expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

sábado, 10 de junho de 2017

“Meios portugueses unem esforços contra Google e Facebook” Expresso - Pirataria on line encartada ao ataque - Lobos da media portuguesa pelo controlo do mercado publicitário e da vida privada dos utilizadores – Através de uma das suas os, disfarçado de “socialista”. mais aguerridos alavancas do liberalismo selvagem – Um tal ilustre Luis Nazaré, que se banqueteia em variadíssimos e luxuosos tachos







Há muito é conhecido o apetite voraz dos patrões dos media, em Portugal:- a enorme sofreguidão pelo controlo do mercado publicitário e da liberdade de expressão, deferindo os mais ferozes ataques às redes sociais por verem o seu império, cada vez mais fragilizado e desacreditado  - Pelos vistos, agora a farpa é sob o rótulo de "Nónio": uma plataforma que permite aos grupos de media, através de um registo único dos utilizadores para todos os sites dos principais meios de comunicação portugueses, agregar e tipificar comportamentos, tendências e hábitos dos consumidores durante a sua navegação nos meios aderentes. Com essa informação reunida numa base de dados única — que será gerida e partilhada entre todos os grupos — os media podem então desenhar soluções comerciais e editoriais que melhor se adeqúem ao perfil único de cada leitor (e potencial consumidor).
Anos 80 - Antes de ser dono do Império SIC 
Veja-se até onde vai a desfaçatez da gorilada mediática -  já não lhe basta  serem donos e senhores absolutos das televisões  e da imprensa on line e escrita, ainda por cima querem controlar a vida privada dos utilizadores da Internet, que, aliás, à escala global, já é mais de que controlada para lhe injetarem as suas milionárias carradas de publicidade

Diz um dos escribas do Expresso, que o projeto português apresentado em congresso mundial de imprensa como 'case-study' quer combater domínio de Google e Facebook no mercado publicitário

Chama-se "Nónio", está a ser desenvolvido pelos principais grupos de media portugueses e tem um propósito definido sem rodeios. “O objetivo primeiro é aumentar a quota no mercado digital.” Quem o assume é Luís Nazaré, diretor-executivo da Plataforma de Meios Privados, na véspera de subir, esta sexta-feira, ao palco do Congresso da Associação Mundial de Imprensa:

NATURALMENTE QUE SOB A BATUTA DO GRANDE PATRÃO DOS PATRÕES DAS TELEVISÕES

Projeto português apresentado em congresso mundial de imprensa como 'case-study' quer combater domínio de Google e Facebook no mercado publicitário - Que pode apontar caminhos para aumentar receitas e dar nova luz ao cada vez mais incerto futuro da comunicação social. http://expresso.sapo.pt/dossies/diario/2017-06-09-Meios-portugueses-unem-esforcos-contra-Google-e-Facebook

 Promovam uma comunicação social mais voltada para o bem coletivo e não para as minorias das grades empresas capitalistas, onde vão sacar as gordas receitas dos anúncios  e vão ver que deixarão de correr os riscos que receiam


O HOMEM QUE  saca 4,7 milhões ao Estado -NÃO TOLERA OUTRA LIBERDADE DE EXPRESSÃO QUE NÃO SEJA A SUA - O papel da Internet e das redes sociais na configuração do espaço público foi hoje questionado num debate em Coimbra, tendo o empresário Pinto Balsemão admitido a necessidade de limitar o que for “desinformação”.

Francisco Pinto Balsemão, presidente da SIC, disse que na Internet, incluindo nas redes sociais, nos anos mais recentes, são veiculadas informações com importância noticiosa, mas referiu que, “misturado com isto tudo, há rumores que nunca são confirmados. Pinto Balsemão admite que será necessário "limitar ... -



FRANCISCO PINTO BALSEMÃO, O mesmo senhor, que, em 1971, entre outras teorizações censórias, enunciava os diversos modos de dominar o sistema jornalístico - Tais como: (...)“nacionalizar”, a imprensa; manter a censura prévia; compra de empresas jornalísticas pelo Governo; pressões sobre tipografia, distribuidores e anunciantes; compelir à venda ou à paragem de publicações; aplicação de sanções; inserção de publicidade estatal apenas nos órgãos de comunicação social favoráveis ao Governo; subvenções reservadas aos meios favoráveis ao Governo, entre outras Balsemão, Francisco (1971) - Teoria do Jornalismo



QUE DIZER DE QUEM: UMAS VEZES DIZ QUE A comunicação social profissional é rigorosa ...OUTRAS, AFIRMA QUE grande parte das notícias "são rumores..

 ALÉM DE GRANDE SENHOR DO IMPÉRIO SIC  - É TAMBÉM O MAIS DESTACADO MEMBRO PORTUGUÊS DO CLUBE DE BILDERBERG, DESDE DE 1988 - O "patrão" da SIC sucedeu a Sá Carneiro na liderança do Governo da AD, em 1981, sem recurso a eleições antecipadas, por decisão de Ramalho Eanes, então Presidente da República."-publico pt - Balsemão nunca foi sufragado mas parece dispor da faculdade de sufragar (escolher) as personalidades portuguesas mais influentes no mundo empresarial, académico, mediático ou político, que poderão participar nos encontros secretos do Clube de Bilderberg, de carácter extremamente elitista e restrito, que anualmente decorrem nos melhores hotéis do mundo Todos os portugueses de Bilderberg

PINTO BALSEMÃO  O Bom Patrão. QUE (segundo informação veiculada na Internet) DESPEDIU O JORNALISTA QUE DENUNCIOU O ESCÂNDALO DO BPN/OLIVEIRA E COSTA

.
Se obtive algum êxito como empresário, foi pelo facto de me sentir acima de tudo jornalista”
Balsemão beneficiou injustamente da imagem do “bom patrão”, do empresário que respeitava o critério jornalístico e que não se imiscuía nos nos conteúdos dos órgãos de que era proprietário e administrador. Uma mentira alimentada pelo próprio, ainda hoje, quando se autoproclama “jornalista” - IN O Bom Patrão.   




PUBLICIDADE A MOLA REAL DA POLITICA LIBERALPSD: Menezes promete retirar publicidade da RTP se ganhar eleições ; PSD prevê privatizar um dos canais da RTPs Balsemão classificou um monstro que não cumpre o serviço público 

DIZ BALSEMÃO QUE O PCP e o Bloco de Esquerda não são tolerantes, E QUESTIONA-SE se os partidos estão no caminho da intolerância AS VARIANTES DO DEPUTADO DA ALA LIBERAL MARCELISTA (QUE CHEGOU A DEFENDER A CENSURA PRÉVIA E O REFORÇO DAS EMPRESAS PÚBLICAS PELO GOVERNO), AO EMPRESÁRIO E POLÍTICO: - Contra excesso de intervenção do Estado, TENDO-SE JÁ MANIFESTADO INTERESSADO em comprar a Antena 3. .. E CONSIDERA QUE O ACTUAL SERVIÇO DARTP é um monstro que não cumpre o serviço público


Nenhum comentário: