expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

segunda-feira, 17 de julho de 2017

SUBSIDIOS VÃO INCENDIAR O PAIS - Espanha limpa as florestas, Portugal cultiva o mato - Incêndios – Pedrogão Grande, Alijó, Oleiros, Mangualde e por aí adiante – A devastação incendiária vai continuar porque há subsídios na mira para sacar e a industria dos incêndios para alimentar - Um pais arder porque ninguém quer limpar o mato à volta das casas, imersas por arvoredo e capinzal, nem as bermas das estradas e proprietários, absentistas, esperam que seja o Estado a encher-lhes os cofres – Os madeireiros, que empregam mão-de-obra precária e mal paga, agora falam em postos de trabalho que não promovem

Jorge Trabulo Marques - Jornalista - Informação e análise
ESTA É UMA DAS IMAGENS AÉREAS -NUM RECENTE  VOO IBÉRIA - LISBOA MADRID




Espanha - Exemplo a seguir 
ELITES RUINS E O POVO PASMADO POR FALTA DE LIDERANÇAS SÉRIAS E RESPONSÁVEIS  -  O que esperam os donos das casas que nem sequer limpam o mato em redor das suas casas? – Que sejam os bombeiros a ocuparem-se dessa elementar obrigação?.... Basta transpor a fronteira de Portugal para Espanha, ou vice-versa, por via área ou terrestre, para constatar que o dito jardim à beira-mar plantado, dominado pelo caciquismo parasita, tem mais semelhanças com a negligência dos países africanos ou do terceiro mundo, que com o resto da Europa  - Descendentes de selvagens  pastores de Viriato,  que os romanos se viram gregos para domesticar, tendência agravada mais tarde com a expansão colonial, assim parece persistir a mentalidade ancestral dos chamados lusitanos. 

grande parte de Portugal é um um enorme matagal

 PIOR A EMENDA QUE O SONETO - VAI HAVER MUITOS FOGOS PARA SE CANDIDATAREM AOS SUBSÍDIOS  E CHAMUSCAREM O GOVERNO

16/06/2015 Portugal é o 5.º mais corrupto entre 38 países Inquérito sobre fraude e corrupção em 38 países coloca Portugal na 5.ª posição dos mais corruptos, a seguir à Croácia, Quénia, Eslovénia e Sérvia, e depois da Índia e Ucrânia. Portugal é o 5.º mais corrupto entre 38 países - Diário de Notícias  03/12/2013 -Corrupção em Portugal é "dramática" e está ligada à política 03/12/2013 - Corrupção continua a ser um dos principais problemas em Portugal16/11/2016 





UM PAIS DOMINADO POR  CHULOS E DE CORRUPTOS - Sinto orgulho por ser português, por um pequeno país  ter navegado pelos sete mares em frágeis caravelas, mas  ao  mesmo tempo nutrindo como que um misto de sentimento amargo e de revolta por ver que a nossa burguesia, a dita elite  económica, continua a ser dada mais às almoçaradas e jantaradas (assim já era nos famosos banquetes anteriores à instauração  da República) a curtir o  faduncho  e as bárbaras touradas,  sim, persistindo em governar-se através dos cordelinhos e expedientes do parasitismo e da chulice, em comer à custa da gamela do Estado, de que, afinal, ela  se revela o seu maior inimigo, de que propriamente em gerar riqueza e saber distribui-la.


Vão ver, como vamos assistir através dos telejornais, ao corrupio  da pedinchice dos subsídios do Estado e da CEE para depois, além de queimados, ainda   ficarmos mais depenados: como se o dinheiro não viesse  dos impostos dos contribuintes - Nomeadamente da classe media, já que, o tecido empresarial, sejam medias ou  grandes empresas, sabem muito bem como furtarem-se ao fisco

Espanha
ESPANHA HÁ MUITO DEFENDEU  A PRESERVAÇÃO FLORESTAL - Política Florestal na Espanha desenvolve através de um programa florestal, conforme definido no Painel Intergovernamental sobre Florestas das Nações Unidas em 1997, tendo os principais objectivos contribuir para o desenvolvimento rural da silvicultura manter e melhorar o estado de conservação as montanhas e seu potencial económico.

Para determinar o grau de cumprimento das metas existentes no programa silvicultura e planejando uma série de relatórios nacionais e internacionais disponíveis no monitoramento seção são usados. Política Forestal en España - Planificación forestal - Política forestal .... Agentes Forestales y Medioambientales de España - APAF-Madrid

A GRANDE DEVASTAÇÃO AINDA MAL COMEÇOU 

Com as profundas alterações climatéricas, devido às agressões da poluição, pelos países asiáticos, e ainda para mais com eleições à porta, tudo se conjuga para que a devastação incendiária seja galopante: até porque, cortar as árvores dá muito trabalho, pelo que, nestas coisas, a criminosa indústria incendiária ou através de mentes perversas, está sempre a salvo, menos as vidas que são apanhadas pelas labaredas


Com as profundas alterações climatéricas, devido às agressões da poluição, pelos países asiáticos, e ainda para mais com eleições à porta, tudo se conjuga para que a devastação incendiária seja galopante: até porque, cortar as árvores dá muito trabalho, pelo que, nestas coisas, a criminosa indústria incendiária ou através de mentes perversas, está sempre a salvo, menos as vidas que são apanhadas pelas labaredas




Infelizmente,este é panorama que vem sucedendo, desde há vários anos a esta parte, cabendo depois o perigosos fardo  aos corajosos voluntários  de exporem as suas vidas  no combate aos  fantasmagóricos sinistros 





Porém, estes abnegados e generosos espíritos, nem sempre contam com os justos apoios – E muitas das pessoas e entidades, só  se lembram deles quando as zonas que habitam são ameaçadas pelas chamas , os vêm a enfrentar as labaredas ou quando  são solicitados a prestarem os socorros de urgência. 

OFERECERAM-SE  MILHÕES À BANCA USURÁRIA - TODAVIA, ESQUECEM-SE AS CORPORAÇÕES DOS BOMBEIROS - 



De facto, Portugal,  está arder em variadíssimos pontos de Norte Sul -  As profundas alterações climáticas, com a China e a Índia a poluir drasticamente a atmosfera para exportarem toda a gama de  quinquilharias para o ocidente, por via do liberalismo selvagem que permite que as fábricas europeias sejam instaladas onde  não se respeitam nem os mais elementares direitos humanos nem as mais básicas normas ambientais - Para depois nos invadirem com o seu comércio e esmagarem  o comércio local e destroçarem o meio ambiente.

'Apocalipse' na China: poluição coloca meio bilhão de pessoas em alerta vermelho


21 dezembro 2016  -Quase meio bilhão de pessoas estão vivendo sob uma densa poluição no norte da China desde o final de semana passada, o que levou autoridades a colocarem 21 cidades e a capital, Pequim, em alerta vermelho. http://www.bbc.com/portuguese/internacional-38393259


"As elites de Portugal são elites estrangeiradas e que se comportam em Portugal quase como elites coloniais"  (..) são famílias que vieram instalar-se em Portugal. A primeira grande leva que ainda hoje domina a economia portuguesa, veio no tempo do Marquês de Pombal, que quis desenvolver a indústria em Portugal, porque não encontrou no nosso país, as pessoas capazes de dirigir estas empresas. E então teve de recorrer a estrangeiros para virem implantar a indústria. Mas depois houve uma segunda leva” – Diz Fonseca de Almeida -   autor do livro “As Elites de Portugal -  Inadaptação, Crise e Desafios - reconhece que estas “

Eu diria que não existem elites portuguesas; quanto muito, eu diria que há contra elites portuguesas. As pessoas que procuram ascender à liderança do País, com esforço, com trabalho, com dedicação mas estão afastadas do poder.




“Para grande parte da elite portuguesa a situação afigura-se como um beco em que a única saída é voltando para trás, retornando ao modelo social onde os salários possam competir com os da China, onde os custos do trabalho não sejam onerados por encargos sociais, em que a saúde, o ensino e as reformas passem para a esfera privada, onde os impostos recaiam de facto et de jure somente sobre os trabalhadores por conta de outrém, em que o papel do Estado se limite ao apoio financeiro às suas empresas e actividades e a União Europeia accione clausulas de salvaguarda protegendo os mercados de fr1desejáveis invasões bárbaras. Em suma o regresso a um passado em que medraram e prosperaram. Esta via é, contudo, impraticável, na medida em que a nossa dependência de uma zona geográfica e económica em unificação, e embalada noutra direcção, o impede.

Outros timidamente advogam a renúncia à identidade construída ao longo de séculos e uma integração sem demoras no Reino vizinho. Nada poderia confirmar melhor esta ausência de rumo.

O POVO CONTINUA MERGULHADO NO EXPEDIENTE DO CHICO ESPERTO  E DA ILETRÍCIA  PELA CONTRA-CULTURA  TELENOVESCA - DO SENSACIONALISMO E DA ENCENAÇÃO 
 
Foi sempre povo a lutar por Portugal “mesmo quando elites nos falharam", disse  Marcelo Rebelo de Sousa, nas comemorações do 10 de Junho de 2016, palavras que se enquadram na denúncia desta obra, que, aliás, conhece, visto ter estado presente, numa sessão de autógrafos do autor, na Feira do Livro, Braga - O Presidente da República, afirmou que  foi o povo, a arraia miúda, quem nos momentos de crise, soube compreender os sacrifícios e privações em favor de um futuro mais digno e mais justo. O povo, sempre o povo, a lutar por Portugal. Mesmo quando algumas elites - ou melhor, as que como tal se julgavam - nos falharam, em troca de prebendas vantajosas, de títulos pomposos, meros ouropéis luzidios, de autocontemplações deslumbradas ou simplesmente tiveram medo de ver a realidade e de decidir com visão e sem preconceitos”. EXPRESSO Marcelo no 10 de junho: Foi sempre povo a lutar por Portugal “mesmo quando elites nos falharam”


 É  ainda o autor da obra, As Elites de Portugal - Inadaptação, Crise e Desafios . a frisar que, "nos momentos dramáticos, em que o futuro de um povo se joga e se determina por muitas décadas, sempre que se assistiu a uma renovação de elites, a uma viragem de perspectiva procurando o seu próprio caminho (casos de 1385, 1640, 1975), a sociedade progrediu e colectivamente afumou-se, pelo contrário quando os interesses instalados e as velhas elites se consolidaram o país murchou e definhou, atrasando-se profundamente.

Hoje a questão que se coloca é a de saber se as actuais elites que nos dirigem, empregam e governam estão em condições de desatar o nó górdio e com a sua acção resoluta de liderança nos domínios político, económico, científico e ético, conduzir a sociedade na senda do progresso.

A tese que se apresenta, defende e demonstra é a de que as actuais elites, com o seu egoísmo, a sua aversão ao risco e à inovação, a sua ignorância, a sua incompetência e imobilismo, o seu conservadorismo, a sua origem estrangeirada, a sua reduzida dimensão e ausência de mecanismo de renovação, não estão à altura dos desafios e que o seu apego às rédeas do comando apenas nos pode levar pelo caminho inclinado do declínio e da decadência rumo a um crepúsculo triste e amargurado”



AS GIGANTESCAS FRAUDES DOS FUNDOS EUROPEUS - Portugal recebeu milhões de subsídios da CEE e foram desviados para o absentismo crónico parasitário - Entre 1986 e 2011, Portugal recebeu 80,9 mil milhões de euros em fundos estruturais e de coesão, o que corresponde a nove milhões de euros por dia injetados por Bruxelas no País

O antigo secretário de Estado dos Assuntos Europeus e ex-eurodeputado, Carlos Costa Neves, considera que a "execução nacional contribuiu para o desenvolvimento de Portugal, mas há que reconhecer alguns erros cometidos, nomeadamente na aposta excessiva em infraestruturas, principalmente as rodoviárias". O atual coordenador do grupo parlamentar do PSD para os assuntos europeus diz que ao nível de aproveitamento dos fundos "nem sempre foram definidas as melhores prioridades, houve um investimento não reprodutivo, muitas vezes porque era preciso cumprir prazos ou, pior: ir ao encontro de expectativas eleitorais." Portugal recebeu 9 milhões por dia em fundos comunitários


Costa portuguesa invadida de mato 

Tarde demais - 23/05/2017 O Ministério Público está a realizar buscas devido à investigação relativa a fraudes com a obtenção de subsídios, que envolvem vários milhões de euros de investimento em subsídios atribuídos por um fundo comunitário e pelo orçamento nacional. Segundo a informação publicada no site do Ministério Público estão a ser realizadas cinco dezenas de buscas a empresas, domicílios, e dois escritórios de advogados, “no âmbito de um inquérito dirigido pelo Ministério Público e em investigação no Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP)”. PJ faz buscas por fraude de milhões em subsídios - Dinheiro Vivo

Limpeza de florestas é dispendiosa e não há fiscalização 9 DE AGOSTO DE 2013 - 07:57 A falta de limpezas das florestas tem sido apontada como uma das principais causas dos incêndios de Verão. A TSF foi saber quanto custa esse trabalho e verificou que não há fiscalização.




 Não há quem obrigue os proprietários a limpar as matas e basta que alguém não limpe a floresta para haver perigo. Falta em prevenção, reconhece Miguel Gomes, um madeireiro que aponta outro problema: o que fazer aos sobrantes que resultam da limpeza das matas.

Certo é que a floresta dá dinheiro desde que esteja limpa, como fez Joaquim Santos que de uma parcela de pouco mais de 500 metros quadrados tirou um milhar de euros de rendimento. Limpeza de florestas é dispendiosa e não há fiscalização - TSF





9/08/2013  ILHA DA MADEIRA PARECE TER APRENDIDO A LIÇAO - O Governo Regional já procedeu à limpeza de 148 hectares de terrenos florestais no Funchal, o equivalente à área aproximada de 148 campos de futebol. A informação foi avançada esta manhã pela secretária regional do Ambiente e Recursos Naturais, Susana Prada, numa acção de acompanhamento dos trabalhos de limpeza em curso no sítio da Estrela, em Santo António. Governo Regional já limpou área florestal equivalente a 148 campos ...






 Há 4 dias  - Planos de limpeza de matas estão a reduzir fogos florestais no Algarve

10/07/2016  Nos 16 concelhos do Algarve, em complemento ao Dispositivo de Combate a Incêndios Florestais (DECIF), as câmaras municipais adoptaram planos especiais de prevenção em conjunto com o exército, GNR e associações florestais e de caçadores. Planos de limpeza de matas estão a reduzir fogos florestais no ...

10/07/2016 Jornal liberal espanhol, embora.  com dente afiado na politica, de permeio, para entalar o governo,  – porque afeto aos grandes interesses monopolistas - não deixou porém de dizer algumas verdades, quer na prevenção quer no combate aos incididos  - Tendo referido que "A tragédia de Pedrógão Grande está a pôr em causa o dispositivo português de combate aos incêndios, e de Espanha chegam críticas arrasadoras. Fala-se em “inoperância” e numa “preocupante ausência de meios”, considerando-se que Portugal “não está preparado para fazer frente ao fogo”.

20/06/2017Num artigo intitulado “A inoperância de Portugalna luta contra os incêndios”, estas críticas espanholas surgem no jornal El Mundo que nota que “não é aceitável que, em pleno Século XXI, num país da União Europeia, um incêndio florestal origine um número de vítimas mortais tão elevado” https://zap.aeiou.pt/espanhois-arrasam-capacidade-portugal-no-combate-aos-incendios-163630

INCÊNDIOS  - ÚLTIMAS - POR VIA DO CÚMULO DA INCÚRIA  E DA NEGLIGÊNCIA A


Incêndios: A25 cortada entre Chãs de Tavares e Fornos de Algodres - A auto-estrada 25 (A25) foi nesta segunda-feira cortada entre a freguesia de Chãs de Tavares, no concelho de Mangualde (distrito de Viseu) e Fornos de Algodres (Guarda), devido a incêndios florestais, informou a Guarda Nacional Republicana (GNR). https://www.publico.pt/2017/07/17/sociedade/noticia/incendios-a25-cortada-entre-chas-de-tavares-e-fornos-de-algodres-1779446

ALGUMA VEZ SE OBRIGOU A PROCEDER À LIMPEZA DAS MATAS? - Incêndios. Câmara de Alijó vai declarar Estado de Emergência Municipal - É um pedido de socorro para todo o país", disse o presidente da Câmara de AlijóO presidente da Câmara de Alijó, Carlos Magalhães, afirmou estar a preparar-se para declarar Estado de Emergência Municipal, referindo que o incêndio que lavra desde a madrugada de domingo está incontrolado. http://www.dn.pt/sociedade/interior/incendios-presidente-da-camara-de-alijo-vai-declarar-estado-de-emergencia-municipal-8643638.html
Incêndios: A25 cortada e Plano de Emergência Municipal ativado em Mangualde http://expresso.sapo.pt/sociedade/2017-07-17-Incendios-A25-cortada-e-Plano-de-Emergencia-Municipal-ativado-em-Mangualde


EM TEMPOS DE ELEIÇÕES DÁ JEITO AOS CONTROLADORES E DONOS DA OPINIÃO PÚBLICA SOB   A ALÇADA DOS AMIGOS DO GRANDE CAPITAL  -  Pedrogão Grande em vídeo 360
Ao fim de um mês, ainda há raízes em combustão sob a terra de Pedrogão Grande. As cinzas pintam a maioria do concelho e as casas ardidas preenchem a paisagem.É como se estivesse nos sítios: sentado em máquinas destruídas ou no que sobra de uma cama num quarto onde só já moram escombros, entre numa cozinha onde ficou um fogão agora inútil e uma salamandra onde o fogo era útil. Ou suba ao terraço de uma casa para ver a destruição envolvente. Viaje ao local onde o incêndio terá começado. Há terra queimada de um lado e um riacho verdejante do outro https://www.rtp.pt/noticias/reportagem/pedrogao-grande-em-video-360_n1014809

CARNAVAL MEDIÁTICO DA TIRANIA DA COMUNICAÇÃO SOCIAL DOS LOBOS   -
A SIC DE BALSEMÃO, NUNCA  FALHA – QUANDO FAZ DIRECTOS  E DESAPARECE O SOM OU AS IMAGENS  “SIC reconstituiu as comunicações durante a tragédia de Pedrógão Grande
As falhas do SIRESP durante a tragédia de Pedrógão Grande continuam por explicar, apesar de terem ficado registadas na fita do tempo da Proteção Civil. A SIC reconstituiu essas comunicações para lhe mostrar como é que os operacionais no terreno foram gerindo a situação nos dois primeiros dias do incêndio e ainda, durante a segunda-feira seguinte. http://sicnoticias.sapo.pt/especiais/tragedia-em-pedrogao-grande/2017-07-17-SIC-reconstituiu-as-comunicacoes-durante-a-tragedia-de-Pedrogao-Grande






Nenhum comentário: