expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

domingo, 23 de junho de 2019

COMEMORADO HOJE O ANIVERSÁRIO DOS 85 ANOS DA ASSOCIAÇÃO HUMANITÁRIA DOS BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE VILA NOVA DE FOZ CÔA - Bonita idade, assinalada com a bênção de uma nova viatura, - Festejada, neste domingo, em caloroso ambiente de fraternidade e de convivio a data histórica da sua fundação – António Lourenço, Presidente da AHBV deste concelho, alertou para a urgência dos indispensáveis apoios do Governo Central, bem como o Poder Local ( Autarquias - Câmara e Juntas) devem ter uma necessária maior atenção para dar condições dos nossos bombeiros poderem proteger e socorrer as populações, cada vez mais envelhecidas, bem como de todo o interior do País.


Jorge Trabulo Marques - Jornalista - BOMBEIROS V.  DE V. NOVA DE FOZ CÔA  - COMEMORAM, NESTE DOMINGO, O SEU 85ª ANIVERSÁRIO- DIA DE SE LEMBRAR E HONRAR A MEMÓRIA DOS AUSENTES  E SE DISTINGUIR E DAR ÂNIMO AOS PRESENTES  -  




Depois do hastear das Bandeiras, frente à entrada principal do edifício-sede, ainda a meio da manhã, seguiu-se uma romagem à capela do cemitério de Santo António, em cuja ermida foi depositado um ramo de flores em homenagem aos “soldados da Paz, já falecidos.


De regresso  ao quartel, onde se fez uma breve pausa, o corpo dos bombeiros, sob o comando de Nuno Figueirinha,  marchou rumo à Igreja Matriz , no frontispício da qual era esperado, além dos representantes da Associação Humanitária, Comando do Corpo de Bombeiros, autoridades locais, representante da Federação dos  Bombeiros do Distrito da Guarda, bombeiros, associados, familiares amigos e muitas outras pessoas da população que iam participar na  homilia dominical,  presidida pelo Rev. Padre Ferraz, por alma dos que já partiram.

Durante o ato litúrgico, além de  calorosos cânticos religiosos pelo coro da igreja e da leitura de vários salmos, um dos quais lido por António Lourenço, Presidente da Associação Humanitária, foi também recitada  a Oração do Bombeiro pelo associado Nuno Figueirinha,


Terminada a homilia, teve lugar a bênção de uma nova viatura, ato religioso presidido igualmente pelo Reverendo Padre Ferraz na presença dos membros da cooperação e administrativos,  das várias entidades a que atrás nos referimos

DESFILE DE MAGENS DE UM DIA MUITO ESPECIAL  - 



85  ANOS DE CORAGEM E DE SACRIFICIO EM PROL DO BEM COMUM   - -  - Esta  a bonita idade  e  o belo  exemplo da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de V. N. de Foz Côa, cujo aniversário foi comemorado,  neste último domingo, num misto de festa e de religiosidade    -  Dos Bombeiros todos esperam tudo, o sacrifício, a abnegação, a disponibilidade desinteressada, colocando tantas vezes em risco a sua vida, cuja generosidade,  espirito de entrega e  de amor ao próximo,  nem sempre é compreendido ou correspondido, quer pelas entidades públicas, quer pela comunidade.

Apesar disso, os Bombeiros Voluntários, homens e mulheres, sempre que o grito da cirene os chama ou a eles ecoa qualquer outro apelo, aí estão eles disponíveis, esforçados e dispostos a prescindir da companhia do seu lar, para enfrentarem as chamas ou o pedido de socorro de quem deles necessita. Deus vos abençoe, seja o vosso guia e a vossa luz, mesmo quando grossos novelos de fumos ou de labaredas vos ameaçam o caminho – Parabéns pelo vosso aniversário e Bem-hajam por tudo


SESSÃO SOLENE NO SALÃO NOBRE  E ALMOÇO-CONVIVIO – NO QUARTEL DA HUMANITÁRIA ASSOCIAÇÃO
O programa  alusivo  ao 85ª aniversário da AHBV de V. Nova de Foz Côa, iria terminar com a tradicional sessão solene no salão nobre do quartel,  com vários discursos, nomeadamente do Presidente do Conselho Administrativo dos Órgãos Sociais, Sotero Ferreira,   do Comandante do Corpo dos Bombeiros, Rafael Almeida, do Presidente da AHBV , António Lourenço, bem como, a encerrar a sessão, do uso da palavra do Comandante Distrital da Guarda, António Ferreira e do representante da Presidência da Câmara Municipal, Fernando Fachada


DISCURSOS DE SOTERO FERREIRA E RAFAEL ALMEIDA 


85º Aniversário Associação Humanitária dos  Bombeiros Voluntários de V. N. de Foz Côa – Prossegue caminhando “Contra ventos e marés, firme com as contas e marés, com as contas em ordem, o que não é fácil de fazer, atendendo que está a viver de recursos próprios do esforço e do seu trabalho - Declarou o Presidente do Conselho Administrativo dos Órgãos Sociais, Sotero Ferreira, na abertura da sessão solene do 85ª aniversário da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de V. N. de Foz Côa,  após o que usou da palavra o Comandante do Corpo dos Bombeiros, Rafael Almeida – 



“Caminhando no sonho”  António Ferreira - Toda a formação dada nos bombeiros passará a ter certificação no Ministério da Educação: não só a formação dada na Escola Nacional dos Bombeiros ,a formação dada por formadores internos e a formação dada pelo corpo dos Bombeiros   - Mas, para isso temos que ter bombeiros certificados  - E isso é um passo importante no Estatuto dos Bombeiros. – “O Caminho faz-se caminhando” - Palavras do Comandante Distrital da Guarda, António Ferreira, no salão nobre da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de V. N de Foz Côa, alusivas ao 85ª aniversário da sua fundação

ENTREGA DE  UM DIPLOMA ESPECIAL AO VALOROSO BENEMÉRITO – MÁRIO MARTINS




Após os discursos  da sessão solene, teve lugar a tradicional distinção, por atos valorosos, desta vez ao benemérito  e associado, Mário Marins, emigrante português de sucesso, em França, onde logrou, com saber, esforço e experiência, ser proprietário e gerente de uma  das mais importante empresas de transportes: natural de Santa Comba, distinto filho desta freguesia, exemplo de generosidade e dedicação, à sua aldeia e a muitas obras de solidariedade, a quem foi entregue o certificado de benemérito pela valiosa oferta de apreciável quantidade de fardamento e de equipamento, tão necessário ao desempenho dos soldados da paz desta Humanitária Associação.    – Depois teve lugar um caloroso almoço-convívio 




85º Aniversário Associação H dos Bombeiros Foz Côa – António Lourenço, Presidente desta Associação Humanitária -   - Declarou, entre outras palavras: “Hoje é dia de festa, para comemorar 85 anos de vida, mas também de reflectirmos em conjunto sobre as nossas missões e as nossas dificuldades, esperando que elas venham a ser ultrapassadas, ou pelo menos, minimizadas.
A Proteção e o Socorro não são problemas dos Bombeiros, mas são um problema da nossa sociedade, a que algumas entidades não podem, nem devem, estar alheias.

As Associações Humanitárias e os Bombeiros Portugueses querem que os respeitem por aquilo que são e pelo que fazem.


ANTÓNIO LOURENÇO - ALERTOU PARA A NECESSIDADE DOS INDISPENSÁVEIS APOIOS "O Governo Central, bem como o Poder Local ( Autarquias - Câmara e Juntas) devem ter uma necessária maior atenção para dar condições de os nossos bombeiros poderem proteger e socorrer as populações, cada vez mais envelhecidas deste Concelho, bem como de todo o interior do País"



Depois de agradecer ao Pr da Câmara (Vereador)  Comandante Distrital de Operações de Socorro - Pr de Junta de Freguesia - Conselheiros Nacionais da LBP (Dr Gil Barreiros e João Batista ) - Comandante do Posto da GNR - Repr. Agrupamento de Escolas Repr. Centro de Saúde - Pr. Fundação Côa Parque, Presidentes e Comandantes de Associações Humanitárias - Provedor da Santa Casa Misericórdia, ao Pr. da Assembleia Geral desta Associação - Comandante do nosso CB Elementos dos Órgãos Sociais - Bombeiros e Bombeiras . Familiares - Associados -Amigos, António Lourenço começou por recordar a histórica data da fundação daquela que é uma das mais antigas associações do concelho


Foi no dia 22 de Junho de 1934 que oficialmente esta Associação foi criada, tendo havido uns meses antes diversas acções e diligências, para que tal acontecesse.
Recordamos e agradecemos o trabalho, o sacrifício e a coragem, aos que em 1934, com todas as dificuldades, fundaram esta Associação e com muito pouco, em instalações precárias, num espaço onde anos mais tarde foi construído o edifício do Tribunal, iniciaram o trabalho de socorrer a população, principalmente nos fogos urbanos.
No início da manhã, deslocamo-nos ao cemitério de Santo António, para depôr uma coroa de flores e lembrar todos os ex-dirigentes e bombeiros que deram corpo e vida a esta Associação e já faleceram.


Lembro que este Quartel construído nos anos setenta, só foi ocupado pelos bombeiros em 5-09-1982, porque durante algum tempo, aqui funcionaram os serviços da Câmara Municipal.

Foi posteriormente construído o edifício contíguo, que funcionou durante muitos anos simplesmente como garagem e em 27-11-2011 foi inaugurada a ampliação das instalações.

As exigências que se colocavam aos bombeiros nas primeiras S décadas da sua existência, não se comparam em quase nada com a realidade de há uns anos a esta parte.


O parque automóvel, de viaturas de transporte de doentes e as de prevenção e combate a incêndios, tem vindo a aumentar, assim corno o número de bombeiros assalariados, para procurar dar resposta às solicitações, essencialmente da população deste concelho, mas também dos concelhos vizinhos, ou onde o Comando Distrital entender que os nossos bombeiros são necessários.

A protecção e o socorro, têm vindo a melhorar, nomeadamente com a implementação do Posto de Emergência Médica, implicando ao mesmo tempo, mais despesas à Associação, para poder garantir um serviço pronto e eficaz nas 24 horas de cada dia.
Na passada noite, depois de alguns dias envolvido na preparação deste nosso aniversário, tive um sonho.


Durante esse sonho, as coisas apresentaram-se-me muito agradáveis, a saber:
As reivindicações da LBP, constantes do seu Congresso de 23-03-2019, haviam sido aprovadas e implementadas, nomeadamente as:
- Revisão da Lei do Financiamento, por parte do Governo, às Associações Humanitárias, bem como o reforço do valor global anual;

-As propostas da LBP ao Governo sobre o Cartão Social do Bombeiro;
- A revisão do Diploma que regula o Regime Jurídico dos Corpos de Bombeiros;
- A proposta da LBP sobre a organização territorial técnico-operacional dos bombeiros;
Mas também:


- A proposta apresentada por esta Associação à Câmara Municipal em Agosto de 2016, visando a aprovação de Regalias Sociais aos Bombeiros Voluntários de V N Foz Côa, tal como já acontecem em grande número de outros concelhos;
 A proposta apresentada à Câmara Municipal em 2014, para a construção de um monumento ao bombeiro, num espaço digno da Sede do Concelho, à semelhança dos que existem na maioria dos concelhos,
- A proposta efetuada em 2012, de a Câmara Municipal seguir o exemplo dos protocolos existentes em todas as Câmaras Municipais do Distrito de Bragança, com as respectivas Associações, assumindo o pagamento dos custos inerentes a cinco funcionários;


- A existência de verbas inscritas no orçamento municipal, adequadas ao necessário apoio para as missões e actividades de protecção e socorro, contribuindo de forma muito expressiva para a necessária sustentabilidade da Associação Humanitária, para poder fazer face aos custos  com os meios humanos e materiais do nosso Corpo de Bombeiros;
 - Resposta pronta e atempada aos pedidos de reuniões com o Executivo Municipal;
 A concessão de verbas da Câmara Municipal para complementar a satisfação dos custos com o funcionamento de 1 de Janeiro a 31 de Dezembro do Posto de Emergência Médica, como textualmente é referido pelo Presidente do INEM: "também as Autarquias devem ser chamadas a dar o seu contributo para o bom funcionamento do referido Sistema no SNS";


 - A existência de muitos jovens (rapazes e raparigas) a frequentar a Escola de Formação de Bombeiro, encontrando-se alguns deles a completar o respectlvo estágio, para em breve, poderem ser bombeiros e integrarem o nosso Corpo de Bombeiros e reforçar a ajuda em diversas tarefas e missões durante o ano e também nesta época de fogos rurais.

Acordei e constatei que o sonho não passou de um legítimo desejo meu e dos responsáveis desta Associação Humanitária. A generalidade do que acabei de referir está por cumprir, pese muito embora todos os nossos esforços, a nossa disponibilidade e a nossa vontade.


O Governo Central, bem como o Poder Local ( Autarquias - Câmara e Juntas) devem ter uma necessária maior atenção para dar condições de os nossos bombeiros poderem proteger e socorrer as populações, cada vez mais envelhecidas deste Concelho, bem como de todo o interior do País. Os custos são elevados e se da Câmara Municipal não vierem os apoios e ajudas, semelhantes ao que acontece com as nossas Associações vizinhas e de muitos dos Concelhos, bem como o reforço por parte do Governo Central - (ANEPC) esta Associação não poderá garantir a protecção e o socorro a toda a população, por falta de meios.

Amélia Lourenço  Fihozes feitas em sua casa para o convivio
lembramos que têm acontecido alguns apoios de particulares e de empresas, que, a nosso pedido têm ajudado a ultrapassar dificuldades. Já nos foram oferecidas ambulâncias. outras viaturas e apoio para aquisição de equipamentos e bens de consumo, mas esses apoios são pontuais e as necessidades são permanentes.

Não desistiremos de obter apoios e comparticipações de particulares ou de empresas, como também não desistiremos, tal como tem feito a liga dos Bombeiros Portugueses, de reclamar dos poderes Central e local o apoio necessário para as nossas Associações Humanitárias. Tudo o que as nossas Associações possuem ou venham a obter, é para, cada vez mais e melhor proteger e socorrer as populações. Não pedimos, nem pediremos nada para cada um de nós.


Hoje é dia de festa, para comemorar 85 anos de vida, mas também de reflectirmos em conjunto sobre as nossas missões e as nossas dificuldades, esperando que elas venham a ser ultrapassadas, ou pelo menos, minimizadas.
A Proteção e o Socorro não são problemas dos Bombeiros, mas são um problema da nossa sociedade, a que algumas entidades não podem, nem devem, estar alheias.
As Associações Humanitárias e os Bombeiros Portugueses querem que os respeitem por aquilo que são e pelo que fazem.

Para terminar, à maneira do nosso Presidente da LBP, Jaime Marta Soares; Honra e Glória aos Bombeiros de V N Foz Côa
Honra e Glória aos Bombeiros Portugueses.




Nenhum comentário: