expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

EDP - Luz mais cara para zé povinho, em 2017 – Que tem de pagar ordenados pornográficos: Mexia com 6.800 euros por dia.- Generosidade dos milionários chineses da Three Gorges, que lucraram no 1º semestre 472 milhões de euros – Comprada a preço de saldo por 2,69 mil milhões a empresa mais lucrativa – Portugal nas mãos de mercenários estrangeiros com a cumplicidade de Mexias, Catrogas e outros Vasconcelos vendilhões – Banca, Galp, PT, BCP, EDP, BPI, ANA, Cimpor, entre outros negócios – Na Baixa Lisboeta, não há cozinha portuguesa - Para quando outro 1º Dezembro


Jornalismo - Informação e análise


Milhões de portugueses a trabalharem para meia dúzia de glotões –  Quem é que nos pode livrar desta gatunagem encartada e engravatada? - Referem as últimas noticias que A eletricidade vai ficar mais cara em janeiro. A decisão vai afetar 1,5 milhões de consumidores domésticos que ainda não migraram para o mercado liberalizado de eletricidade. Na prática, uma fatura mensal de 46,7 euros vai sofrer um agravamento de 0,57 euros. É o aumento mais baixo dos últimos dez anos, menor do que a inflação prevista para o próximo ano, de 1,5%. Em 2016, a subida foi de 2,5% e no ano anterior a conta da luz ficou 3,3% mais cara. https://www.dinheirovivo.pt/economia/conta-da-luz-aumenta-para-15-milhoes-de-familias/
Para a sofreguidão insaciável do inefável Mexia “O mundo do dinheiro barato acabou e o mundo da energia barata também acabou. Se o preço da eletricidade é essencialmente ditado pelo custo das commodities como é que podemos ter uma inversão? Há uns anos, quando trabalhava numa outra empresa discutia o preço do petróleo nos 17 euros e ontem o petróleo estava fez 112 dólares. Houve uma mudança radical na energia e já não é o mundo ocidental que dita a procura",  Mexia garante que "o mundo da energia barata acabou" - ….Mexia garante que "o mundo da energia barata acabou" – ….Mexia quer saber para que serve a CGD…..Electricidade mais cara impulsiona liberalização. …. País - Eletricidade mais cara em janeiro em 21 por cento,... 

Milhões de portugueses a trabalharem para meia dúzia de glotões – 

O MAIOR SONHO DO LIBERALISMO  INTERNACIONAL, É  APODERAR-SE DE TUDO QUANTO SEJA LUCRATIVO  E COLOCAR  OS SALÁRIOS AO NÍVEL DA  TIGELA DA ARROZ PAGA AOS ESCRAVIZADOS TRABALHADORES ASIÁTICOS 

Mas o assédio dos milionários chineses, que exploram a mão de obra do povo chinês, ao nível da escravatura, é imparável e insaciável, não vai ficar por aqui:  a destruição do comércio, segue e soma, com lojas e mais lojas, enquanto as dos portugueses, encerram umas atrás das outras. E, como se não bastasse, também a máfia chinesa tem vindo a ser apontada como a principal recetadora dos roubos do cobre, causando enormes perturbações e graves prejuízos. 

Portugal -  Um país mais pobre e mais endividado. E o Estado defraudado do seu melhor património – Isto porque, a ideologia neoliberal, que está implantada nos governo de Portugal e na Europa, não visa o bem comum mas a apologia do  individualismo egoísta e hedonista, o  favorecimento do capitalismo selvagem – Não há um sentido, nem patriótico nem social, mas apátrida, ferozmente egoísta e especulativo 

ORDENADOS PORNOGRÁFICOS  - QUE O ZÉ POVINHO TEM DE PAGAR  - A Comissão de Vencimentos da EDP, liderada por Yang Ya, do grupo China Three Gorges (o maior accionista da empresa), propôs um aumento anual de 600 mil euros para o vencimento máximo de Mexia (...) que  pode amealhar um total de 2,5 milhões de euros – uma média de 6.850 euros por dia –, o que constitui um aumento de 31% em relação à globalidade dos rendimentos que obteve em 2015, que se situaram nos 1,9 milhões, de acordo com o Jornal de Negócios Aumento do salário do presidente da EDP para 6.800 euros por dia

PORTUGAL NAS MÃOS DE GLOTÕES SEM VERGONHA E SEM ESCRÚPULOS  - QUEM É QUE PODE ESQUECER ESTA BARBARIDADE DO HOMEM DOS PENTE LHOS E SEU AMIGOS -05/01/2012 -Governo Passos Coelho vende EDP a preço de saldo (…) Razão tem (tinha)  o presidente da Three Gorges para estar satisfeito, e para afirmar em declarações aos media, logo depois de ter assinado o contrato que tinha sido um "negócio barato". - O espectáculo dado pelos ministros das Finanças e da Economia, entretidos numa risonha cavaqueira na sessão, transmitida pela televisão, de assinatura do contrato de venda dos 21,3% do capital aos chineses, deu bem um retrato da falta de dignidade nacional deste governo.  .. http://resistir.info/e_rosa/venda_edp_05jan12.html

DIZEM QUE BAIXARAM OS LUCROS? 472 MILHÕES, AINDA É POUCO?.. EDP lucrou no primeiro semestre 472 milhões de euros, um resultado 20% inferior ao do mesmo período do ano passado, que a empresa justifica principalmente com o registo em 2015 de resultados extraordinários que já não se verificaram em 2016. Expresso | Lucro da EDP baixa 20% para 472 milhões de euros

CLARO QUE A CULPA NÃO É DOS PACÍFICOS E LABORIOSOS CHINESES  - TRABALHAM E SÃO ORGANIZADOS COMO AS ABELHAS NUMA COLMEIA - MAS É SOBRETUDO DE UMA EUROPA, DESTITUÍDA DE IDENTIDADE, SEM RUMO, SEM LÍDERES  E DO SALVE-SE QUEM PUDER  Lisboa Comerciantes entregam petição devido a antigo cinema LondresCinema Londres vai dar lugar a uma loja chinesa de retalho.



Mas, afinal, o que o que é que estão os chineses a fazer em Portugal senão a fazer o seu negócio? Contribuindo para  o encerrando lojas e fábricas e o desemprego - O grave de tudo isto é haver portugueses que não se importam de entrar no mesmo jogo.

A venda da EDP aos chineses da THREE GORGES - ficou prevista desde o momento em que a máfia chinesa se envolveu nas eleições presidências - Ou não é sabido quem apoiaram?!...   Os dirigentes chineses atuam com a maior frieza espartana - O comunismo neles é apenas um rótulo - É senão a capa do Capitalismo do Estado que explora as fraquezas do capitalismo liberal. 

ENQUANTO O NEGÓCIO CHINÊS PROSPERA -Quase 6.700 empresas foram à falência em Portugal em 2012  - ;Mas a tragédia não ficou por ali 

3/12/2014 - Observador - "O tecido empresarial português mais importante está hoje em mãos estrangeiras, O país perdeu peso na Galp, na PT, no BCP, na EDP, no BPI, na ANA, na Cimpor, entre outros negócios. Num artigo sobretudo dedicado à análise dos interesses angolanos em Portugal, o jornal espanhol fala em inversão da história e das posições dos países, com Portugal a parecer agora uma colónia angolana.

Embora a presença das ex-colónias em Portugal ainda seja baixa, estas já entraram em setores estratégicos. E a principal protagonista é mesmo “a princesa” Isabel dos Santos, filha de José Eduardo dos Santos e a mulher mais rica de África, segundo a Forbes. Só em Portugal, a angolana detém participações na petrolífera Galp, no BPI e na NOS, além de estar presente no banco privado angolano (BIC), com sede em Lisboa. No mês passado, Isabel dos Santos lançou uma OPA de 1,2 mil milhões de euros 

Mas não é só Isabel dos Santos que se destaca nos investimentos em Portugal. Continuando no círculo fechado do poder presidencial angolano, sobressaem o general Manuel Hélder Vieira Dias, chefe da Casa Militar, com investimento no setor imobiliário, e ainda o atual vice-presidente da República e ex-CEO de Sonangol, Manuel Vicente, a quem se atribui uma forte ligação a empresas energéticas portuguesas. Também o empresário António Mosquito marca presença na Controlinveste (DN, JN, Dinheiro Vivo, TSF, entre outros órgãos de comunicação).

NOTICIA HÁ DOIS ANOS  - "Com o desemprego a aumentar e com os salários a recuar, consequências da crise financeira, para muitos o suicídio é a única saída possívelCrise leva a mais de 10 mil suicídios na Europa e nos EUUnião Europeia tem 26,5 milhões de desempregados . ....Crise financeira faz disparar taxas de suicídio - 

 A ideologia liberal não produz riqueza mas desigualdades  - O liberal não é sinónimo de liberdade mas de posse: em que, uns poucos, se aproveitam do trabalho de milhares.   
Só leis antissociais: aprovação da lei dos despejos, que lançou para as ruas da amargura milhares de famílias, Arrendamento: chegou o "despejo na hora" : chumbo   aos apoios a crianças deficientes, PSD e CDS "chumbam" apoios a crianças deficientes - Chumbo à suspensão  de penhoras de casas por dívidas fiscais. Maioria chumba suspensão de penhoras de casas pelo Fisco

Um país mais pobre e mais endividado. E o Estado defraudado do seu melhor património – Isto porque, a ideologia neoliberal, que está implantada nos governo de Portugal e na Europa, não visa o bem comum mas a apologia do  individualismo egoísta e hedonista, o  favorecimento do capitalismo selvagem – Não há um sentido, nem patriótico nem social, mas apátrida, ferozmente egoísta e especulativo

O MUNDO PRECISA DE MUDAR - E VAI MUDAR: OS ARREBENTAS AINDA SE VÃO LIXAR

  A Classe média, em Portugal, está em vias de extinção: os ricos cada vez são mais ricos. Mas o panorama é mundial . Depois da queda da chamada cortina de ferro, que dividia o mundo em dois blocos, deixou de haver qualquer cortina: a única existente é a que esmaga milhões de seres humanos, com salários de miséria, transformando-os em bestas de carga, com a possibilidade dos patrões os despedirem em qualquer altura. Mas a situação agravou-se ainda mais a partir do momento em que a invasão amarela se espalhou por todos os continentes, enxameando os países com as suas lojas, comprando as empresas mais lucrativas, que é o que está acontecendo em Portugal, ao mesmo tempo  outras  se deslocam para  o oriente, China e Índia, com o fito de se aproveitarem da mão de obra escrava 

E o resultado está à vista: em vez de serem os governos indianos e chineses a nivelarem os salários (e direitos laborais) com a  Europa (ou mesmo com  a América), sucede justamente o contrário. E,  com baixos salários  ou não havendo empregos, não há poder de compra - Este um dos aspectos da crise . O capitalismo, em vez de se humanizar, no afã de se tornar mais competitivo, associa-se a agressivos grupos económicos, empresariais e financeiros, absorvendo empresa sobre empresas, como a gula insaciável dos crocodilos  ou dos  ruminantes.

Os administradores, presidentes e, directores,  seguem pela mesma escola, fazem a mesma coisa: não se contentam com um tacho,  têm que meter o garfo em dezenas ou centenas - Em muitos dos quais apenas para lá irem buscar a milionária  mesada. -  Por este andar, com o capitalismo ao ataque em todo o mundo, com a  Europa nas mãos dos neoliberais e a maior parte dos países a exigirem na ONU que a Internet possa ser censurada por acção directa dos governos locais, há mesmo necessidade imperiosa do mundo dar uma cambalhota ou uma reviravolta - Assim o espero: - O ano que aí vem, vai ser   um ano de grandes complicações sociais: mais desemprego mas também vai dar grandes desgostos  chatices aos governantes(e aos grande patrões) que pensam que têm o mundo nas mãos - Vai-lhes sair o tiro pela colatra - Muitos deles, para defenderem o pelo,  ainda se hão-de esconder como os ratos nos buracos.


POR QUE RAZÃO  OS NOSSOS GOVERNANTES NÃO CONFIAM  NOS PORTUGUESES (QUE OS ELEGERAM) E ENTREGAM AS MELHORES EMPRESAS AOS ESTRANGEIROS?- 


Que interesses estiveram  por detrás dessas privatizações?... Sabendo que são empresas lucrativas, que, em vez de favorecerem, meia dúzia de capitalistas, poderiam servir os interesses do Estado e da  comunidade - E, mais delas, vendidas sabe-se lá como.O nacional-nazismo defendia um Estado Forte, o apátrida Liberalismo selvagem, quer um Estado Magro, sem gorduras,  unicamente para cobrir as falcatruas dos privados, tipo BPN ou BANIF

  
A RESTAURAÇÃO DA BAIXA LISBOETA ESTÁ NAS MÃOS DE PAQUISTANESES, CHINESES  E DE UMA CEITA RELIGIOSA BRASILEIRA – QUE DETÊM 64 RESTAURANTES –   Se prefere sabores da nossa terra, um cozido à portuguesa ou um prato no género, não procure restaurantes no Rossio, Portas de Santo Antão e Rua Augusta - Está praticamente tudo tomado por outros gostos e outros interesses

Depois das lojas do comércio (para já não falar da EDP, REN e por aí adiante) os chineses, indianos, paquistaneses espalharam lojas de fruta por toda a cidade de Lisboa - E certamente o mesmo estará acontecer no Porto e noutras cidades. Se o português quiser estabelecer-se, debate-se com mil dificuldades. Não lhe resta outra solução que ficar no desemprego ou arrumador de carros.Se quiser emigrar para Angola, tem de fazer sociedade tipo cambalacho, com mafiosos locais,  à semelhança do que sucede na Rússia; de outro modo não se safa. E, aqui, em Portugal, é capaz de haver esquemas semelhantes (com mafiosos no poder local ou central) para privilegiar  negócios estrangeiros. Instalam-se por todo o lado e vão deixando os mercados tradicionais às moscas. O Mercado de Arróios é um dos exemplos. As rendas são caras, e, então, agora com as  lojas de fruta de chineses e indianos à volta, cada vez o mercado vai ficando mais deserto e a vida mais dificil às pequenas bancas. Muitas dessas lojas ou fecham às oito da noite ou estão mesmo abertas até à meia-noite. Operam quase ao estilo de mine-mercados ou de tabernas: pois vendem de tudo. Até bebidas.Criando, muitas vezes, junto da vizinhança, mau ambiente. 



Portugal sem rumo e sem norte -

Pobreza. Três milhões vivem com menos de 500 euros/m

Enquanto o comércio chinês prospera, as lojas dos portugueses são encerradas - Paquistaneses, chineses, indianos, além de controlarem o comércio retalhista, também são donos das lojas de fruta - Importada de Espanha, através de redes que fogem ao fisco - Não há rua que não esteja dominadas por estas lojas - Não há qualquer tipo de protecção - O Mercado Municipal de Arroios, em Lisboa, está em vias de extinção. À volta do recinto foram instaladas lojas que funcionam durante todos os dias da semana e, algumas, das nove da manhã até à meia-noite - O presidente da Câmara Municipal de Lisboa, António Costa, ele que chegou a ter a  ideia de remeter o comércio chinês para uma zona específica, parece ter fechado os olhos e vergado-se aos interesses estrangeiros.

Os tradicionais  quiosques de jornais e revistas, que gozavam de alguma protecção, que eram concedidos a associações de reformados, foram igualmente despachados para indianos e paquistanês Pelo vistos, há quem no município de Lisboa esteja a encher os bolsos - A corrupção generaliza-se - Recentemente, Militares da GNR pagos pela Máfia chinesa» -foram detidos por estarem implicados nessa tipo de candoga  - Mas esta é apenas a ponta de um imenso polvo, que diariamente se estende e para o qual parece não há ver solução - Apanhados por mero acaso. Não porque houvesse qualquer tipo de diligências  nesse sentidoEscutas e colegas tramam esquema de corrupção de quatro GNR

- Chinês vende na loja (enche os bolsos) e português que não tem dinheiro fica a ver à porta

Bem podia haver fiscais para tanta quinquilharia e lojas - Não há vila em Portugal em que os chineses não se tenham instalado - Pegaram num mapa e a máfia fez o resto - a distribuição. Agora a moda é a da fruta. Qualquer dia passam a outra. Começaram com o pano estendido na rua, agora são donos da empresa mais lucrativa em Portugal -Chineses compram21,3% da EDP -

CONSTA-SE QUE A MAIOR PARTE DOS PRODUTOS CHINESES NÃO PASSA PELAS ALFANDEGAS PORTUGUESAS - VÊM DE ESPANHA E, PORVENTURA, ATRAVÉS DE OUTRAS REDES OU ENTRADAS ILEGAIS -  NÃO ENTRAM NA BALANÇA COMERCIAL - É ILUSÓRIA A IDEIA DE QUE A CHINA NOS COMPRA MAIS DE QUE NOS VENDE.China Défice da balança comercial atingiu os 24 mil ME


Mesmo que o chineses queiram disfarçar, comprando vinho português ou outros produtos, nada se poderá comparar à destruição e aos malefícios que já provocaram e continuam a provocar no nosso comércio e na nossa indústria  - Então, agora, que tomaram conta da EDP, REN  e avançam para a banca e outras grandes empresas, ainda vai ser pior - De notar, que estamos a falar de uma das mais ferozes ditaduras mundiais da actualidade - Só que, para o capitalismo, os direitos humanos, nada contam, quando se sobrepõem  os interesses das grandes multinacionais, que, em troca, vendem aos chineses, alta tecnologia - Mas até ver... Até à altura deles a copiarem e fabricarem - O que, aliás, sem os menor escrúpulos, já estão fazendo.

"(...)a entrada de China no nosso país pode ser preocupante. Vejamos o que aconteceu ao comércio local em Portugal. Ao longo dos tempos temos assistido a encerramentos e mais encerramentos, muito devido às grandes superfícies comerciais, mas também devido à abertura em massa de lojas de comércio chinesas. A possibilidade que os chineses têm de colocar produtos no nosso território e comercializá-lo a preços muito mais inferiores em relação aos das lojas portuguesas, contribuiu em certa parte para a ruína do comércio local e tradicional português"In O investimento chinês em Portugal -


 Mendigos estrangeiros ou vão à carteira no Metro ou despejam os contentores para se defenderem.

A MÃO-DE-OBRA E O INVESTIMENTO ESTRANGEIROS DEVEM SER BEM ACOLHIDOS, MAS O QUE SE PONHA ALGUMA ORDEM NO COMÉRCIO ORIENTADO POR REDES QUE PARECEM OPERAR APENAS ORIENTADAS  PELA GANÂNCIA E OPORTUNISMO, DESTROÇANDO A CONCORRÊNCIA LEAL   - Havendo mesmo suspeições que a fuga ao fisco faz parte do esquema

Nenhum comentário: