expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

domingo, 1 de março de 2020

Dr. Filipe Calinas, atual presidente da APEF, especialista de gastrenterologista no Hospital dos capuchos em Lisboa, é um dos participantes no Congresso Português de Hepatologia., previsto para os dias 26-27-29 deste mês - Hoje é o seu dia de aniversário - Está de parabéns! - Mas também pela sabedoria e proficiência dos seus conhecimentos e atenta dedicação - como   tem encarado a sua tão espinhosa e difícil missão


  Jorge Trabulo Marques - Jornalista e investigador - Meu tributo a um médico, profundamente dedicado, generoso e  humanista - Sou um dos seus muitos pacientes  - E que aceitei fazer parte do primeiro ensaio clínico, mundial, que ele também testou em meados dos anos 90 e  que  veio a revelar-se importantíssimo.

 O Dr. Filipe Calinas, cujo nome parece ter já algo de expressivo na gíria  popular, mas naturalmente no bom sentido e afetuoso da palavra, é um homem simples e também  um bom pai de família e já avô,  que ama o seu país  e o chamado Portugal profundo,  um  dos mais experientes e solicitados  médicos da gastroentrologia e, por isso mesmo.  dos que, certamente, terá uma  mais redobrada  e intensa missão.  Desde há vários anos que tenho recebido dele,  zelosa e  dedicada assistência na unidade hospitalar onde sou por ele consultado 
– Faz hoje anos: não sei quantos. Mas sei que este é o dia do seu aniversário,  pelo que tomei a liberdade de  publicamente aqui o facilitar e lhe dar os meus sinceros parabéns.


O Congresso Português de Hepatologia 2020,  evento unicamente reservado aos médicos convidados,  decorrerá na cidade de  Fátima, incluindo a realização da 23.ª Reunião Anual da Associação Portuguesa para o Estudo do Fígado (APEF) . https://justnews.pt/agenda/congresso-portugues-de-hepatologia-2020#.XlxcJyH7TIU
O Dr. Filipe Calinas,  atual  presidente da Associação Portuguesa, para o Estudo do Fígado (APEF) para o triénio 2019-2021, que sucede à Prof.ª Doutora Adélia Simão,  cuja eleição decorreu durante o Congresso Português de Hepatologia 2019, entre os dias 28 e 30 de Março do ano passado, é, naturalmente, por inerência ao cargo e à especialidade, um dos principias oradores





É gastrenterologista no Hospital dos Capuchos em Lisboa, funções que ali exerce desde há vários anos, com um especial  espírito de entrega e competência,  desdobrando-se em esforços para prestar assistência aos muitos doentes que lhe são dirigidos, daí o apreço, a estima, o respeito e admiração, que tem granjeado, não apenas de outros médicos, seus colegas ou os quais se encontra em congressos e como de todos quantos ali  vão à sua consulta – Sou uma dessas pessoas, a quem estou profundamente grato – Soube que hoje é o dia do seu aniversário, daí lhe querer desejar,  publicamente, os  votos das maiores felicidades e a continuação dos melhores êxitos na sua vida profissional



Estou certo que é mais por uma questão de sacerdócio e de amor e devoção à causa médica, que por pelos honorários, atendendo aos riscos inerentes da profissão,  nomeadamente nos grandes hospitais públicos, onde  é maior a afluência de doentes e o inevitável tormento de quem ali trabalha, pois, pelo que apercebi,  não raras vezes tem sacrificado ou interrompido as suas férias ou os dias de merecido descanso para atender os seus doentes,seja ele quem for..








Fui uma das pessoas, que, há mais de duas décadas,  aceitou submeter-se a um ensaio  clínico para testar determinado medicamento, pois,  o que tomava, até então,  não garantia a inibição do alastramento da doença: o que passei a tomar pelo menos menos imobiliza-a  





Ainda em meados da  década de  noventa, que foi quando o conheci, deu-me o prazer de ser um dos visitantes, com sua esposa e os dois filhos, a partilhar comigo algumas das magnificas panoramas  do concelho de   Vila Nova de Foz Côa e também em   conhecer os lugares míticos dos arredores da minha aldeia, a cuja freguesia pertence, em cujo termo, alguns anos depois, eu viria descobrir os admiráveis calendários pré-históricos alinhados com o primeiro dia de cada estação do ano, junto dos quais passei a celebrar os equinócios da Primavera e do Outono, bem como também solstício do Verão. graças à colaboração e carolice de alguns bons amigos. 




Obrigado, pois, Dr. Filipe Calinas, pela sua generosidade, humanismo  e dedicação pelo que aproveito para publicamente aqui o saudar e lhe apresentar, com estas singelas fotos, que guardo daquele agradável passeio que já têm uns anitos, pois, ambos os seus filhos, agora  já são adultos e lançados na vida. sim,  expressando-lhe, com muito gosto e gratidão,  os  meus respeitosos parabéns. - Palavras de apreço que também aqui poderia expressar a um outro médico do mesmo hospital, ao Dr. Jaime Ramos ou ao Dr. Hagaton, que me recebe na Casa da Imprensa - Assim como ao Dr. Rui Tato Marinho, do Hospital de santa Maria, a quem fui pela primeira vez à consulta e me encaminhou para o Dr. Filipe Calinas. na altura e que ali se procedia a uma ensaio clinico.

Nenhum comentário: