expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

terça-feira, 5 de fevereiro de 2019

GREVE DOS ENFERMEIROS É CRIMINOSA E VISA DESTRUIR O SERVIÇO NACIONAL DE SAÚDE PARA O ATAQUE DA GULA PRIVADA – Querem de volta o tempo dos “Enfermeiros contratados a quatro euros por hora” - “Quem é Ana Rita Cavaco, a bastonária dos Enfermeiros? Justiceira ou incendiária?!” – Fácil de ver - Depois de um Cavaco, uma Cavaca para escavacar a saúde - Onde estava ela quando os enfermeiros foram despedidos com justificação de exigências da “troika”? Com um bom tacho na politica - Onde estava ela quando se declarou que Os grandes investimentos na área da saúde, em Portugal, estão feitos? -

REQUISIÇÃO CIVIL AOS QUE VIRAM AS COSTAS À SAÚDE DOS QUE SOFREM  - BASTONÁRIA DOS ENFERMEIROS  - GRANDE HEROÍNA ÁS DIREITAS "GRANDE HEROÍNA ÁS DIREITAS ""Ana Rita Cavaco" - Não  fosse uma mulher de convicções, não teria chegado a presidente da JSD de Almada, não teria aceitado concorrer na lista do PSD à Junta de Freguesia da Graça (em 2009) nem alinhado com Pedro Rodrigues numa candidatura à distrital de Lisboa do PSD (em 2013)  " Diz elogio liberal - Pormenores mais à frente -


Jorge T Marques - Jornalista - Informação e análise 



PARA AUMENTAR A GESTÃO DO SAQUE AO SNS PELO CACIQUISMO  -3 Setembro 2018  PSD quer mais hospitais geridos por privados – Passos e Portas deram a primeira estocada – As “incendiárias” da Saúde” Anas Ritas do Rio querem dar a estocada final  - Tudo para "aumentar a eficiência do sistema". E admite mais parcerias público-privadas (PPP).O antigo ministro da Saúde Luís Filipe Pereira apresentou  as linhas mestras da "Política de Saúde" que o PSD quer para o país. https://www.dn.pt/poder/interior/psd-quer-mais-hospitais-geridos-por-privados-9841559.html

QUEREM DE VOLTA A GESTÃO PRIVADA  - DEPOIS DE UM CAVACO, AÍ TEMOS UMA CAVACA A ESCAVACAR A SAÚDE   QUEREM DE VOLTA O TEMPO EM QUE OS MILHÕES ERAM DESVIADOS PARA A GULA DOS CACIQUES



As greves promovidas por alguns sectores da saúde não visam nem defender os profissionais da saúde, sejam quais forem eles, mas destruir o Serviço Nacional de Saúde para, os interesses provados, se apoderarem dos hospitais públicos, que nos restam, depois  de grande parte deles ter sido entregue, de mão beijada ao caciquismo das misericórdias, pelo regime de Passos, Relvas e Portas

(ACTUALIZAÇÃO) REAGEM ASSIM PORQUE TÊM AS COSTAS QUENTES: A JUSTIÇA LIBERAL ESTÁ AO SEU LADO  - A bastonária dos enfermeiros, Ana Rita Cavaco, anunciou, esta sexta-feira, que vai ser pedida uma providência cautelar contra a requisição civil dos enfermeiros. O anúncio foi feito durante um protesto de enfermeiros à porta do Hospital de Santa Maria, em Lisboa.

O objetivo da providência é suspender a portaria que decreta a requisição civil dos profissionais de saúde que aderiram à greve nos quatro centros hospitalares onde o governo diz não terem sido os cumpridos os serviços mínimos.https://sol.sapo.pt/artigo/645667/bastonaria-dos-enfermeiros-anuncia-provid-ncia-cautelar-contra-requisicao-civil

PÚBLICO - Serviços mínimos da greve dos enfermeiros não terão sido cumpridos em vários hospitais Alerta é do director clínico do hospital de Santo António e do responsável da Ordem dos Médicos do Norte. A provar-se, poderá fundamentar requisição civil dos enfermeiros. https://www.publico.pt/2019/02/05/sociedade/noticia/servicos-minimos-greve-enfermeiros-nao-terao-cumpridos-hospital-1860861


O Governo aprovou, esta quinta-feira, em Conselho de Ministros, a requisição civil de enfermeiros devido à greve cirúrgica destes profissionais de saúde.
Esta medida "não foi tomada de ânimo leve", declarou a ministra da Saúde, Marta Temido, em conferência de imprensa após a reunião de Conselho de Ministros, acrescentando que terá "efeitos imediatos".A governante sublinhou "o respeito do direito à greve" mas fez "um apelo aos enfermeiros para que compreendam que a forma como o estão a exercer pode ser extremamente gravosa e desequilibrada https://www.jn.pt/nacional/interior/governo-aprova-requisicao-civil-de-enfermeiros-10548259.html

REQUISIÇÃO CIVIL DOS ENFERMEIROS: “OS “INCENDIÁRIOS” DA NOSSA SAÚDE “NÃO VÃO FICAR QUIETOS” Marcelo e a requisição civil para a greve de enfermeiros: “É intolerável que a reação seja a de ‘não cumprimos, não acatamoshttp://radiocomercial.iol.pt/noticias/87254/requisicao-civil-enfermeiros-nao-vao-ficar-quietos


ERA O MÍNIMO QUE SE LHE EXIGIA  - O Presidente da República considera ser “intolerável” que os enfermeiros não respeitem a requisição civil decretada pelo Governo para travar a greve dos enfermeiros. https://jornaleconomico.sapo.pt/noticias/marcelo-e-a-requisicao-civil-para-a-greve-de-enfermeiros-e-intoleravel-que-a-reacao-seja-a-de-nao-cumprimos-nao-acatamos-409100

HAVIA DINHEIRO PARA ENCAIXAR NA GULA PRIVADA – ISTO, PORQUE, DIZIAM OS AMIGOS DO SNS, OS PRINCIPAIS INVESTIMENTOS, JÁ FORAM FEITOS  - Onde estavam as Anas Ritas para exigirem melhores condições aos enfermeiros?

23.05.2012 /Portugal quer fatia de milhões no turismo de saúde europeu

Os grandes investimentos na área da saúde, em Portugal, estão feitos, há valor reconhecido internacionalmente na investigação nacional e há todo o conjunto de fatores atrativos do turismo que dão garantias de êxito à aposta no Turismo de Saúde. Esta é a posição do Health Cluster Portugal (HCP), que obteve o financiamento de 800 mil euros do QREN para o projeto dos próximos dois anos: organizar as entidades da saúde e do turismo para promover o produto e o destino”
Pois claro: “A questão do negócio da saúde “nunca colocará “Portugal quer fatia de milhões no turismo de saúde europeu    ....HCP e AEP lançam projeto para potenciar o turismo de saúde em



AS GREVES PROMOVIDAS POR ALGUNS SECTORES DE SAÚDE NÃO VISAM NEM DEFENDER OS PROFISSIONAIS DE SAÚDE- NEM OS UTENTES - Mas destruir o Serviço Nacional de Saúde  - Só que, depois de estarem nas suas garras, os enfermeiros, depressa passam a tarefeiros e mal pagos - Ou não foi isso que sucedeu no anterior governo?

QUEREM DE VOLTA A GESTÃO PRIVADA  - DEPOIS DE UM CAVACO, AÍ TEMOS UMA CAVACA A ESCAVACAR A SAÚDE   QUEREM DE VOLTA O TEMPO EM QUE OS MILHÕES ERAM DESVIADOS PARA A GULA DOS CACIQUES
As greves promovidas por alguns sectores da saúde não visam nem defender os profissionais da saúde, sejam quais forem eles, mas destruir o Serviço Nacional de Saúde para, os interesses provados, se apoderarem dos hospitais públicos, que nos restam, depois  de grande parte deles ter sido entregue, de mão beijada ao caciquismo das misericórdias, pelo regime de Passos, Relvas e Portas


ERA ASSIM NO GOVERNO DE PASSOS E PORTAS - Enfermeiros contratados a quatro euros por hora 02/07/2012 Os enfermeiros que comecem a trabalhar, a partir desta segunda-feira, nos centros de saúde da região de Lisboa e Vale do Tejo e que tenham sido contratados pelas empresas de prestação de serviços vencedoras do último concurso da Administração Regional de Saúde, vão receber quatro euros por hora, adianta o Diário de Notícias Enfermeiros contratados a quatro euros por hora 

AÍ ESTÃO DE DETENÇA AFIADA COM OS SEUS TESTAS DE FERRO COM AS GREVES CIRURGIAS AFILADAS

Prosseguem as greves selvagens promovidas pelo liberalismo implantado nos hospitais pelo anterior Governo, que, só  com autorização do ministro da Saúde será possível admitir novos profissionais no SNS. Que saneou milhares de funcionários públicos para enxamear a administração pública com os seus bois, que recomendava às pessoas para ficarem em casa e não irem às consultas dos hospitais, que aumentou as taxas da saúde para as igualizar com os hospitais privados por forma a privilegiar a gula privada


QUEREM DE VOLTA ESTE TEMPO? 


10/01/2013 -  “O bastonário da Ordem dos Médicos, José Manuel Silva, denuncia que há clínicos que estão a ser proibidos de prescrever os medicamentos que consideram adequados por causa das novas diretrizes hospitalares introduzidas pelos cortes financeiros. “Há médicos que estão, neste momento, a ser proibidos de prescrever aquilo que acham que devem para os doentes. Isso é, obviamente, inaceitável. Devemos combater as situações de discriminação”, declarou José Manuel Silva na quarta-feira à noite num debate promovido pela Ordem dos Médicos sobre racionamento e racionalização de medicamentos.
O bastonário deu o exemplo da hepatite C, relatando que os novos medicamentos antivirais estão a ser usados de forma diferente consoante os hospitais, havendo algumas unidades que não estão a permitir a sua utilização. https://lifestyle.sapo.pt/saude/noticias-saude/artigos/bastonario-diz-que-ha-medicos-proibidos-de-prescrever-alguns-medicamentos



No Governo da dupla Passos e Portas, privatizaram hospitais, centros de saúde e , muitos dos que não foram na enxurrada, passaram para o domínio do caciquismo das Misericórdias – Quem não tinha cartão da militância foi sacudido e substituído pelos privilegiados do regime, que agora se atiram como caninos danados

 -  BastonárioMédicos podem ser contratados a dois ou três euros/hora -  EM CAUSA A QUALIDADE DA SAÚDE E A DIGNIFICAÇÃO E O PRESTÍGIO DOS SEUS PROFISSIONAIS



PARA OS DE MEMÓRIA CURTA

2012 Governo de Passos Coelho e  Paulo Portas Só com autorização do ministro da Saúde será possível admitir novos profissionais no SNS.

16 de setembro de 2011 Os hospitais empresa (EPE) e os centros de saúde estão proibidos de contratar novos médicos e enfermeiros, seja a título individual ou através de empresas de prestação de serviços. A renovação de contratos também está, de momento, congelada. E só o próprio ministro da Saúde poderá autorizar excepções. Os administradores hospitalares que desrespeitarem a regra serão alvo de sanções e podem mesmo ser despedidos.http://enfmario.blogspot.com/2011/09/hospitais-estao-proibidos-de-contratar.html

DISPENSA DE MEDICAMENTOS AOS DOENTES HEMOFÍLICOS NOS HOSPITAIS.
Terça 16 de Abril de 2013
Associação Portuguesa de Hemofilia (APH) denuncia que “ os hospitais estão a reduzir a dosagem dos medicamentos e a obrigar os doentes a deslocarem-se mais vezes para recolher a medicação”, uma vez que estão a dispensar medicamentos que apenas asseguram a toma para uma semana, ao invés do que sucedia anteriormente, em que a medicação dava para um mês. De acordo com a notícia esta alteração ocorre nos medicamentos para o tratamento profilático da hemofilia.DN

MÁ VONTADE? DE QUEM, CRUELMENTE, ESTÁ-SE  NAS TINTAS PARA O SOFRIMENTO DOS QUE VÃO  AO HOSPITAL E NÃO TÊM CONSULTA POR CULPA DOS QUE  TÊM EMPREGO ASSEGURADO. E AOS QUAIS NUNCA LHES FALTA A MESADA – Mesmo quando pedem dispensa ao trabalho ou fazem greve

Greve dos Enfermeiros: Ordem diz que suspensão de relações "confirma má vontade do Governo"A Ordem dos Enfermeiros considerou esta terça-feira que a suspensão de relações institucionais decidida pelo secretário de Estado da Saúde “confirma a má vontade do Governo” para com estes profissionais.

DIÁLOGO NA ESTACA ZERO – OBVIAMENTE QUE NÃO É POSSÍVEL DIALOGAR COM QUEM FAZ JOGO PRECONCEBIDO E DISFARÇADO


O secretário de Estado Adjunto da Saúde, Francisco Ramos, anunciou hoje que suspendeu relações institucionais com a Ordem dos Enfermeiros na sequência de declarações da bastonária sobre a greve em blocos operatórios.
Em declarações à agência Lusa, a bastonária dos Enfermeiros, Ana Rita Cavaco, disse que a decisão lhe foi comunicada hoje durante uma reunião de trabalho que estava marcada, tendo outros assuntos em agenda, como a substituição de enfermeiros nos serviços. https://24.sapo.pt/atualidade/artigos/greve-dos-enfermeiros-ordem-diz-que-suspensao-de-relacoes-confirma-ma-vontade-do-governo



26/11/2015 O que fez o segundo Governo de Passos? Privatizou a TAP e "deu" milhões às Misericórdias
Em 27 dias, 16 dos quais em gestão, o XX Governo constitucional não teve tempo (e margem) para deixar muitas marcas. O PÚBLICO fez um levantamento das medidas aprovadas por este Governo, destacando-se a polémica conclusão da privatização da TAP e uma série de medidas na área da saúde.

130 milhões de euros para oito Misericórdias até 2020

Há uma medida na área da saúde aprovada pelo último Governo PSD-CDS/PP que se destaca pelo valor. É a autorização para a despesa de mais de 130 milhões de euros, até 2020, para a contratação de consultas e cirurgias a oito Misericórdias do Norte do país. https://www.publico.pt/2015/11/26/politica/noticia/o-que-fez-o-segundo-governo-de-passos-privatizou-a-tap-e-deu-milhoes-as-misericordias-1715687



AUMENTARAM AS TAXAS PARA OS UTENTES OPTAREM PELAS CLÍNICAS E HOSPITAIS PRIVADOS 
-MAS À CUSTA DOS GRANDES DESVIOS DOS DINHEIROS PÚBLICO

 É POR ESSAS E POR OUTRAS, QUE AINDA HÁ MUITO ESFORÇO A FAZER  - 2018  - Portugal está com um atraso de dez anos no investimento em estruturas na saúde

O Governo está agora a fazer “a recuperação do investimento”, segundo o ministro da Saúde, que avisa que isto será feito “num quadro de rigor das contas públicas”.
“Falta-nos muito investimento ainda. Estamos, um pouco por todo o país, finalmente, a ter intervenções nas infra-estruturas e equipamentos. Estamos atrasados dez anos e temos muitos exemplos de como, dez anos depois, nos lamentamos do tempo perdido”, disse Adalberto Campos Fernandes durante uma intervenção na cerimónia de lançamento da estratégia da hospitalização domiciliária.
O ministro entende que o Governo está agora a fazer “a recuperação do investimento”, mas avisa que isso será sempre feito “num quadro de rigor das contas públicas”. https://www.publico.pt/2018/10/03/sociedade/noticia/portugal-esta-com-atraso-de-10-anos-no-investimento-em-estruturas-na-saud-1846178 



A bastonária dos Enfermeiros, conseguiu fazer parar serviços inteiros nos hospitais e para 23 de outubro está marcado o início de uma greve de cinco dias, podendo seguir-se uma paralisação "por tempo indeterminado". De onde vem e para onde quererá ir Ana Rita Cavaco


 Acaso, haverá verdadeiras convicções quando se defendem interesses privados em detrimento dos coletivos? Mas, enfim, estas são as heroínas da escola do oportunismo cavaquista, que se dá ao luxo de lograrem que os seus sejam contemplados por mega-pavilhões a custo zero, através de empréstimos de bancos que depois vão à falência e aqui não houve Varas acusados de crime de influências Confirma-se venda de Pavilhão Atlântico a genro de Cavaco Silva Que privilegiam a construção de hospitais privados e viram as costas aos hospitais públicos:
GRANDE ELOGIO ÀS SUAS  CONVICÇÕES  “ Não fosse uma mulher de convicções, não teria chegado a presidente da JSD de Almada, não teria aceitado concorrer na lista do PSD à Junta de Freguesia da Graça (em 2009) nem alinhado com Pedro Rodrigues numa candidatura à distrital de Lisboa do PSD (em 2013). Não tivesse garra e, na sua ida para o Porto (onde fez um complemento de formação em enfermagem), não teria sido formadora no Sindicato dos Enfermeiros do Norte (o mesmo que, sob a batuta de José Correia Azevedo, tem por estes dias apelado à greve de cinco dias). Na Linha de Saúde 24, criada pela então ministra Maria de Belém, falou tão alto sobre as condições de trabalho que conseguiu lá levar a Comissão Parlamentar de Saúde. E, não tivesse coragem, não se teria aventurado a concorrer a bastonária, em 2011, sem ter os 15 anos de serviço necessários pelos estatutos. Voltou à carga quatro anos depois e ganhou, numa segunda volta, com uma abstenção de 88% e não mais do que 
4 500 votos. http://visao.sapo.pt/actualidade/sociedade/2017-10-07-Justiceira-ou-incendiaria--Quem-e-Ana-Rita-Cavaco-a-bastonaria-dos-Enfermeiros

/12/2018 Bastonária dos enfermeiros."Anjo da Morte" e "incendiária" ou "inconformada" e do "bem"?


Chegou a Bastonária da Ordem dos Enfermeiros há três anos e desde então tem angariado cada vez mais seguidores entre os profissionais que representa. O mesmo não se pode dizer do Governo, utentes e opinião pública. Quem a conhece bem diz que é "determinada" e "essencialmente inconformada", terá como único objetivo combater as injustiças. Também há quem lhe chame "incendiária" e "quezilenta", inclusive no seio do partido no qual é filiada, o PSD.
A greve dos enfermeiros que atinge os blocos operatórios - já foram adiadas seis mil cirurgias - valeu-lhe a alcunha de "Anjo da Morte" nas redes sociais. Ao que Ana Rita Cavaco reagiu citando Roosevelt: "A única coisa que devemos temer é o próprio medo".https://www.dn.pt/poder/interior/bastonaria-dos-enfermeiros-anjo-da-morte-e-incendiaria-ou-inconformada-e-do-bem-10307621.html
 QUEREM DE VOLTA ESSE TEMPO?
Mais de 20 enfermeiros dispensados com justificação de exigências da “troika”  -Vinte e quatro enfermeiros foram dispensados, através de uma mensagem de correio electrónico, de oito centros de saúde de Lisboa. A nota de dispensa refere que a decisão surge na sequência da "sustentabilidade das contas públicas assumidas no memorando com a troika" e que é "um desígnio nacional a que todos devemos atender".

Os enfermeiros trabalhavam na empresa “medicsearch”, que recebeu terça-feira uma carta da Administração Regional de Saúde (ARS) de Lisboa e Vale do Tejo, com a indicação que o contrato com fim a 31 de agosto não seria renovado.

Os enfermeiros foram “surpreendidos pelo despedimento embora soubessem que isso podia acontecer dado estarem numa situação de subcontratação", contou à Lusa o dirigente do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP). "Estavam numa situação de extrema precariedade mas como sabiam que os centros de saúde precisavam muito dos seus serviços para assegurarem determinado programas de saúde não contavam com isto", afirmou Pedro Frias. Lusa-RTP

Lisboa: enfermeiros precários despedidos através de e-mail pelo ARS de Lisboa

Setembro 3, 2011 (…) Tal como afirma o Sindicato dos Enfermeiros, este governo está a concretizar mudanças que vão para além da gestão económica do país, realizando profundas mudanças estruturais e democráticas de legitimidade duvidosa, que ultrapassam largamente o programa político sufragado nas urnas. O governo de Passos Coelho/Paulo Portas, e o anterior de José Sócrates, blindados pelos seus partidos, PSD, CDS e PS, acordaram entre si e com a troika, a protecção total da banca, da finança e das grandes fortuna.
Os sistemas públicos de Segurança-Social, Saúde, Educação, Cultura, Energia, Transportes e Emprego/Direitos Laborais e Sociais, são algumas das principais funções e garantias do Estado.  Estas estão a ser cortadas, roubadas, limitadas, redesenhadas nas margens e limites do século passado, para satisfazer o poder económico, do qual os Governos hoje fazem parte integrante. Não existindo qualquer solução ou resposta fácil para o saque em curso, sabemos que a única resposta possível que pode recuperar os direitos roubados em poucos anos, é a mobilização total, frontal e disponível da maioria dos cidadãos. Dispostos a tudo… cada vez há menos a perder http://www.precarios.net/lisboa-enfermeiros-precarios-despedidos-atraves-de-e-mail-pelo-ars-de-lisboa/

  Há médicos proibidos de prescrever medicamentos  denunciado pelo Bastonário da Ordem dos Médicos -

(imagem de e - k o n o k l a s t a: Ferreira Leite junta-se ao coro dos indignados)

"A antiga líder do PSD Manuela Ferreira Leite entende que os doentes com mais de 70 anos que necessitem de tratamentos de hemodiálise os devem pagar. “Tem sempre direito se pagar”, disse.


E ESTA? DOS QUE ACONSELHAM A NÃO FICAR DOENTES! PAULO MACEDO QUER UM SERVIÇO NACIONAL DE SAÚDE QUE NÃO PROÍBA MÉDICOS DE SEREM CONTRATADOS PELOS HOSPITAIS

 

FACULDADES DE MEDICINA PODERÃO ENCERRAR – GOVERNO FAZ VISTA GROSSA –  QUANDO NÃO HOUVER NADA PARA VENDER, ESCAPAM-SE TODOS – O MAU É QUE, ENQUANTO ELES VÃO GOVERNADOS, NÓS FICAMOS LIXADOS

-Mas que está esta malandragem a fazer no Governo?

O Conselho de Reitores denunciou hoje, em conferência de imprensa, a possibilidade de as faculdades de Medicina encerrarem no próximo ano, devido a uma norma no Orçamento do Estado que limita as contratações anuais, muito usadas por estas instituições.
No final da reunião do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas (CRUP), que hoje decorreu em Lisboa, o reitor da Universidade de Coimbra, João Gabriel Silva, manifestou a "incompreensão" do Conselho perante "a desconfiança" do Governo face ao rigor da gestão orçamental das universidades, ao introduzir na proposta do Orçamento do Estado para 2014 uma norma que impede que as instituições façam novas contratações, a menos que elas representem uma redução da massa salarial de pelo menos 3%, já excluindo o corte salarial previsto para o próximo ano Reitores dizem que limitação à contratação pode encerrar faculdades de Medicina….Orçamento do Estado fecha faculdades de medicina - Correio da
SAÚDE ESFRANGALHADA PELA RAPINAGEM LIBERAL

Sócrates acusa PSD de querer "destruir o Serviço Nacional de Saúde"


07-05 - 2011  - "Não posso estar de acordo em drenar recursos dos cidadãos" para o sector privado da saúde, em nome da "liberdade de escolha" preconizada pelo PSD, insistiu. Uma opção do partido de Pedro Passos Coelho que, para o líder socialista, "quer dizer: 'Vão ao privado que está tudo pago'". – Declarava Sócrates
Na sua opinião, "estas propostas vão destruir o SNS" e "têm em si o germes do radicalismo ideológico". https://www.jn.pt/nacional/interior/socrates-acusa-psd-de-querer-destruir-o-servico-nacional-de-saude-1846846.html?id=1846846

TEIA DE EMPRESAS COM TENTÁCULOS EM ANGOLA, BRASIL E PORTUGAL - QUE CONTRATAM MÉDICOS E ENFERMEIROS PELA INTERNET A SOLDO DE  ESCRAVO
   

A group of Angolan, Portuguese and Brazilian doctors and nurses, felt the need to start an Angolan law company, able to provide certified medical services, within the highest international quality requirements, as we believe that our knowledge of the local reality is an asset for this Projec - Missão & Valores - Medline





Adesão à greve dos enfermeiros na ARS Centro ronda os 60%
No segundo dia de greve, o presidente do SEP, José Carlos Martins, disse na conferência […]Enfermeiros iniciaram greve de quatro dias
Na terça-feira, a greve iniciou-se nos hospitais e centros de saúde da ARS de Lisboa […]
Greve geral: Conferências de Imprensa nas regiões
Declarações de José Carlos Martins após reunião negocial de 17 de janeiro
Presidente do SEP, José Carlos Martins, em declarações à SIC e à RTP, no final […]
ver maisnDescongelamento das progressões dos enfermeiros: as ‘inverdades’ do Ministério
Carreira de Enfermagem: Governo não apresentou nova versão de diploma ver mais
·      Descongelamentos, suplemento de especialistas e carreira
ver mais Greve entre 22 e 25 de janeiro 2019
Decretamos greve geral nas instituições de saúde do Setor Público, para os dias 22, 23, […]ver mais


·      Nova greve contra a falta de resposta do Governo



Nenhum comentário: