expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

“Líder da UGT apela a Marcelo para mediar greves e acusa ministros de "desrespeito" – O Bigodinho Bancário das direitas ao ataque – “É preciso cortar nos salários e nas pensões” Devolver hospitais às Misericórdias Onde estava o burguês quando a ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque, afirmou que a margem de manobra para cortar despesas de consumos do Estado e para cortar no investimento é curta, e que os cortes terão necessariamente de cair sobre os salários e as pensões. – Quadrilha despediu milhares de funcionários do Estado para lá encaixar os seus bois e agora controlam os sindicatos.


Governo de Passos, Portas e Relvas, além das principais empresas públicas, privatizou hospitais, grande parte deles dados de mão-beijada ao caciquismo  das misericórdias, despediram milhares de funcionário para lá encaixarem os seus legionários – Agora, aí os temos  o burguês bancário da  UTP, que sempre foi um ninho das direita, aliado ao extremismo da SGTP, de uns poucos que dependem mais dos tachos do sindicalismo de que propriamente  dos empregos públicos. Todavia, os mesmos que defendiam a TROIKA, aí estão unidos à direita, pois é justamente o que pretendem: que a mesma volte em força e acabe por devorar o pouco que resta, que escapou aoseu controlo absoluto.

QUEM NÃO PERTENCIA À MANADA, LEVOU COM A RIPADA DA QUADRILHA PASSOS, PORTAS, ALBUQUERQUES, GASPARES E RELVAS. Governo pede lista para despedir 72 mil funcionários

Finanças deram instruções informais em agosto para as direções-gerais elaborarem lista com 12% de trabalhadores a incluir no programa de requalificação.
Ministério das Finanças deu instruções informais para os vários ministérios, em agosto, para que as direções-gerais elaborassem uma lista com 12% de funcionários públicos que serão colocados no programa de requalificação, em cada direção-geral, apurou o DN. No fim da linha, para estes trabalhadores, está o despedimento. https://www.dn.pt/politica/interior/governo-pede-lista-para-despedir-72-mil-funcionarios-4122215.html


Governo das direitas- Estado devolve 10 hospitais às misericórdias até 2014 Fafe, S. João da Madeira, Ovar, Anadia, Cantanhede e Serpa são os primeiros de um lote de 28 hospitais públicos cuja gestão vai passar para as misericórdias. Mais quatro são transferidos no próximo anohttps://www.jn.pt/sociedade/interior/estado-devolve-10-hospitais-as-misericordias-ate-2014--3362340.html

INTEGRAR HOSPITAIS EM MISERICÓRDIAS É “MACHADADA” NO SNS – ONDE ESTAVA A RITA CAVACO E O BODINHOS DS CSGTP? – Mas houve quem denunciasse o ataque
08/08/2013 - O presidente da Câmara de Vila do Conde, Mário de Almeida, considerou hoje uma “machadada” no Sistema Nacional de Saúde (SNS) a devolução de hospitais às misericórdias e recusou “imposições que só servem interesses pontuais” no concelho. https://ionline.sapo.pt/356127


E ESTA DO PARTIDO DA CRISTAS! “Devolver hospitais às Misericórdias vai «combater lista de espera» CDS satisfeito com a decisão do Governo  - O líder parlamentar do CDS-PP, Nuno Magalhães, louvou esta segunda-feira o anúncio da regularização das dívidas e a devolução dos hospitais às misericórdias, defendendo que decisão pode «combater as listas de espera» e «melhorar a resposta aos doentes», noticia a Lusa. O primeiro-ministro anunciou no Sábado que o Governo vai retirar os hospitais das Misericórdia da esfera do Estado e devolvê-los às Santas Casas.  https://tvi24.iol.pt/politica/santa-casa-da-misericordia/devolver-hospitais-as-misericordias-vai-combater-li

13 de Fevereiro 2019  - ADSE acusa hospitais privados de fazerem ameaças para condicionar negociações https://www.tsf.pt/sociedade/saude/interior/adse-acusa-hospitais-privados-de-fazerem-ameacas-para-condicionar-negociacoes-10574980.html


Ai está o aliado da Cristas e de outros cristas de galo, os alegados “parceiros sociais” – “Assunção Cristas reúne-se com CGTP  para discutir e preparar propostas para o Orçamento do Estado de2019 ttps://www.noticiasaominuto.com/politica/1100750/assuncao-cristas-reune-se-amanha-com-cgtp - Que no mesmo encontro de amigos, teve o seu aliado, Carlos Silva, a vociferar  de que  o “Orçamento de 2019 para os funcionários públicos uma "mão cheia de nada" e desafiou o Governo a apresentar uma proposta que permita desconvocar a greve de 26 de outubro. https://observador.pt/2018/10/16/ugt-desafia-governo-a-fazer-proposta-para-desconvocar-greve/


Líder da UGT apela a Marcelo para mediar greves e acusa ministros de "desrespeito  - Diz o PÚBLICO, na sua edição de hoje, que, um tal Carlos Silv,  secretário-geral da UGT, vem clamar  que o país vive "um sobressalto cívico e sindical" e que a culpa é do actual Governo que "alimentou expectativas acima das suas possibilidades"   -Pois então: neste momento, a UGT faz mais oposição ao Governo do que qualquer partido, reconhece o secretário-geral da central sindical. Em entrevista ao PÚBLICO e Renascença, que pode ouvir hoje às 13h, Carlos Silva explica as diferenças em relação à CGTP, que anda tímida, e revela que já aconselhou o sindicato dos enfermeiros Sindepor a "parar para pensar". https://www.publico.pt/2019/02/14/economia/noticia/carlos-silva-


É preciso cortar nos salários e nas pensões – No Governo das direitas A ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque, afirmou hoje que a margem de manobra para cortar despesas de consumos do Estado e para cortar no investimento é curta, e que os cortes terão necessariamente de cair sobre os salários e as https://www.dn.pt/politica/interior/e-preciso-cortar-nos-salarios-e-nas-pensoes-3508612.html



INTEGRAR HOSPITAIS EM MISERICÓRDIAS É “MACHADADA” NO SNS – ONDE ESTAVA A RITA CAVACO E O BIGODINHOS UGT? – Mas houve quem denunciasse o ataque
08/08/2013 - O presidente da Câmara de Vila do Conde, Mário de Almeida, considerou hoje uma “machadada” no Sistema Nacional de Saúde (SNS) a devolução de hospitais às misericórdias e recusou “imposições que só servem interesses pontuais” no concelho. https://ionline.sapo.pt/356127


Governo de Passos Coelho e Portas 
06 Dezembro 2016  Doentes trocam hospitais privados por públicos a meio dos tratamentos  -Em entrevista hoje à rádio TSF, o secretário de Estado da Saúde, Fernando Araújo, disse "estar preocupado" com a situação, salientando que os "doentes não podem ser prejudicados" e, prometendo "para breve regras que definam, com transparência e equidade, o acesso destes utentes que vêm do setor privado".https://www.dn.pt/portugal/interior/doentes-trocam-hospitais-privados-por-publicos-a-meio-dos-tratamentos-5537034.html


NAO ESQUECER O SAQUE AOS BOLSOS DOS CONTRIBUINTES E AO SERVIÇOS PÚBLICOS



No Governo da quadrilha Passos e Portas, privatizaram hospitais, centros de saúde e , muitos dos que não foram na enxurrada, passaram para o domínio do caciquismo das Misericórdias – Quem não tinha cartão laranja foi sacudido e substituído pelos privilegiados do regime, que agora se atiram como caninos danados

Aí estão eles de bisturi afiado: “O presidente do Sindicato Nacional dos Técnicos Superiores das Áreas de Diagnóstico e Terapêutica, Almerindo Rego, é o entrevistado de hoje do Vozes ao Minuto, dia em que decorre nova paralisação e uma manifestação em Lisboa.
A revolta instalada neste momento entre os técnicos superiores de saúde de diagnóstico e terapêutica é muito grande". É desta forma que Almerindo Rego descreve ao Notícias ao Minuto o momento que estes profissionais estão a passar.

O PRIVADO EM PORTUGAL - PROMOVIDO PELA DIREITA LIBERAL - CONTINUA A SACAR MAIS DO QUE O  SERVIÇO NACIONAL DE SAÚDE - MANCHETES DE HÁ 3 ANOS
Hospitais privados reforçam peso no sector da saúde



 

UM GOVERNO DE PIRATAS A MASSACRAR OS PENSIONISTAS, OS MAIS DESFAVORECIDOS, POUPANDO OS JUÍZES PARA QUE NÃO PERTURBEM AS NEGOCIATAS, OS MILITARES PARA QUE NÃO FAÇAM BARULHO, OS DIPLOMATAS DA CONFIANÇA E A LEGIÃO DE PARASITAS DISSEMINADOS NA CGD, ONDE OS BURACOS SÃO COBERTOS PELOS IMPOSTOS.  CGD vai continuar a ter resultados negativos em 2013
Passos engorda número de gestores da Caixa

CGD com prejuízos de quase 500 milhões de euros - Econo



CONVENCIDO Ministro convencido que Martifer vai contratar trabalhadores de estaleiros



GOVERNO NÃO É DE FIAR - O ESTADO VAI RECEBER ATÉ 20031 SETE MILHÕES – UMA PECHINCHA PARA GASTAR  30 MILHÕES EM REFORMAS? Estado vai gastar 30 milhões para despedir os 620trabalhadores dos Estaleiros de Viana– SÓ TRAPAÇAS - DEVE SER PARA COBRIR FINANCIAMENTO ENCAPOTADO À  MARTIFER - SE FOSSE VERDADE NÃO ME IMPORTAVA DE ESTAR NO LUGAR DE UM DOS 660 DESEMPREGADOS ...Portugueses pagam para a Martifer utilizar Estaleiros de Viana
     10 Dez, 2013, ISSO MESMO - À CUSTA DO DINHEIRO DO ESTADO Os Estaleiros Navais de Viana do Castelo estão em situação económica difícil com prejuízos acumulados superiores a 264 milhões ... Para o cumprimento desta medida é assegurado um financiamento bancário à 'holding' estatal Empordef, acionista única da empresa dos estaleiros, até ao limite máximo de 31 milhões de euros Estaleiros de Viana oficialmente em situação económica difícilmais consultas, mais urgências e mais camas. Em 2015, o peso dos privados no sector da saúde manteve a tendência de subida e já há quase tantos hospitais privados como públicos.
Novo presidente dos hospitais privados quer SNS a pagar serviços a todos os utentes
O novo presidente da Associação Portuguesa da Hospitalização Privada (APHP), Óscar Gaspar, defende que o Estado deve pagar os serviços prestados a todos os utentes nas unidades privadas.
07/04/2017 Famílias estão a gastar mais em hospitais privados e farmácias -Embora o Estado financie dois terços da despesa em saúde, 27,4% é paga pelas famílias. A maior parte deste dinheiro é gasto em hospitais e consultas privadas. Farmácias também pesam muito no orçamento das famílias.

UM GOVERNO DE PIRATAS A MASSACRAR OS PENSIONISTAS, OS MAIS DESFAVORECIDOS, POUPANDO OS JUÍZES PARA QUE NÃO PERTURBEM AS NEGOCIATAS, OS MILITARES PARA QUE NÃO FAÇAM BARULHO, OS DIPLOMATAS DA CONFIANÇA E A LEGIÃO DE PARASITAS DISSEMINADOS NA CGD, ONDE OS BURACOS SÃO COBERTOS PELOS IMPOSTOS.  CGD vai continuar a ter resultados negativos em 2013

CGD com prejuízos de quase 500 milhões de euros - Economia -..

Operações financeiras da CGD: Da Madeira para as Ilhas Caimão.


Para as pensões acima dos 600 euros, é a primeira parcela que será afetada, sofrendo um corte de 10%, "uma vez que os limites das pensões mo Regime Geral da Segurança Social correspondem, em regra, a 80%", aponta o documento enviado aos sindicatos.

 Fora dos cortes ficam as pensões até 750 euros desde que o respetivo beneficiário tenha pelo menos 75 anos à data de entrada em vigor da lei; até 900 euros para quem tenha mais de 80 anos; até 1050 euros para quem tiver acima de 85 anos; e até 1200 euros para os idosos com mais de 90 anos.Pensões acima dos 600 euros terão corte até 10%......Corte atinge atuais pensionistas..FESAP admite recorrer aos tribunais se avançarem os cortes nas

Postado por J Luís. M. . - E as últimas do Polvo às 16:38


Nenhum comentário: