHEADO DE CASOS 


 20/11/2013 A polícia de East Hampton prendeu o banqueiro, Jason Lee, de 37 anos, depois de chegar em casa, em resposta a uma perturbação relatados. Jason Lee charged: Goldman banker 'was found hiding
 20/11/2013 The Mirror descobriu o banco de Wall Street fizeram uma lida corretagem pacote em pelo menos 45 milhões de ações por clientes ricos (,,)O mais recente escândalo vem como um top chefe Goldman Sachs deverá ser interrogado por parlamentares em Select Comitê de Negócios de hoje. Goldman Sachs which sold Royal Mail at cut-price figure CASHED

25/10/2011 Bilionário Rajaratnam foi dada 11 anos de prisão no início deste mês por um tribunal de Nova York, a sentença mais longa já proferida por insider trading. Former Goldman Sachs director linked to Wall Street's biggest ...

NÃO FALTAM DEZENAS DE RELATOS DAS PERIPÉCIAS FRAUDULENTAS DA GOLDAN  SACHS E CASOS NO TRIBUNAL – , "Relatos vindos apontam para um esquema pelo presidente Barack Obama para criar um escândalo nacional por ter a SEC a cobrar Goldman Sachs de fraude, a fim de reforçar o apoio para o projeto de reforma da regulamentação financeira arrebatadorArchived Blog: Is the Goldman-Sachs scandal manufactured .

Goldman Sachs tem sido chamado de tudo, é  uma grande lula-vampiro que envolve a face da humanidade ". (texto traduzido)

"Mas só quando você pensou que a imagem pública de Goldman não poderia ficar pior, o New York Times publicou uma matéria  dizendo que a empresa está custando aos consumidores bilhões de dólares em custos de alumínio extra. E, em cima disso, há o espetáculo público de Fabrice Tourre, ex de nível médio Goldman comerciante em julgamento por sua parte (pequena) no colapso títulos lastreados em hipotecas na última década".



Nenhum comentário: